Home » Destinos » Argentina » O que fazer em Buenos Aires: Tudo o que você precisa saber
Argentina

O que fazer em Buenos Aires: Tudo o que você precisa saber

Na foto vemos o prédio da faculdade de direito da Universidade de Buenos Aires, com sua arquitetura clássica, cheia de colunas no estilo grego, e iluminada com luzes verdes e brancas. A foto foi tirada no anoitecer, com o céu azul escuro, mas com tons alaranjados no fundo. Podemos ver um poste e prédios ao fundo, assim como parte da Floralis Generica. Nas escadarias do prédio vemos a silhueta de algumas pessoas.
Compartilhe este texto!

Buenos Aires é um dos destinos mais procurados por brasileiros para uma primeira viagem internacional. A proximidade com o Brasil e a aparente semelhança do português com o castelhano, além de passagens mais baratas do que para a Europa e os Estados Unidos faz a capital da Argentina ser invadida todo o ano por milhares de brasileiros. Se estiver planejando sua ida à terra dos hermanos – seja novato ou experiente em viagens – e quer saber o que fazer em Buenos Aires, você veio ao lugar certo.

Saiba mais: Veja uma seleção de hotéis para sua viagem a Buenos Aires.

Bienvenidos a Buenos Aires

Artista de rua no Caminito, em Buenos Aires. Ele está pintando sentado em uma cadeira, com mesa no meio da rua. Várias placas coloridas enfeitam sua mesa. Atrás, a parede de casas de todas as cores.

Buenos Aires, ou apenas BsAs para os mais íntimos, é a capital da Argentina, segunda maior área urbana da América do Sul, ficando atrás somente de São Paulo. É uma das cidades mais europeias do nosso continente, devido à sua evolução histórica, com uma sociedade formada a partir da vinda de imigrantes italianos, ingleses e judeus russos.

Não importa o numero de visitas à cidade, você irá se apaixonar por ela todas as vezes em que pisar lá. Buenos Aires é incrível, com ares internacionais, ruas arborizadas, comércio despojado e aquele clima mais ameno que o nosso.

Minha primeira ida a capital argentina foi em 2010. Carlos já havia ido outra vez antes de nos conhecermos. Eu, já na minha primeira visita afirmava que “Buenos Aires é uma cidade que eu moraria”. E hoje repito as minhas palavras. Uma cidade segura, cheia de verde, de atrações culturais e pessoas estilosas só dá mais vontade de ir pra ficar de vez, não?

I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires*

Foto: Elisandro Dalcin

Essa minha segunda visita se deu graças ao I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires. Três blogs de brasileiros que moram em na cidade há bastante tempo (Aires Buenos, Aqui me Quedo e Viagem Cult) resolveram convidar outros 9 blogs para conhecerem uma Buenos Aires que nunca havíamos explorado, com trajetos e atrações alternativas, o que nos deu outra visão da cidade e nos fez nos apaixonar mais.

O I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires ocorreu de 27 a 30 de outubro de 2016.

Quando visitar Buenos Aires?

Carrocinha de choripan, em Buenos Aires. As luzes ão brancas, mas criam uma luz laranja na carrocinha. O céu está nublado.

Minha primeira visita foi durante o inverno e estava razoavelmente frio. Roupas de inverno são imprescindíveis. Já nesta última vez, estivemos lá na primavera e os dias eram quentes e as noites frias. Então, uma calça jeans e um casaco devem ser levados para usar de noite.

Durante a primavera a cidade fica mais linda ainda, com parques cheios de pessoas tomando sol no gramado, sorveterias Freddo lotadas e o El Rosedal espetacularmente florido. Apaixonante!

O que fazer em Buenos Aires

Mulher caminha em museu em Buenos Aires. O sol projeta todas as sombras do edifício para baixo, criando inúmeros de retângulos no chão.

