Home » House Sitting: como conseguir hospedagem gratuita no mundo todo

House Sitting: como conseguir hospedagem gratuita no mundo todo

vida cigana house sitting

Afirmar não ter dinheiro para custear as despesas é o principal motivo que ouvimos quando alguém tenta nos justificar o porquê de não viajar. Turismo pode ser algo bem caro mesmo, ou até inalcançável caso não esteja aliado a um bom planejamento de gastos.

E se uma semana de férias já costuma fazer um tremendo estrago na conta bancária, como é possível viajar por vários meses ou um ano inteiro sem depender de, sei lá, ganhar na Loteria?

Passar um ano viajando pela América Latina ou pelo Sudeste Asiático pode ser extremamente barato. Permanecer longos períodos em países cujas moedas são desvalorizadas frente ao Real torna relativamente fácil estender a duração de uma viagem, mas como custear um ano de viagem pagando restaurante em Dólares, entrada de museu em Euros ou fazendo compras em Libras?

House Sitting

House sitting é a solução que nos mantém (e pode manter qualquer um) viajando por tanto tempo. Estamos na estrada desde setembro de 2014 e não temos previsão de parar.

Não somos ricos e nunca fomos premiados na Loteria.

Nós ficamos hospedados por House Sitting.

House Sitting é um sistema no qual proprietários de residências ao redor do mundo que querem viajar, mas precisam manter alguém cuidando de suas casas e seus animais enquanto estão fora, encontram viajantes dispostos a ocupar o espaço e deixar tudo em ordem em troca de estadia grátis pelo período.

House sitting é mais um exemplo da economia compartilhada, onde usuários trocam serviços em um processo de ajuda mútua. É uma situação onde todos saem ganhando. Os proprietários têm tranqüilidade para viajar, mantendo a casa segura e economizam pequenas fortunas em diárias de canis. Os novos moradores, por sua vez, conseguem hospedagem de maneira gratuita, muitas vezes em locais onde jamais poderiam bancar, e fazem novos amigos no processo.

Além da economia direta proporcionada pelos custos zerados de hospedagem, viajar por house sitting proporciona considerável redução nos gastos com alimentação e transporte, visto que idas a restaurantes poderão ser diminuídas e que muitas vezes os proprietários ainda permitem o uso de seus veículos.

Os custos de uma viagem comum

O orçamento de todas as nossas viagens anteriores era feito a partir das estimativas da Lonely Planet que sempre foram bem coerentes com o que costumamos gastar. Em cada edição eles disponibilizam a sessão de “Money and Costs” gratuitamente no site onde são estimados os custos diários por pessoa seguindo diferentes estilos de viagem.

Nós sempre viajávamos com o máximo de economia, mas ainda assim isto não nos permitia planejar viagens para lugares mais caros como os Estados Unidos e a Europa.

Quando começamos a planejar nossa viagem para a Nova Zelândia, vimos que a estimativa deles para uma viagem extremamente econômica ficaria em 75NZD por dia por pessoa, o que já seria algo completamente fora de nossas possibilidades, e a nossa realidade ainda tornaria mais caro que isto, visto que já não conseguimos mais viajar em economia extrema, queremos sempre ter um quarto com banheiro, não temos mais como usar descontos para estudantes, entre outros motivos que aos poucos encareceriam bastante a viagem.

Os custos de uma viagem por house sitting!

Lembram-se da estimativa de 75NZD por dia na Nova Zelândia? Em um ano de viagem pelo país nosso gasto real, enquanto estávamos hospedados por house sitting era de 18NZD.

House Sitting proporcionou uma redução de 76% dos custos de nossa viagem! Que tal?

Isso sem contar que a estimativa inicial considerava economia extrema e nós vivemos em casas de 4 quartos, às vezes com piscina, churrasqueira e carro à disposição.

Viver de House Sitting na Nova Zelândia foi mais barato que viajar para a Bolívia, por exemplo, um dos países mais baratos em que já estivemos.

E foi mais barato também que manter um apartamento alugado no Rio de Janeiro, como fazíamos antes disso tudo começar.

Você já parou para pensar quantos dias de trabalho são necessários no mês apenas para pagar as contas da casa? Aluguel, Condomínio, IPTU, água, luz, gás, telefone, internet, TV a cabo, a lista vai longe. E se o dinheiro que hoje escoa para bancar estas despesas pudesse ser usado apenas para financiar suas viagens? Viajar por um ano já não parece mais tão inatingível, certo?

Ficar hospedado por house sitting deu tão certo que decidimos não mais parar. Depois da Nova Zelândia passamos pela Austrália, Ásia e em 2016 estamos a caminho da Europa.

Quer seguir nossos passos e saber tudo em detalhes? Adquira nosso e-book “Guia de House Sitting: como viajar o mundo e conseguir hospedagem grátis”.

Onde eu me cadastro para conseguir um House Sitting?

