Home » Planejamento » 13 Dicas de fotografia para melhorar suas fotos de viagem
Planejamento

13 Dicas de fotografia para melhorar suas fotos de viagem

Compartilhe este texto!

Estávamos para escrever sobre esse texto há algum tempo. Eu, Larissa sou fotógrafa profissional e Carlos também trabalha como tal enquanto viajamos, então estamos sempre com a cabeça (e mãos) em fotos e mais fotos. Percebemos com o tempo que muitas pessoas se interessam por fotografia, sempre nos elogiam quando postamos alguma nova no blog e que gostariam de fazer igual, mas não têm um conhecimento técnico básico que é super fácil de incorporar em suas fotos de viagem.

Por isso, resolvemos elaborar esse texto com um conteúdo simples para começar a se aprofundar no tema fotografia de viagem e agregar mais qualidade às suas fotos. Leia, coloque as dicas em prática e acima de tudo, divirta-se!

Leia mais: Aprenda a caçar e fotografar a Aurora Austral na Nova Zelândia, passo a passo

1. Conheça o seu material fotográfico

Antes de tudo, para fotografar bem é necessário que você conheça a câmera que tem em mãos. Não tenha medo dela! Muita gente compra câmeras poderosas e não consegue utilizar todo o potencial dela. Leia seu manual com cuidado e procure o que não entender no Google. Afinal, estamos na era do tutorial-de-youtube (ou então deixe um comentário nesse texto, quem sabe não podemos ajudá-lo?). Conhecer as limitações e suas qualidades de seu equipamento ajudará a aperfeiçoar seu olhar e melhorar a qualidade de suas fotos de viagem.

2. Busque um protagonista para suas fotos de viagem

Fotos de viagem
Por-do-sol entre um casal

Ao fotografar uma paisagem, veja se não tem algum animal, árvore, ou até mesmo pessoa por perto que possa dar mais vida à imagem. Ao fotografar um por do sol, não torne a foto banal, somente com o horizonte e o sol. Procure algo para ser o protagonista de sua imagem, um modelo para trazer mais riqueza ao enquadramento.

3. Peça permissão antes de fotografar alguém

Fotos de viagem
Abordei essa indígena na Bolívia antes de fotografá-la

Em alguns países, culturalmente as pessoas não gostam de ser fotografadas, e tendo isso em mente, é sempre bom perguntar antes de levar uma bronca. Caso receba um não, paciência, afinal, você também não iria gostar de estranhos tirando a foto do seu rosto sem a sua permissão, mas um sim pode tornar aquele momento muito mais sincero do que caso você tente tirar uma foto escondida.

Leia mais: Como incluir a Boívia em seu mochilão pela América do Sul

4. Abaixe-se ao fotografar animais e crianças

Fotos de viagem

Ao avistar animais, crianças ou pessoas vendendo algo no chão, abaixe-se no nível delas, a ponto da câmera ficar na altura dos olhos do fotografado. Isso trará a pessoa que estiver vendo a foto à realidade do momento. Fotos tiradas de cima para baixo são desleixadas e não produzem sentimento.

5. Informe-se sobre edição de fotos e saiba executar o básico

Fotos de viagem

Não se contente com sua foto assim que ela sair da câmera para o computador. Leia sobre o básico em edição e tente ao menos aumentar o contraste em suas fotos de viagem. O baixo contraste na paleta de cores de uma imagem é característico de fotos amadoras.

Veja como pode melhorar a luz e saturar mais um por-do-sol, por exemplo. Mas tudo sem exagerar, sem pesar a mão e tornar tudo artificial. Fotos altamente contrastadas e saturadas são desconfortáveis de olhar.

Leia mais: Conheça 11 praias em Auckland para fugir do estresse da cidade grande.

6. Alinhe o horizonte sempre

Fotos de viagem

Uma das coisas que mais me irritam em qualquer tipo de foto, não apenas em fotos de viagem, é ver o horizonte torto em um enquadramento. Muitas pessoas, que não tem experiência em fotografia, não percebem que o horizonte está torto, pois se concentram no que está em primeiro plano.

Muitas câmeras hoje em dia já vêm com um estabilizador e uma regulagem de nível que torna possível alinhar o horizonte das fotos. Mas na falta destes recursos em seu equipamento, um tripé pode te ajudar a fazer o serviço.

E por último, ainda que aquela foto tenha saído torta por qualquer motivo fora do seu controle, programas de pós-produção, como o Lightroom também possuem uma ferramenta com esse objetivo. Hoje em dia até o Instagram fornece a opção de alinhar sua fotos de viagem, o que deixa qualquer um praticamente sem desculpas.