Buenos Aires, assim como as grandes cidades do mundo, possui inesgotáveis opções de turismo. Todo dia tem algo diferente acontecendo em vários cantos da metrópole. E para não ficar perdido diante de tanta informação, separamos o essencial do que fazer em Buenos Aires para relatar em detalhes divididos por seus principais bairros, temáticas e regiões turísticas:

Centro/Montserrat/Retiro

 

Casa Rosada

O que fazer em Buenos Aires: A Casa Rosada, em Buenos Aires, vista de baixo para cima. Um edifício antigo e elegante, na cor rosa, com a bandeira da Argentina tremulando em um mastro no seu topo. Várias sacadas se espalham pelo prédio. O céu está azul com algumas nuvens brancas.

A Casa Rosada é a sede da presidência argentina e um dos símbolos do país. Possui esse nome em decorrência de sua cor, que desde os primórdios era feita numa mistura de sangue bovino com cal. Hoje ela mantém a tonalidade, mas utilizando tintas modernas, claro!

Sua arquitetura também é muito conhecida, sendo um dos prédios mais belos da América Latina. É famosa também por ter sido palco de inúmeros movimentos políticos, como os discursos de Evita Perón, provavelmente uma das populares personalidades argentinas.

É possível realizar visitas guiadas por dentro do prédio nos finais de semana e feriados.

Plaza de Mayo

O chão da Plaza de Mayo, em Buenos Aires. A foto está em preto e branco, e algumas pessoas passam pela praça. O chão é feito de tijolinhos, é redonda e possui círculos brancos, e algumas faixas brancas também. Desenhos no formato de lenços brancos também são brancos.

Fica em frente à Casa Rosada, e é conhecida pelo movimento político das Mães da Praça de Maio. Desde da década de 70 até os dias atuais elas se reúnem no local às quintas-feiras para protestar em decorrência de seus filhos desaparecidos na ditadura militar.

O chão da praça hoje é decorado com padrões imitando os lenços de cabelo usados por essas mulheres.

Catedral Metropolitana de Buenos Aires

O interior da Catedral Metropolitana de Buenos Aires, especificamente, o túmulo de San Martín. Na foto vemos uma estátua branca de uma mulher clássica. Logo atrás dela, um enorme e alto caixão com a bandeira da Argentina sobre ele. A bandeira da argentina tem as cores azul e branca. No teto, uma linda cúpula totalmente decorada se encontra, com uma luminária em seu meio.

É a maior e mais importante igreja de Buenos Aires, ficando bem próxima à Casa Rosada ainda na Praça de Maio. Em seu interior encontra-se o túmulo de San Martín, herói argentino. É famosa por ter sido um dos locais de atuação do atual Papa Francisco.

Conhecemos toda a história e arquitetura da Catedral e de muitos outros pontos com o tour arquitetônico do Edu Baro, arquiteto argentino, o que é ótimo, pois muitas vezes deixamos passar batido detalhes que, como estrangeiros, não percebemos.

Obelisco de Buenos Aires

O Obelisco de Buenos Aires bem ao centro da foto, emoldurado por prédios dos dois lados. O céu está azul, com algumas poucas nuvens brancas. Algumas pessoas atravessam a rua na faixa de pedestres. Árvores são vistas do lado esquerdo da foto.

Foi inaugurado em 1936 no mesmo local que ficava a igreja onde a primeira bandeira argentina foi hasteada. É muitíssimo visitado por turistas devido a sua localização, bastante central e perto de inúmeras outras atrações turísticas.

Teatro Colón

O Teatro Colón, em Buenos Aires, uma casa de ópera. O estilo é italiano, com 3 andares. Na rua, vemos algumas pessoas carregando bicicletas enquanto passam pela faixa de pedestres. O céu está azul e bem ensolarado.

É a maior e mais importante casa de ópera da Argentina, e uma dos melhores do mundo, ficando em quinto lugar com a melhor acústica do planeta. Inaugurado em 1908, é frequentado pelos maiores músicos e companhias sinfônicas do mundo. Visitas guiadas são feitas diariamente no local.

Galerias Pacífico

As galerias Pacífico, em Buenos Aires, um shopping center lindo, com uma escada rolante no centro, vitrais azulados no teto, e uma arquitetura elegante em seu interior, de tonalidade amarelada.