Há diversos sites que fazem o serviço de conectar proprietários e candidatos a house sitters, cada um com um perfil diferente e voltado a públicos específicos. Todos cobram uma taxa de anuidade, mas o valor soa irrisório diante da economia realizada.

Trusted House Sitterstrusted housesitters vida cigana

O TrustedHouseSitters é o atual maior do ramo, com o maior número de ofertas, mas também o que cobra a maior anuidade e aquele cujas vagas são mais concorridas.

 

house carers vida ciganaHouse Carers

O House Carers é o site de house sitting no estilo em que conhecemos hoje há mais tempo no ar e possui ótima variedade de ofertas.

 

nomador vida ciganaNomador

Nosso site preferido atualmente, o Nomador possui diversas funções inexistentes nos demais. E com origem francesa, é fundamental a quem queira conseguir uma oferta no país.

Em quais países posso conseguir um acordo de house sitting?

House Sitting, em geral, é uma atividade bem comum nos países de colonização britânica e, por isso é bem mais fácil se iniciar neste universo se candidatando a casas em países como EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Irlanda, além do Reino Unido.

Mas fora estes a oferta é bem grande também na França. E há outros com uma procura razoável como Alemanha, Espanha e Itália.

Dúvidas?

Acesse nossa página de Dúvidas Frequentes sobre House Sitting e encontre as respostas para as perguntas mais comuns.

Mais informações?

Nós, do Vida Cigana, lançamos um e-book, um livro digital, sobre house sitting! O primeiro livro em português sobre o assunto.

Veja mais detalhes do nosso Guia de House Sitting e aprenda como se tornar um House Sitter que seja requisitado no mundo inteiro.

capa ebook livro digital house sitting vida cigana

200 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

    • Helen, é possível serem aprovados sim. Não ter animais é diferente de não gostar de animais. Vcs terão um pouco mais de trabalho para montar o perfil, mas gostando de conviver com animais não terão qualquer problema.

  • Ola adore saber que tem pessoas assim como voçes tenho uma cachorrinha de estimação e amo animais minha dificuldade e sai porque não tenho on de deixar ela hj estou mas aliviada em sabe que tem lugares como esse meus parabéns

  • Olá! acabei de conhecer o post, gostaria de saber se esse e-book ainda está atualizado, por favor? e nele contém quantas opções de plataformas de house sittings? obrigada!

    • Peri, a edição atual do e-book foi lançada no fim de 2015 e ainda não temos previsão de quando será feita uma nova. Ele ainda se mantém atual e cobre 9 plataformas de house sitting. Todos que adquirem nossos e-books recebem as versões mais recentes mesmo que lançadas posteriormente à data da compra.

  • Achei incrível essa informação, não conhecia! estou louca para adquirir seu ebook! qual dessas plataformas seria melhor para iniciante, já que não terei avaliações no início?

    • Oi Michele, sem avaliações o melhor é começar pelas menores ou pelas que são específicas de um país apenas, onde a concorrência com outros house sitters é reduzida.

    • Oi Maia, olha, ficaria difícil, até porque seria um empecilho inicial (até porque a maioria dos acordos são fechados em conversas pelo skype) e provavelmente os donos das casas escolheriam alguém que fosse fluente na língua.

  • Olá! Adorei a matéria. Tenho uma dúvida: Para ir com a minha namorada, precisariamos pagar duas anuidades no site ou posso fazer um perfil para nós duas? Outra coisa, você ficou 1 ano na NZ nesse processo de house sitting? Como encontrou a casa para ficar tanto tempo?

    • Oi Julia, um perfil só é o bastante. Nós mesmos temos somente um perfil para o casal. Ficamos um ano fazendo house sitting sim, mas fizemos 10 diferentes pela Nova Zelândia, indo dos que duravam quase 2 meses aos que duravam somente uma semana. Para períodos maiores já é mais difícil de achar.

  • Olá!! Conheço a maneira “work exchange” de viajar, mas não conhecia sobre o House Sitting !! Muito interessante !! Gostaria de saber como vcs conseguem ficar por longos períodos nos países, vcs têm passaporte Europeu?? Tenho planos de viajar por longo período utilizando o Work Exchange e when save o House Sitting !! A minha principal dúvida é como ficar legalmente em um país por longo período !! E saber de Vcs devo começar pelas Américas (Colômbia até EUA e Canadá) ou Europa e Ásia ??

    • Oi Silvana, então, o único país que ficamos por um longo período foi a Nova Zelândia, que tínhamos o Working Holiday Visa, visto que permite trabalhar e passear por 1 ano. Nos outros países sempre ficamos dentro do período exigido pela imigração.
      Nos EUA existe muita oferta, então acredito que será mais fácil, mas é aquilo, você só poderá ficar os 6 meses permitidos a brasileiros.
      Na Europa, os países com mais ofertas são Reino Unido e França.
      Ásia já é mais difícil, mas com dedicação você consegue (nós conseguimos 2).
      Resumindo, o ideal é se cadastrar nos sites de house sitting e garimpar os que te interessarem.
      Abs!