Psiu! Aproveite e siga nossa viagem no Instagram (@vidaciganablog)

Mas não se preocupe em comprar uma câmera profissional ou aprender a editar, caso não tenha vontade. Se policiar quando estiver fotografando, sempre olhar ao longe e a imagem como um todo já fazem enorme diferença.

7. Evite usar flash

Flash pode ser muito importante dependendo do ambiente em que esteja fotografando, mas existem pessoas que fotografam com ele até em um dia ensolarado, por estar em contra-luz ou com sombras indesejáveis só porque o equipamento, em modo automático, disse que ele deveria ser usado.

Seja mais inteligente que sua câmera, principalmente se só tiver em mãos o flash que vem embutido em seu equipamento e evite usá-lo. Flash torna a foto artificial e não valoriza a luz ambiente. Ao invés de acioná-lo, procure de onde está vindo a luz no momento em que está fotografando e coloque seu objeto central direcionado a ela. Por exemplo, caso esteja fotografando um amigo num campo de flores, veja de que lado a luz do sol está vindo e peça-o para virar-se para lá.

8. Procure a fonte de luz

Cuidado também com as sombras, dependendo da hora do dia. Perto do meio dia é a hora em que o sol está mais alto, o que faz com que todas as sombras sejam projetadas para baixo, marcando o rosto de seu modelo e dando uma impressão não tão agradável a qualquer imagem. Por incrível que pareça, a luz em dias nublados são mais suaves e uniformes do que em dias ensolarados. Mas claro que, para fotografar paisagens, imagens com o céu azul são sempre mais prazerosas.

9. Delicie-se na hora mágica

Fotos de viagem
O tom amarelado e suave aparece sempre depois do nascer e antes do por do sol

Para conseguir fotos de viagem mais poéticas, seja de pessoas ou de paisagens, nada com a chamada “hora mágica”. Ela ocorre com frequência no outono, mas pode ser vista em dias ensolarados uma hora depois do nascer e uma hora antes do por do sol. É quando tudo em volta fica numa tonalidade dourada, tornando o mundo mais acolhedor, como se tivesse sido banhado por um filtro natural. Se sua viagem incluir a passagem por algum local de paisagem excepcional, programe seu roteiro para estar lá nestes momentos do dia e veja toda a diferença que isto pode causar em suas fotos.

10. Não tenha medo de clicar

Não tenha pena de sua máquina. Clique até conseguir aquela fotografia ideal, mesmo que gere centenas de imagens similares, uma delas pode ser a que você tanto procura. Afinal, se grande parte das câmeras hoje em dia têm sensores digitais, seu “filme” não irá acabar por excesso de cliques.

11. Procure ângulos originais para suas fotos de viagem

Todo mundo que vai ao Cristo Redentor tira foto com os braços abertos, todo mundo que vai à Torre de Pisa, finge que está empurrando a edificação de volta ao seu ângulo correto. E quando digo “todo mundo”, são milhões de pessoas, basta procurar no Google. Se você quiser suas fotos de viagem assim, beleza, mas as suas não terão qualquer diferencial diante das demais.

Use sua imaginação e seja criativo. Numa ida ao Cristo, tente tirar uma foto dele contra a luz, acentuando somente a silhueta da estátua. Na Torre de Pisa, enquadre o monumento entre folhas de árvore ou em um ângulo mais arrojado. Brinque com o ambiente ao seu redor.

12. Seja sempre espontâneo

Mount Cook Vida Cigana
Ficar de costas trás uma grandeza a foto

Seja original. Nada de foto ao lado da Torre Eiffel, sorrindo para a câmera e com mão na cintura. Seja espontâneo, ou pelo menos finja ser. Mesmo que seja posado, faça parecer que não é. Peça ao seu “modelo” para olhar para os lados, fingir estar observando algo, tocando em algo, andando ou correndo. Em fotos de paisagem, peça para que fique de costas para você, sua foto ficará muito mais impactante.

13. Se movimente, saia do lugar comum

Mount Cook Nova Zelândia Vida Cigana
Nada como deitar no meio da pista para conseguir uma foto dessa!

Não vire o chamado “fotógrafo turista” que só aponta a câmera e dispara, sem pensar em composição e sem se importar com o que está sendo fotografado.

Fotografia de viagem não é o mesmo que fotografar a sua viagem.

Caso veja algo e monte determinada foto em sua mente, faça o que estiver ao alcance. Agache-se, olhe de todos os ângulos, se possível até deite no chão. Caso esteja na estrada, estacione o carro e vá em frente. Você pode nunca mais ter a mesma oportunidade de registrar o que viu. Caso queira fazer fotos noturnas, enfrente o frio e saia.

Não se acomode, você verá que o resultado em suas fotos de viagem te dará orgulho mais tarde.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Compartilhe este texto!

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

9 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

Booking.com

publicidade

Close