Home » Destinos » Colômbia » Onde ficar em Bogotá: os melhores bairros da capital da Colômbia
Colômbia

Onde ficar em Bogotá: os melhores bairros da capital da Colômbia

Onde ficar em Bogotá: Uma placa escrita "Te amo Bogotá" na Plaza Bolívar.

Escolher onde ficar em Bogotá é o primeiro passo, e o mais importante de todos, para determinar como será o perfil de sua viagem pela capital da Colômbia.

Isso ocorre porque existem duas grandes regiões hoteleiras na cidade, o Centro e o distrito de Chapinero, no norte da capital, que têm padrões de hospedagem distintos. No centro se sobressaem as hospedagens econômicas, os hostels e alguns hotéis boutique. Já ao longo do distrito de Chapinero estão espalhados por seus bairros grandes redes hotéis e opções de hospedagens de alto padrão.

Além disso, a escolha entre as duas regiões também determina como será o roteiro de sua viagem. Decidindo pelo centro, na região da Candelaria você estará perto da maior parte dos pontos turísticos da cidade, podendo fazer quase todas as visitas a pé. Já quem, ao decidir onde ficar em Bogotá, optar por uma estadia em Chapinero, estará ao lado dos grandes restaurantes e da vida noturna da capital colombiana, mas terá que incluir deslocamentos regulares até a região central em sua programação.

A escolha, que parece simples à primeira vista – uma decisão entre o centro econômico e os bairros de classe média alta – pode ser mais complexa quando se analisa os detalhes de cada região.

Para facilitar vamos listar abaixo os melhores bairros hoteleiros de Bogotá, dar as dicas de quais os melhores hotéis para ficar hospedado em cada um deles e de como evitar reservar suas diárias em áreas desinteressantes da cidade.

Os principais bairros com ofertas de hospedagem em Bogotá são:

Na região central:

No distrito de Chapinero:

Onde ficar em Bogotá: os hotéis da região central

Onde ficar em Bogotá: Os murais coloridos da Candelaria.

A região central de Bogotá possui dois bairros hoteleiros: a área histórica de arquitetura colonial de La Candelária e o centro comercial da cidade, também chamado de Santa Fé.

Enquanto ficar hospedado em La Candelaria é uma das melhores decisões a se tomar ao buscar onde ficar em Bogotá, ficar no centro comercial é o oposto. Ao reservar seu hotel, fique atento para não levar gato por lebre.

La Candelaria

Onde ficar em Bogotá: As ruas da Candelaria, o bairro mais famoso e antigo de Bogotá

La Candelaria é o bairro onde Bogotá foi fundada e a partir de onde a cidade cresceu. Por suas ruas estão os grandes pontos turísticos da cidade, as maiores igrejas, museus e a subida ao Cerro Monserrate. O próprio bairro em si, com seu casario colonial preservado, se tornou uma atração à parte, trazendo às suas ruas cada vez mais viajantes.

Apesar da proximidade com o centro, o bairro é sempre muito movimentado e seguro, mesmo à noite. Possui bons restaurantes e cada vez mais seus casarões têm sido convertidos em hospedagens para dar conta do grande fluxo de turistas.

Em sua busca por onde ficar em Bogotá esteja atento, no entanto, que nem todo hotel localizado na região central de Bogotá fica na Candelaria, ainda que muitos deles digam que sim. A melhor parte do bairro (e mais movimentada) são suas ruas mais altas. Ao reservar sua hospedagem, procure as que ficam entre as Carreras 1 e 5 e entre as Calles 10 e 12F. Evite qualquer outra que esteja fora deste quadrilátero para não ficar hospedado em ruas desinteressantes, ou mesmo perigosas durante a noite.

Na Candelaria se destaca a grande quantidade de hostels, de diferentes perfis. Entre os melhores estão o Botanico Hostel, na Carrera 2, e o Explora Hostels, na Calle 12C, que oferecem quartos coletivos e privados. Em nossa primeira passagem por Bogotá nós preferimos uma opção mais econômica, reservando um quarto privado no Ulucaho Hostel, na Carrera 3.