  • Olá, tudo bem? Meu nome é Laura!
    Eu e meu marido estamos vendo a possibilidade de ser um house sitter, mas estamos um pouco preocupados, pois como é uma hospedagem em período de férias dos proprietários, não tendo uma provável remuneração, seria possível, ter um serviço remunerado na cidade em um outro horário, que não comprometesse a rotina da casa?

    Obrigada!

    • Oi Laura. Isso depende muito de como funcionará o acordo que você conseguir, já que as demandas de cada um são diferentes. Caso você consiga uma oferta que não entre em conflito com a rotina exigida imagino que não teria problema.

  • Olá…achei muito interessante este post, não conhecia a respeito!
    Gostaria de tirar uma dúvida:
    Temos (eu e meu marido) planos em ir estudar fora, você diria que esta seria uma boa opção para estudantes?
    Com certeza iremos adquirir seu e-book pois, dúvidas não faltam…rs!

    Obrigada por compartilhar sua experiencia.

    • Alessandra, house sitting pode servir a qualquer um, desde que seus horários estejam adaptados à rotina da casa e dos animais descrita pelo proprietário. Como cada anúncio tem suas especificidades, é bom primeiro se cadastrar em algum site e ver se o que é oferecido se encaixa em seus planos de viagem.

  • Os países pedem alguns requisitos para entrar no país, como seguro e comprovante que teremos onde ficar, como um hotel. Como fica isso no house sitting? O que apresento na imigração do aeroporto para provar que terei estadia com o house sitting?

    Obrigado.

    • Oi, gostaria de saber como é para conseguir o visto para trabalhar de house sitting nos EUA? É necessário um visto específico? Devo comunicar essa intenção de trabalho na entrevista? Obrigado.

    • Gabriel, house sitting deve ser usado para turismo. Se sua intenção for trabalhar você deve ter um visto apropriado, mas não será um acordo de house sitting que vai lhe proporcionar isso.

  • Ola! Não sabia que isso existia e fiquei muito feliz em saber! Penso em fazer um ano sabático, mas tenho um porém: 3 Gatinhos! Que levarei comigo!

    Uma pergunta que não quer calar: eles aceitam quem tem animais de estimação?? Penso também que poderia cuidar de uma casa com felinos. Assim todos ficam amigos 🙂

    Pensei em também colocar a minha cama disposição, caso eu não a venda!
    Muito legal seu blog!

    • Oi Cristina,
      É uma situação difícil porque pouca gente aceita outros animais a compartilhar a casa com os deles. Você tem que ver, caso a caso, se os proprietários aceitam essa situação ou não. Isso vai diminuir bastante o número de anúncios aos quais você poderá se candidatar, mas impedir, não impede.

  • olá,
    parabéns pelo blog
    fiquei muito interessado em tentar fazer este tipo de viagem com minha esposa. mas não falamos praticamente nada de inglês. e vc disse que as entrevistas são via skype etc, o que seria um desastre. existem possibilidades para que não fala inglês?
    Abs
    Jean

    • Jean, você precisaria ter conhecimento em algum idioma em comum com o proprietário da casa para onde queira se candidatar, para que vocês consigam se comunicar, mas não necessariamente o inglês.

  • Olá!!

    Eu e meu noivo pretendemos morar fora, e gostamos da ideia do house sitting.
    Nossa dúvida é a seguinte: que tipo de visto deveríamos tirar para cuidarmos de uma casa? Por exemplo nos EUA?

    No aguardo!!

    Ana Flavya

    • Ana, isto depende muito da legislação de cada país. Como não há remuneração envolvida, em muitos é possível fazer com o visto de turismo, mas é bom pesquisar em detalhes antes de tomar qualquer atitude. De todo modo house sitting não pode ser usado como argumento para conseguir visto em qualquer país, você tem que ter a autorização independente disso.

  • Amei o blog gente. Eu sou bem aventureira e gosto de viajar, ja viajei o Brasil todo mas nunca saí do país. Quero fazer isso agora. Tenho um pouco de receio por ir sozinha. Mas a vontade de conhecer lugares como nz e Irlanda com custos bem reduzidos me fazem perder o medo. Parabéns, sucesso e obrigada por compartilhar essas dicas.

  • Ola. consigo house sitting quando se viaja com um cachorro? Tenho um cachorrinho e ele vai comigo para intercambio no Canada. Será que consigo?

    • É mais difícil, Jocilene, mas possível. Basta especificar antes em seu perfil e entrar em contato previamente com os proprietários testando a aceitação e a receptividade de cada um.

  • Olà!

    Meu namorado e eu ja estamos vivendo com housesitting durante apenas um ano. Faz pouco tempo conhecemos uma pagina belga (local) aonde tem mais posibilidade de encontrar uma casa (a gente até nos escreve)!
    E por isso que comecei a pesquisa de outras paginas locais que posivelmente nao conhecemos, porque ha poucas casas em paises como Espanha, Brasil… Conheceu?