Hoje um shopping center no Centro do Buenos Aires, foi construído como uma loja no estilo francês em 1889. Após isso, já foi a primeira sede do Museu Nacional de Belas Artes e o escritório da companhia de trens que iam de Buenos Aires até o Oceano Pacífico argentino, daí o nome atual.

Atualmente a galreia possui lojas dos mais variados tipos, mas mantém sua elegância e riqueza, com afrescos no teto de importantes artistas argentinos. Vale a visita para tomar um café e comer um alfajor em meio a tanta beleza.

Plaza San Martín

A plaza San Martín, em Buenos Aires. Um dia de sol, árvores altas e sem folhas fazem sombras no chão de pedras da praça. Duas pessoas andam ao longe. Prédios são vistos do lado direito da foto.

Possui esse nome em homenagem ao grande herói argentino San Martín. Foi palco de inúmeros acontecimentos históricos trágicos, como a venda de escravos, uma praça de touradas e batalhas contra os ingleses durante a Guerra das Malvinas.

Hoje é um local bastante bonito, com várias árvores e prédios históricos. Só fique esperto ao se locomover por lá sozinho, pois é uma área não muito segura. Fomos lá com o Tour Lado B do Aires Buenos, em um grupo grande dando maior liberdade para explorar os detalhes mais interessantes da praça.

La Boca/San Telmo

Uma menina está sentada em um banquinho enquanto seu rosto é desenhado por um artista de rua. Ela é morena e veste roupas rosas. O homem está desenhando um desenho em preto e branco em um cavalete.

Os bairros mais ao sul do centro de Buenos Aires são notoriamente mais humildes, contrastando bastante com a rica região norte de Retiro, Recoleta e Palermo. Mas não por isso (e muito pelo contrário) sejam menos interessantes.

Caminito

O Caminito, em Buenos Aires. Um prédio triangular de várias cores se encontra no meio da foto. Pessoas andam por todos os lados. O céu está azul.

O Caminito é uma rua famosa por suas casas coloridas localizada no bairro de La Boca. Bairro formado por imigrantes italianos e de origem pobre, o Caminito é perfeito para fazer aquela caminhada vendo a arquitetura local inusitada, casais dançando tango por todos os lados, restaurantes e artesanato.

Evite visitar o Caminito nos fins de semana, quando o excesso de turistas chega a incomodar. E, como o bairro continua sendo um dos mais pobres de Buenos Aires e ao cair da noite não é aconselhável andar por lá.

La Bombonera

O bairro de La Boca é famoso também por ser lá que fica o estádio do Boca Juniors, o La Bombonera. Fizemos um tópico mais abaixo para mostrar como é o turismo do futebol em Buenos Aires.

Feira de San Telmo

Uma rua no bairro de San Telmo, em Buenos Aires. A foto é em preto e branco. Três homens estão parados na rua, e um outro passa carregando balões. Atrás, lojas abertas.

Todo domingo ocorre uma feira no bairro de San Telmo, por toda a extensão da Calle Defensa, num evento que atrai muitos turistas. As ruas ficam lotadas de artistas vendendo artesanato, bandas tocando ao ar livre e casais dançando tango. É um dos melhores lugares para comprar lembrancinhas de viagem.

Lá também fica o famoso banquinho com a escultura em tamanho real da Mafalda e seus amigos, onde filas se formam para tirar fotos do lado da personagem.

Uma mulher e um homem sentados em um banco do lado de uma escultura da Mafalda, em Buenos Aires.

Quando fomos em 2010 ainda não tinham adicionado os amigos de Mafalda no local. Nesta segunda ida, desistimos da foto ao ver a fila quilométrica se formando. Se quiser tirar fotos sem estresse, volte a San Telmo outro dia, sem a feira.

Puerto Madero

O calçadão na orla do Puerto Madero, em Buenos Aires. Vários postes antigos se estendem pela margem, que é cercada por uma cerca baixa. Ao fundo, andaimes se encontram. O rio passa pelo lado esquerdo da foto, assim como vários prédios.