Além dos albergues, a Candelaria também oferece muitas opções de hotéis estilo boutique, que em sua maioria estão localizados em casarões coloniais reformados. Neste padrão, as melhores opções são o Hotel Casa de La Vega, na Carrera 4, e o Hotel Casa Deco, na Calle 12C.

Santa Fé – o centro comercial de Bogotá

O centro comercial de Bogotá, chamado de Santa Fé, é o bairro que fica ao redor de La Candelaria, ao norte, ao sul e a oeste. Como toda área do tipo, é muito movimentada durante o horário comercial, mas quase morta durante a noite.

É o mesmo processo de esvaziamento da região central que ocorre em quase toda grande cidade da América do Sul. Nós fizemos as mesmas recomendações quando falamos sobre os melhores bairros de Buenos Aires e de Montevidéu. Em Bogotá reforçamos ainda mais o conselho de evitar os hotéis do centro comercial.

Ficar hospedado no centro comercial faz com que o turista tenha que caminhar por ruas desertas, todos os dias, após o pôr do Sol. Ou pior, faz com que encontre pessoas que o façam desejar que as ruas estivessem desertas de fato.

Isto praticamente inviabiliza a estadia de quem fique hospedado por ali e queira explorar a cidade a noite.

Quase ninguém ficaria hospedado no centro por decisão própria, mas tem uma enorme pegadinha para os turistas de primeira viagem: a maior parte dos hotéis do centro afirma que estão localizados em La Candelaria. Como não existem fronteiras fixas pré-determinadas entre um bairro e outro, não há como dizer que o que fazem é por desonestidade, mas fica bem no limiar disso.

Para não ser enganado e reservar um hotel em área ruim, siga esta dica:

As ruas de Bogotá são numeradas em sequência: de Leste a Oeste estão as “Carreras” e de Sul a Norte ficam as “Calles”. “Carreras” e “Calles” se cruzam formando a localização dos edifícios. O endereço de um hotel em Bogotá sempre indicará a Calle ou Carrera onde está localizado, seguido do número do cruzamento com a Calle ou Carrera imediatamente anterior.

Com isso, ao buscar onde ficar em Bogotá, ignore o bairro em que o hotel diz estar localizado. Veja seu endereço. Para estar na Candelaria o hotel deve ficar localizado entre as Carreras 1 e 5 e entre as Calles 10 e 12F.

Dois exemplos para deixar mais claro:

  • O endereço do Hotel Abadia Colonial é Calle 11 n°2-32. Significa que está na Calle 11 e após o cruzamento com a Carrera 2, ele é o número 32. Fica, portanto, dentro de La Candelaria.
  • Já o endereço do Hotel Inter Bogotá é Carrera 3 n°20-17. Isto quer dizer que fica na Carrera 3, mas apenas na quadra após o cruzamento com a Calle 20, já fora dos limites da Candelaria, numa localização que não recomendamos.

Onde ficar em Bogotá: os bairros do distrito de Chapinero

Onde ficar em Bogotá: As ruas do Chapinero, com seus prédios descolados e jardins.

O distrito de Chapinero está localizado logo ao norte da região central de Bogotá, indo da Calle 40 até a Calle 100 aproximadamente. É uma área enorme, de padrão de classe média e alta, constituída por diversos bairros diferentes. Pelo menos três deles são boas opções para ficar hospedado: a Zona G, a Zona Rosa (ou Zona T) e o Parque de la 93.

Até alguns anos atrás, o Chapinero era caminho obrigatório a todos os viajantes que buscavam onde ficar em Bogotá. Como a área da Candelaria não passava tanta segurança como hoje e não possuía tanta variedade de hospedagens, era somente no Chapinero que os turistas encontravam bons hotéis para passar seus dias na capital.

Hoje a Candelaria se tornou uma área hoteleira estabelecida, especialmente aos viajantes mais econômicos. Já os bairros do Chapinero têm se focado a atender um perfil mais exigente, em geral quem viaja em casal, com filhos, ou quem quer curtir a noite de Bogotá feito os locais.