    • Oi Anneluna, há poucas ofertas nesses países porque ainda não é algo corriqueiro deixarem a casa com estranhos em determinados países. Não acho que seja um problema de sites específicos. Tudo o que podemos fazer é divulgar mais o conceito e ajudar a desmistificar para que mais gente participe da comunidade.

    • Oi Marilene, não tem um “cadastro” pra vida cigana, basta acessar o blog e ler 😉
      Agora para fazer house sitting, dê uma olhada no Guia que escrevemos que pode te ajudar bastante na sua procura.

  • Olá casal 🙂

    Parabéns pelo blog !!!!

    Uma duvida!!! neste período de housesitting vocês chegaram a trabalhar por fora, no caso um trabalho que não atrapalhe nos horarios com os animais, ou dedicaram se apenas a isso? ficar na casa e cuidar do bichinhos ?

    Muito obrigada!

  • Oi gente, quero viajar com meu namorado e minha cunhada! Será que é possível ir com eles ou o house sitting é apenas para casais?
    O dólar tá muito caro para cadastrar no Trusted HS , mas encontrei o MindMyHouse com uma tarifa menor para inscrição, vocês sabem se é bom?

    • Oi Dani, não há um limite de pessoas, não. Indo em três vocês terão que se limitar a encontrar casas que tenham a estrutura (número de quartos e camas) para acomodar vocês, mas nada que crie um impedimento.

      Nós nunca experimentamos o Mind my House. Como sugestão de economia, nós recomendamos o Nomador. Eles tâm uma opção gratuita que dá direito a até 3 contatos com proprietários.

      E caso vocês se interessem, nosso Guia de House Sitting vem (só até amanhã) com um cupom de desconto que dá 3 meses de acesso completo e gratuito no Nomador e 10% de desconto na anuidade do Trusted Housesitters.

  • Olá gostei muito do post, mas vcs não ficam com medo de ter um louco na casa RS, e pra vcs tomarem conta vcs fazem um acordo ex: limpamos a casa, cuidamos do cachorro em troca buscamos moradia temporária e comida disponível? E quem não fala inglês? E como é a segurança de vocês e dos proprietários?

    • Oi Walleska, nunca tivemos medo não, até porque, da mesma forma que os donos das casas nos estudam, estudamos eles também, adicionando em redes sociais, conversando por skype, etc.
      Sobre o acordo, fechamos em entrevistas por skype, mas geralmente é sempre a mesma coisa, porque os sites de house sitting são feitos para isso.
      Para quem não fala inglês existem acordos em vários países, de língua portuguesa até! É só procurar ou filtrar suas buscas somente para países como Portugal, Brasil ou até mesmo os de língua espanhola, que não é tão complicado assim.
      Abraço

  • Olá, obrigada por compartilharem o que têm vivido. Só dá para trabalhar com House Sitting com menos de 30 anos? Meu marido já tem 33. Então para nós esta oportunidade não daria certo?

    • Oi Patrícia, house sitting não tem nada a ver com idade. Você está confundido a idade para tirar o Working Holiday Visa da NZ com o house sitting. Você encontra desde jovens até pessoas idosas! Então, seu marido está dentro até quando ele quiser! Abraço!

  • Olá, Adorei saber sobre essa vidacigana de voces….
    Gostaria de saber mais em relação a visto.
    Não falo inglês. Apenas português isso não me ajuda muito né, na verdade tenho medo de viajar pelo mundo por conta disto. O que acham?

  • Oi, tudo bem? Achei hoje o blog de vocês em uma matéria do Catraca sobre o Working Holiday Visa pra NZ. Gostei muito do blog, parabéns!
    Eu tenho uma dúvida, tem como ficar na Nova Zelândia por 1 ano, ou em qualquer outro país, por meio desse House Sitting?
    Obrigado! ((:

  • Olá, boa tarde!

    Conheci o blog de vocês através do Catraca Livre, e achei bem interessante a ideia do House Sitting, pois ano que vem estou indo fazer intercâmbio na Austrália, e essa é uma modalidade “bem carinha” para ser sincera.
    No pacote, estou pagando um mês de Student House, e depois desse período terei que procurar um lugar pra ficar.
    Vou pesquisar mais sobre House Sitting e ver se acho algo por lá, na época que eu for…

    Muito Obrigada e sucesso pra vocês.

  • Ola,
    Parabéns pela generosidade… É tão bom quando veja algo que nunca vi, parece que dei um salto quântico aqui hoje.
    Eles exigem que fale inglês? só falo espanhol… Mas quero ficar zanzando pelo mundo mesmo assim… Talvez viajando assim eu ate me anime e entre em algum curso do idioma…

    obrigada desde já

  • Gente, amei essa ideia! Conheci o site de vocês a pouco tempo e estou adorando! Não conhecia o house sitting, mas fiquei bem interessada. Estou indo para a Europa em Julho e quero passar alguns meses lá, gastando o mínimo possível. Vocês acham que é fácil conseguir? Tenho 20 anos e nunca tive experiência com isso. Fico com receio de me acharem muito nova ou preferirem pessoas mais experientes, rs. Outra coisa que queria saber.. Larissa, vi que você é fotógrafa. Tb sou e queria poder ganhar dinheiro com isso enquanto viajo. Como você faz? Você trabalha pra alguma empresa?
    Obrigada pela atenção e parabéns por serem tão inspiradores!