O Puerto Madero surgiu, como o bairro que se apresenta hoje, na década de 90 a partir de um projeto de renovação de um antigo porto da cidade que havia ficado obsoleto.

A ideia envolveu empresas importantíssimas e nomes renomados da arquitetura, para revigorar o local. Redes de hotéis como Hilton e arquitetos famosos, como Calatrava, deixaram seu legado nesta parte da cidade que se tornou uma das mais modernas e o metro quadrado mais caro de Buenos Aires.

Planeje sua viagem: Reserve sua estadia em Buenos Aires em Porto Madero

Ponte de la Mujer

A Ponte de la Mujer em Puerto Madero, em Buenos Aires. A ponte está do lado esquerdo e possui uma forma bastante diferente. Ela é branca e estaiada, com vários cabos em sua extensão. Uma árvore está do lado direito da foto. O céu está nublado. Prédios aparecem ao fundo.

Obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, foi seu primeiro projeto localizado na América Latina. É um lugar lindo para apreciar a vista de Puerto Madero, e sua arquitetura interessantíssima resulta em ótimas fotos.

Madero Tango*

Foto: Esteban Mazzoncini
Foto: Esteban Mazzoncini

Durante o I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires, fomos convidados pela empresa de turismo Day Tours 4 U para prestigiarmos um dos shows de tango mais famosos de Buenos Aires, o Madero Tango, em Puerto Madero.

Assistir apresentações de tango em casas de show específicas para turistas não faz muito o nosso perfil, mas resolvemos tirar a limpo uma das atrações turísticas de Buenos Aires que mais recebem brasileiros.

O atendimento é de primeira, começando com uma van do evento buscando um por um em suas hospedagens. Chegando lá, todos têm suas mesas reservadas dependendo do valor pago, como em uma peça de teatro ou show de música.

Antes de o show começar, o jantar é servido, e é sensacional. A entrada, prato principal e sobremesa, assim como os vinhos são de primeiríssima qualidade.

A apresentação começa, e seguindo um roteiro, conta a história do tango, desde os imigrantes chegando a Buenos Aires, até os dias atuais. Ao contrário das milongas (que são apresentações de tango com passos mais livres e espontâneos), o tango apresentado em casas turísticas é coreografado.

A apresentação é longa, mas agrada bastante aos que puderem pagar por um espetáculo desse porte e querem assistir a uma apresentação de tango com todas as regalias que o momento permite.

Recoleta/Palermo

Cemitério da Recoleta

O interior do Cemitério da Recoleta, em Buenos Aires. Na foto vemos uma estátua central no meio de um mini gramado. Vários corredores com túmulos aparecem no fundo, com algumas árvores de todos os tipos. O céu está azul, e a foto foi tirada contraluz.

Talvez um dos cemitérios mais famosos do mundo, o Cemitério da Recoleta fica no bairro nobre de mesmo nome e é uma das atrações mais visitadas da Argentina. O motivo vem do fato de o corpo de Evita Perón estar enterrado no local.

Além da “presença” famosa, o cemitério é belíssimo. Tão bonito, que foi o primeiro que me permiti entrar, antes de virar uma obrigação quando membros queridos da família se foram. É um lugar que eu gostaria de ficar durante um dia inteiro, pela variedade de coisas belas e poéticas a serem fotografadas.

Floralis Generica

O que fazer em Buenos Aires: A Floralis Generica, famosa escultura de aço em Buenos Aires, vista fechada. Sua superfície é refletora, sendo possível ver o que tem ao redor nela. A escultura tem formato de flor, mais especificamente de uma tulipa. O céu está azul, e uma área verde em volta.

Na Recoleta, mais especificamente na Plaza de las Naciones Unidas, a Floralis Generica foi um presente do arquiteto argentino Eduardo Catalano ao país. Era a época da grande crise nacional de 2001, e, segundo ele, a flor serviria como um símbolo do ressurgimento da nação argentina depois de anos de decadência.