Zona G

Zona G (“G” de Gourmet) é a área localizada entre as Calles 65 e 71 e entre as Carreras 3 e 7 que recebeu esta denominação por possuir os melhores e mais famosos restaurantes da cidade. Em geral, quando se diz que ficará hospedado no Chapinero, é à Zona G que estão se referindo, por ser a área hoteleira mais conhecida de todo o distrito.

Além da boa comida, a Zona G ainda conta com farta opção de hotéis e alguns albergues a quem quer economizar na estadia fora do centro da cidade.

Das grandes redes internacionais de hotéis, só na Carrera 7, a principal via do bairro, a Zona G conta com o Hilton Bogotá, no cruzamento com a Calle 72, e algumas quadras mais abaixo, com o Holiday Inn Express, na altura da Calle 67 e o Mercure Bogota, na esquina com a Calle 65, que são opções mais em conta.

Já os hostels ficam um pouco mais distantes do centro do bairro, mas nada que incomode. Na Carrera 10ª, por exemplo, estão dois dos melhores albergues do bairro, o Aurora Hostel e o Kozii Hostel D.C., que ficam quase lado a lado.

Zona Rosa (e a Zona T)

Onde ficar em Bogotá: A badalada Zona T, cheia de lojas e restaurantes descolados.

Um pouco mais ao norte da cidade, a Zona Rosa fica localizada entre as Calles 79 e 85 e entre as Carreras 11 e 15. É uma área cheia de shoppings, lojas de marcas, restaurantes, bares de perfil internacional e grandes casas noturnas. Suas ruas são frequentadas pela classe alta de Bogotá e por muitos turistas estrangeiros.

Já a Zona T é formada por duas ruas, a Calle 83 e a Carrera 12A, que são fechadas permanentemente para pedestres. Recebem este nome por se cruzarem em formato de um “T”, criando um grande calçadão que é o coração da Zona Rosa. A quantidade de bares e restaurantes enfileirados na Zona T é absurda. É o paraíso para quem quer curtir a noite.

Além da vida noturna da Zona Rosa também tem grande oferta de hotéis, mas quase todos voltados ao perfil do viajante de luxo, sendo raro encontrar opções econômicas. Para dar uma ideia do clima do bairro, em que outro lugar você veria uma unidade do Four Seasons ao lado, literalmente, de uma do Sofitel?

As opções mais em conta não muito distantes da Zona T são o Hotel Saint Simon ou o GHL Hotel Hamilton. Para ficar um pouco mais afastado do agito (e com mais tranquilidade), reserve o Mercure El Retiro ou experimente o Hotel Excelsior.

Veja mais opções de hotéis próximos à Zona T de Bogotá

Parque de la 93

Onde ficar em Bogotá: O Parque de la 93 com todo seu espaço verde e super agradável.

No extremo norte do distrito de Chapinero, no bairro chamado Chicó Norte, fica o Parque de la 93, uma agradável área verde bem perto da Zona Rosa, mas com um clima completamente distinto.

O parque é pequeno, fica entre as Calles 93A e 93 B e entre as Carreras 11A e 13, mas é muito frequentada pelas famílias de Bogotá que passam o dia na grama tomando sol, fazendo um piquenique, brincando com os filhos e passeando com os cachorros.

O bairro é de classe alta, como a Zona Rosa, mas ainda não sofre com a presença maciça dos turistas, com seus restaurantes e lojas ainda voltados ao público local.

Como o parque não fica muito distante da Zona Rosa – é possível caminhar de um a outro em 20 minutos – esta região pode ser excelente alternativa para fugir dos preços e do barulho da Zona Rosa sem ter que ficar hospedado muito longe de lá.

Por ser o bairro mais ao norte de todos os do distrito de Chapinero, uma viagem de carro do Parque de la 93 até a Candelaria, por exemplo, pode durar até 40 minutos, dependendo do transito da cidade.

Eu, no entanto, numa próxima viagem (quando já não me sentiria obrigado a visitar os principais pontos turísticos do centro) quando tiver que escolher onde ficar em Bogotá não teria dúvidas e reservaria minha estadia por aqui.

Nos arredores do Parque estão uma unidade do Holiday Inn e outra do Best Western Plus. Opções mais econômicas são o BH Parque 93 e o Casa Real 93.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

1 Comentário

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

publicidade

Close