    • Olá Débora! Que bom que podemos ajudar, o house sitting realmente é maravilhoso e tem em vários países. Na Europa você irá encontrar muitos anúncios em vários países diferentes, é só procurar. Na Inglaterra e França é praticamente impossível não conseguir um acordo, de tanta oferta que tem. Dá uma procurada no Trusted Housesitters. Não tínhamos experiência antes de conseguirmos nosso primeiro, mas para começarmos, alguém tem que nos dar uma chance, não?
      Sobre a fotografia, trabalho para clientes que já trabalhava antes no Brasil. É bom fazer contatos antes de deixar o país. Vender suas fotos por stock photos também ajuda bastante.
      Abraços!
      Larissa

  • ola, gostaria de saber se nessas viajens há alguma possibilidade de arrumar alguns empregos temporarios, que de para manter os transportes de locomoção de uma casa para outra, gostaria de saber mais sobre isto, tem algum topico? Obrigado.

  • Prezados,

    estou indo em março para NZ e gostaria de mais informações sobre House Sitting.
    No meu caso, irei sozinho e ficarei 7 meses, sendo que o primeiro será HomeStay.
    A opção de House Sitting é válida para mim?

    Att,

    • Gustavo, house sitting é para qualquer um. Você pode fazer seu cadastro, elaborar um bom perfil nos sites e começar a se candidatar para alguns house sittings para o período após seu Home Stay. Se você for flexível quanto a cidade e local onde morar será bem fácil conseguir. Dê uma olhada neste post com dicas para conseguir seu primeiro house sitting

  • Fiquei com uma dúvida. Estou escrevendo sobre pessoas que foram viver no campo e continuam trabalhando com a ajuda da tecnologia e, enquanto pesquisava, encontrei o blog de vocês. 🙂

    Como as casas que vocês cuidam costumam ser bem grandinhas e contar com vários animais de estimação e até horta pelo que li em um post, imaginei que provavelmente elas ficariam localizadas em regiões mais afastadas dos centros urbanos. É isso mesmo? Nesse caso, qual a principal diferença que vocês notaram ao se adaptar a este novo estilo de vida?

    um abraço e continuam escrevendo! Adorei o blog!

    • Olá Mariana, a Nova Zelândia possui um conceito de habitação diferente do brasileiro. Aqui eles fazem questão de ter um jardim e uma horta mesmo morando em centros urbanos. Os lotes das casas são mais generosos, tornando coisas assim possíveis. Nós nos hospedamos algumas vezes em casas com este padrão, mas não necessariamente estávamos em áreas rurais. Sempre mantínhamos acesso a lojas, comércio, cinemas, tudo a cinco minutos de casa.

      Caso você queira se aprofundar nisso, mande um email pra gente! 🙂

      Um abraço,
      Carlos

  • Olá!!
    Gratidão por toda a Partilha.
    Tem house sitting pelo Brasil?
    Gostaria de poder passar um tempo assim em Florianópolis. Podem me dar alguma dica, por amor?
    Gratidão.
    E gratidão por estarem desfrutando lindamente da Vida!

    • Muito obrigado pelas palavras. Ficamos felizes em poder ajudar sempre!

      Sobre house sitting no Brasil não há muitos não. Isto ainda é algo novo no país, mas com algum esforço você consegue encontrar. Esses dias mesmo nos deparamos com um em Santa Catarina no House Carers. Talvez valha dar uma olhada!

      Um abraço,
      Carlos

    • Olá Matheus! A concorrência depende muito da cidade que cada anúncio é feito. Locais mais turísticos sempre terão mais gente querendo ocupar a casa. Vale dar uma olhada em no texto deste link para te ajudar com algumas dicas para conseguir entrar no universo do house sitting.
      (e não deixe de nos avisar quando conseguir alguma coisa!)

  • Olá, estou indo para a NZ em fevereiro e irei ficar um ano, gostaria de saber qual dos dois sites vocês indicam, KiwiHouseSitters ou Trusted Housesitters?

    Obrigada e parabéns pelo site!!

    • Indicamos os dois, se possível, Rafael. O kiwi só posta anúncios da NZ e seria mais focado no seu objetivo, mas se algum dia você quiser fazer house sitting em outros países, no trusted você poderá manter os reviews que tiver, facilitando o processo.

    • Sim. Sair do Brasil sem um passaporte só é possível se sua viagem for para os outros países filiados ao Mercosul.
      Para a Nova Zelândia, como turista, você precisa do passaporte, mas não precisa pedir um visto prévio. Basta chegar no aeroporto que carimbam seu passaporte e liberam sua entrada.