A peça é feita de aço inoxidável e sua maior característica é o movimento de suas pétalas, que abrem e fecham, como uma flor real.

É uma escultura lindíssima, que reflete tudo ao seu redor, devido a seu material.

O parque no qual ela se situa também é perfeito para descansar e pegar um sol. Está sempre muito frequentada, pois logo ao seu lado fica a faculdade de direito da Universidade de Buenos Aires.

A Livraria El Ateneo

O interior do El Ateneo, em Buenos Aires, visto de baixo para cima. Uma iluminação alaranjada banha o local, com seu teto redondo e suas varandas arredondadas.

Uma das livrarias mais bonitas do mundo fica dentro de um antigo teatro construído em 1919. Se antes personalidades como Carlos Gardel já tocaram no local, hoje suas estantes ocupam o que antes eram camarotes, mas a estrutura do teatro original permanece, como seus afrescos italianos no teto e a cortina do palco.

Uma livraria aonde um baixíssimo percentual de visitantes vão para comprar livros, deduzo, pois sua arquitetura rouba a cena facilmente.

El Rosedal de Palermo

O que fazer em Buenos Aires: El Rosedal em Buenos Aires, um enorme jardim com várias espécies de rosas. A foto foi tirada contraluz, com uma iluminação bem suave. Rosas rosa claro, com folhagem verde estão por toda a parte. No meio do jardim, duas mulheres estão sentadas de costas. Ao fundo, um coreto branco de estilo clássico se encontra. Várias árvores estão no fundo, com alguns prédios também.

Localizado no bairro de Palermo, o Rosedal foi um dos pontos altos de nossa segunda visita à Argentina. Durante nosso tour de bicicleta com o Biking Buenos Aires paramos lá para aproveitarmos o início da primavera. O jardim estava completamente florido, com rosas de todas as cores, de todas as formas e tamanhos. Lindíssimo!

Um lugar muito agradável, com lagos repletos de gansos e patos, pontes e pátios com fontes como o Pátio Andaluz. Super recomendado!

Museu Nacional de Belas Artes (MNBA)

A fachada do Museo Nacional de Bellas Artes, em Buenos Aires. Um prédio no estilo clássico, cheio de colunas gregas, com as cores rosa choque, com várias placas informativas penduradas entre uma coluna e outra. O céu é azul. A foto foi tirada de baixo para cima.

Um dos mais importantes museus da América Latina, conta com um acervo impressionante, onde obras de artistas como Picasso, Monet, Goya, Van Gogh, entre outros podem ser vistos sem precisar ir a Europa.

MALBA (Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires)

O interior do MALBA, Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires. A foto mostra um prédio bastante moderno, todo branco, com uma escada rolante do lado esquerdo. O teto possui luzes com formatos geométricos e as janelas da esquerda são escuras.

Museu especializado em obras de arte da América Latina, com acervos que vão da arte modernista dos anos 20 ao contemporâneo da atualidade. Obras de artistas como Frida Kahlo, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti, entre outros, podem ser vistos no interior do museu.

O que fazer em Buenos Aires: Turismo do Futebol

O túnel do tempo no Museo River, do time de futebol River Plate. Na foto vemos um corredor bem escuro, na cor azul. Vários anos são vistos no chão, na cor laranja. Ao fundo, aros laranjas criam um outro túnel mais baixo. O teto está cheio de luzes azuis como se fossem estrelas.

Assim como no Brasil, o futebol é o esporte mais praticado na Argentina. Logo, visitar os estádios de seus times mais famosos faz parte do itinerário de grande parte dos turistas, até mesmo dos que não gostam do esporte.

Os dois maiores times da Argentina são o Boca Juniors e o River Plate. E assim como acontece em vários países onde é tradição jogar futebol, há uma divisão social entre as torcidas: o River é o time dos ricos e o Boca, dos pobres. Para deixar ainda mais gritante as diferenças entre os dois times, suas torcidas possuem apelidos bem simbólicos acolhidos por eles mesmos: os do Boca se chamam de bosteros, e os do River, de milionários.