      Um abraço

  • Muitooo obrigado por compartilhar suas ideias.
    Gostaria de algumas dicas para a primeira viagem como: Como conseguir a minha primeira hospedagem, con quanto dinheiro devo contar para passagem e necessidades basicas?
    Desde ja agradeço.

    • Parabéns por compartilhar sua experiência! Voces sabem qual a idade predominante mais requisitada/aprovada pelos proprietarios para ser um house-sitting?

      Abraços e obrigada!

    • Oi Angela,
      Não existe um limitação para qualquer perfil de candidatos. Mas predomina a preferência por casais jovens, para animais mais ativos ou aposentados para os que precisam de mais atenção e mais tempo de companhia em casa.

  • Eu viajo muito internacionalmente, porque trabalho em iates de luxo privados mas ja sei onde procurar mais viagem no dia que parar com os iates rs. Parabéns pelo blog e pela vida que estão levando e mais ainda por compartilhar a experiência. 😀

  • Olá, li a postagem e a maioria dos comentários, onde vocês indicam que seguem como freelancers. Gostaria de saber se freelam no Brasil ou se na própria NZ. Coincidentemente sou arquiteta e fotógrafa e a dica de se é tranquilo encontrar um freela em qualquer uma das áreas daria oportunidades pra planejar uma alternativa pro futuro. Supondo que o freela seja por aí, validar diploma, por ex., é algo difícil? Obrigada (;

    • Oi Cintia, nós continuamos trabalhando com os mesmos clientes que tínhamos no Brasil, ficamos apenas com aqueles onde é possível desenvolver o trabalho remotamente. Esta decisão diminuiu bastante o volume que tínhamos, mas a redução dos gastos que o house sitting proporciona acaba equilibrando as contas.

      Para trabalhar aqui em alguma profissão regulamentada por conselho (como arquitetura é, por exemplo) você teria que não só validar seu diploma como passar pelo processo de obtenção de um visto de trabalho de longa duração. Caso este seja seu objetivo, sugerimos que dê uma olhada no site da imigração que é bem completo e auto-explicativo.

      Abraço,

  • Olá, achei isto muito interessante, o unico país que fui e achei o custo para o turismo bem baixo foi a Bolivia.
    Tenho familia, eu a esposa e duas crianças de 6 e 9 anos. Bem eu acredito que house sitters é valido somente para casais sem filhos. Ou eu estou errado.
    Nova Zelandia é minha próxima parada.

    • Errado em parte. Nada impede de fazer um cadastro para uma família inteira. Acreditamos que a aceitação por parte dos proprietários seja menor, visto que teriam que ter mais quartos disponíveis na casa. Ainda assim não invalida uma tentativa.

      E ótimo saber que a Nova Zelândia está nos seus planos! O país é lindo e merece a visita.

      Continue acompanhando o blog! Publicaremos muito material sobre o país ainda!

      Abraço,

  • Olá, casal corajoso!! =)

    Isto é exatamente o que eu precisava ler no momento, hehe! Obrigada por compartilharem através do blog!!
    Tenho uma dúvida um tanto quanto pessimista, ou realista: Se por acaso acontece algo com o animal de estimação que os proprietários confiaram aos seus cuidados? Se ele adoece ou até morre. O mesmo em relação à casa… se algo acontece. Como fica? E existe um contrato entre os hóspedes e o proprietário?

    Obrigada e parabéns pela coragem de vocês!!

    Rua Eugenio Mocelin, 102 – Casa 04
    Boa Vista

    • Olá Ana Paula! Ótimas perguntas!

      Cuidar dos animais tem que ser sempre a primeira preocupação de um house sitter. Proprietários que têm cadastros anuais no Trusted Housesitters ganham acesso a ajuda veterinária 24 horas. Caso o acordo não preveja isto, nós sempre fazemos questão de ter a ficha médica dos animais, contato de seus veterinários e alguma forma de contato com os proprietários ou amigos e parentes próximos que possam nos ajudar numa emergência. Nunca é demais estar prevenido.

      O mesmo vale para a casa (e o carro, se houver). Muitos já têm seguro e por aqui as seguradoras não ressarcem danos caso a casa seja deixada vazia por muito tempo, o que é mais um motivo que os leva a deixar com um house sitter. Em geral os proprietários avisam e dão nossos contatos às seguradoras, para que fiquem cientes.

      Em relação a um contrato, nós nunca fizemos, sempre fechamos na confiança mesmo. Mas os sites disponibilizam uma opção de acordo para as partes fazerem download e assinarem, caso achem necessário.

      Um abraço,

  • Olá!!

    Nos identificamos muito com a história de vocês,pois também saímos em busca de nossos sonhos a um ano atrás. Porém viemos através do intercambio, cujo o qual, arrancou todas as nossas economias.
    Agora estamos buscando novas alternativas e em um novo país.
    Temos duas dúvidas:
    1º= Para efetuar o cadastro no trustedhousesitters.com, primeiro tenho que escolher uma forma de pagamento??

    2º= Podemos ingressar na Nova Zelândia a partir de outro país, ou temos que sair diretamente e exclusivamente do Brasil?

    Obrigada desde já.

    • Ola Edilene!

      1. Sim, o cadastro no trusted é pago e só após a confirmação você poderá criar seu perfil e entrar em contato com os proprietários.
      2. A Nova Zelândia não exige visto para brasileiro que pretendam fazer turismo e ficar até 90 dias. Qualquer outra modalidade de visto você precisa checar no site da imigração.

      Obrigado pelo contato.

  • Olá! Estou amando o blog de vcs! Eu amo viajar e estou sempre a procura de novos meios para isso ! moro sozinha em copacabana -Rj e estou procurando um site ou programa qual possa fazer um intercâmbio de casas eu vo p casa da pessoa e ela vem para minha ! Vcs podem me ajudar Indicando algum site ? Desde já agradeço ! Bjs

    • Olá Bruna. Não conhecemos a fundo para indicar house ou home exchange. Podemos soar repetitivos, mas no Trusted Housesitters é possível fazer o cadastro como proprietário também. Você pode encontrar uma casa que queira ficar e outras pessoas para ficarem na sua. Não é necessariamente um swap, mas o resultado pode ser o mesmo.

      Abraço,

  • Primeiramente, quero desejar muito sucesso para vocês !
    Vocês são uma grande fonte de inspiração de pessoas que pensam fora da caixa e querem realmente ter experiências que vão levar pra vida inteira !
    Me sinto na obrigação de agradecer vocês pois eu e meu namorado enfim decidimos ter esse estilo de vida baseado na sua experiência ! Isso nos deu mais do que coragem para irmos em frente, muito obrigada mesmo !
    Aproveito para perguntar se vocês pensam em um dia voltarem para o Brasil ?!
    Abraços e muitas felicidades !

    • Ficamos muito felizes pela mensagem, Marcia! E por termos sido capazes de estimular mais gente a fazer o mesmo é maravilhoso.
      Ainda não temos uma previsão de volta. Estamos deixando nossos planos abertos para o que quer que aconteça.
      Abraço

  • Ola casal!
    Acabei de ver esse estilo de vida de house sitting, nunca tinha ouvido falar, e achei maravilhoso!
    Estou morando na Australia fazem 2anos com o visto de estudante, é possivel aplicar pra esta “revoluçao” under any kind of visa?
    Se por ventura eu decidir ir pra qlqr pais no qual eu possa ter o visto de “working holliday” é possivel entrar no house sitting?!
    desde jah agradeço muito e vou ler mais sobre o assunto tb! Bjos e abraços!

    • Olá Kaue,
      A princípio você pode fazer house sitting sob qualquer visto, mas vale checar caso a caso. Já ouvimos que alguns países consideram house sitting um “trabalho não-remunerado” exigindo assim um work visa. Na Nova Zelândia não é necessário, mas não sabemos confirmar o mesmo para outros locais.
      Abraço,

  • Olá!
    Parabéns pela coragem e competência de tornar esse projeto de vida uma realidade viável e modelo para outros!
    Algumas dúvidas inevitáveis que me ocorreram:
    1) Como é feita a seleção desses candidatos em relação à segurança? Afinal, os donos estão entregando suas casas e animais na mão de estranhos…
    2) O que acontece se ocorrer um imprevisto, como, por exemplo, a casa é furtada enquanto vc está num passeio pela cidade ou trabalhando? Pergunto isso pq acho uma responsabilidade imensa e, talvez, por ver nossa realidade no Brasil.
    3) As obrigações da casa, como limpeza doméstica, ficam por conta do hóspede? Como vcs conciliam trabalho, afazeres na casa e passeios?
    Abraços e boa sorte!

    • Olá Lídia,
      1- Os proprietários selecionam quem passa a maior confiança a eles. Os candidatos devem passar o maior número de referências possível para que os deixem seguros.
      2- No caso da Nova Zelândia, que é o que podemos responder, em uma das casas dormíamos com as portas abertas pois não tínhamos sequer as chaves para trancá-la e há quem deixe o carro na rua com as chaves dentro. Segurança realmente não é um problema aqui.
      3- Sim. As obrigações da casa ficam por nossa conta e fazemos do mesmo modo que fazíamos em nosso apartamento no Brasil.

      Obrigado pela mensagem!

  • Olá! Eu quero me mudar para a NZ, mas não atingi a pontuação necessária no site da imigração.. será que dá para ir viajar direto? Me disseram que na NZ não é preciso visto.. estou confusa com as informações, quero começar vida nova fora do Brasil, do zero! Alguma dica que possa me ajudar?
    Adorei o site! Sucesso pra vcs!

    • Raquel,
      Não é necessário visto apenas para turismo. Se seu objetivo é conseguir residência permanente você deve seguir os passos no site da imigração ou procurar orientação especializada.

      Abraço,

  • Boa Noite !
    Muito Boa a Dica !! Uma dúvida este serviço do site para encontrar uma casa é pago ?
    Muito bom este estilo de vida sonho em fazer a mesma coisa … e sair da rotina chata que me prende no dia a dia …
    Sucesso !