Então, para viver toda essa paixão pelo futebol que os argentinos tanto têm orgulho, nada como colocar os dois estádios na lista do que fazer em Buenos Aires: o La Bombonera e o Monumental de Nuñez.

Museu de la Pasión Boquense e La Bombonera

O que fazer em Buenos Aires: O estádio La Bombonera, estádio do time de futebol argentino Boca Juniors. A foto foi tirada da altura do gramado, então é possível ver em primeiro plano a grama desfocada, e lá ao longe, as arquibancadas com as cores do time, azul e amarelo.

Com inúmeros troféus, uniformes desde sua fundação até os dias atuais, e painéis com seus jogadores mais ilustres, o museu do Boca Juniors é cativante e bonito.

Após o tour por dentro do museu – caso tenha comprado o combo com a visita ao La Bombonera – os visitantes são convidados a conhecer o campo do Boca Juniors, com seu inusitado estádio em formato de U.

Para obter mais informações, com os valores de entrada atualizados, veja o site do museu e o setor do tour pelo estádio.

Museu River e o Estádio Monumental de Nuñez*

O que fazer em Buenos Aires: O estádio Monumental de Nuñez, que é o estádio do time de futebol argentino River Plate. A foto foi tirada da arquibancada, de onde é possível ver o campo verdinho lá embaixo. As arquibancadas são das cores do time, vermelho e branco. A foto é emoldurada com as arquibancadas de cima, que formam um teto. Lá no céu, ao longe, um avião.

A casa do River Plate, o Estádio Monumental de Nuñez ainda acolhe a Seleção Argentina, sendo o maior estádio do país.

Seu museu comporta inúmeras relíquias do time, com troféus, medalhas e um interessante túnel do tempo, mostrando a evolução do time pelas décadas, desde sua formação.

Depois dessa volta pelo museu, o tour vai até o estádio, onde é possível visitar parte das arquibancadas e do campo.

Onde ficar em Buenos Aires*

o-que-fazer-em-buenos-aires-1-5

Durante o I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires ficamos hospedados no Dazzler Palermo a convite da rede de hotéis Dazzler. Foi a primeira vez que nos hospedamos fora do Centro da cidade e nos apaixonamos.

Localizado no bairro de Palermo, o hotel fica perto do que há de melhor. Palermo é um bairro nobre, cheio de lojas e restaurantes maravilhosos, tudo muito descolado.

O hotel possui 7 andares, com quartos amplos e modernos, tudo bem clean.

Os quartos têm camas enormes, extremamente confortáveis do tamanho king size e espaço para trabalhar. Os banheiros são amplos e contam com banheiras. Além disso, cada quarto tem uma varandinha para observar a vida lá fora.

A cobertura do Dazzler Palermo, hotel argentino localizado no Palermo, bairro de Buenos Aires. Na foto podemos ver a cidade toda lá embaixo da varanda da cobertura do hotel. Várias árvores verdes e prédios, alguns altos, outros mais baixos. O chão da cobertura é de grama artificial verdinha.

Do seu restaurante, na cobertura do prédio, é possível ver todo o bairro ao seu redor, cheio de verde. O café da manhã, também servido na cobertura, é ótimo para começar o dia com vários tipos de medialunas (o croissant argentino), dulce de leche (que não pode faltar, claro), frutas, sucos, frios, entre outros. Tudo do que há de melhor.

Não temos dúvidas de onde ficar em nossa próxima estadia em Buenos Aires. Agora não queremos mais saber do Centro, e sim, de ficar em Palermo!

Reserve aqui sua estadia no Dazzler Palermo e garanta uma excelente experiência durante sua viagem a Buenos Aires.

*Larissa e Carlos visitaram Buenos Aires a convite do I Encontro de Blogueiros Brasileiros em Buenos Aires. A hospedagem foi cortesia do Dazzler Palermo. Os tours citados ao longo do texto e atrações marcadas foram feitos em parceria com o encontro.

 

 

 

 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Compartilhe este texto!

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

24 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

publicidade

Close