  • Oi, achei muito interessante o House Sitting.
    Vocês sabem se podemos levar o nosso próprio animal de estimação para a hospedagem?
    Valeeu

    • Olá Pamela, o maior problema é conseguir entrar com seu animal em algum outro país, a burocracia é enorme e muitas vezes impossível dependendo do país.
      A melhor solução seria você se cadastrar também como proprietária e arrumar no site alguém que fique na sua casa no Brasil enquanto você viaja.

  • Amei a postagem de vocês, eu e o meu esposo estamos planejando ir em Maio, gostaria de fazer 2 perguntas, enquanto 1 pessoa cuida da casa a outra poderia trabalhar em outra coisa? Quais os requisitos básicos que eles solicitam? Exemplo qual o nível do inglês?

    • Não há problema em uma das partes ter um trabalho fixo, deste que o visto permita. No perfil de sua candidatura você pode especificar isto e tentar encontrar proprietários estiverem de acordo. Não é difícil.

  • Olá! Adorei conhecer este estilo de vida. Vcs acham que para um casal o housesitters é mais viável do que para uma mulher viajando sozinha? Tenho muita vontade de largar tudo. Um abraço.

    • Olá Shirley,
      Dificilmente você conseguiria levar um animal com vocês. Mas você ainda pode se cadastrar como proprietária, arrumar alguém que queira cuidar de seu shitzu enquanto você viaja e cuida dos animais de outras pessoas! 🙂

  • Olá, praticamente já oferecemos esse serviço no Brasil, mas gostamos da possibilidade de fazer isso ao redor do mundo… Uma única dúvida, passagem aérea é total por nossa conta? E ao realizar o cadastro mais ou menos quanto tempo até conseguir uma primeira viagem? Boa sorte!

    • Olá Paula,
      A passagem fica por conta do hóspede mesmo. Ao realizar o cadastro você já pode contactar imediatamente os proprietários, sem restrições. O único limitador é sua capacidade de cumprir com o deslocamento até a casa no tempo solicitado.

      Abraço,

  • Enquanto estão hospedados vocês trabalham com o que? Como recebem dinheiro para se manter?

    Adorei saber a respeito de House Sitting. Estou desesperadamente cair nesse mundo e jogar tudo pra cima, mas o que mais me preocupa é como garantir alimentação/como ganhar dinheiro.

  • olá, obrigado pelos relatos!!!
    Vocês relatam do baixo custo desse estilo de vida, acho que posso chamar assim, rss.
    Mas como vocês fazem com os custo de deslocamento e de quando as casas não são abastecida???Reservas pessoal e/ou pequenos trabalhos durante as estadas, obrigado.
    Robson Freitas

    • Obrigado, Anderson
      Sim, todos os sites especializados são pagos, mas convenhamos que a anuidade soa irrisória diante da possibilidade de ter o ano inteiro de hospedagem gratuita.

      Abraço,

  • Parabéns pela coragem de largar tudo e acreditar é possível mudar. E para melhor. Vocês me deram a certeza de que estou no caminho certo. Fiquei emocionada, pois conheço a Nova Zelândia. Ver essas fotos me deram uma saudade danada. É um país incrível. Desejo muito sucesso e felicidades. Aproveitem. Não precisa pressa de voltar. Aproveitem o momento. Abraços e obrigada por compartilhar a experiência e inspirar tantas pessoas.

  • Olá, muito bom o site de vocês e através de vocês vejo a minha grande chance de poder viajar.
    O meu objetivo é aprender a língua inglesa.
    Para esse tipo de hospedagem precisa ser fluente?
    Agradeço desde já.

  • Olá! Nesse tempo que vocês estão fazendo isso nunca aconteceu de não encontrar alguém interessado nesse serviço e de acabar tendo que ficar num hotel mesmo? Vocês sempre conseguem emendar um house sitting com outro? Adorei a idéia!

    • Olá Cícero,
      Nem sempre é possível coordenar as datas. A gente tenta ao máximo emendar um no outro para conter os gastos, mas quando não é possível ficamos em hotéis, albergues ou acampando. Já passamos por períodos assim e pretendemos escrever sobre isso em breve.

      Abraço,

  • Olá,
    Parabéns por compartilharem suas histórias, isso com ctz esta ajudando e mudando mtas pessoas, como eu! rs
    Gostaria de saber quais são os requisitos para se candidatar para este serviço!
    Obrigada
    Bjos

    • Oi Edna, tudo depende do país que você vá. Para que dê certo, se organize, faça cadastro nos sites de house sitting, acompanhe as ofertas que aparecem e esteja sempre pronta a aceitar a que te parecer ideal.
      Abraço,

  • Amei, essa matéria, estou há muito tempo pensando e sonhando em conhecer novos horizontes, fiquei bastante entusiasmada! Deus abençoe o casal, que vocês obtenham muitas conquistas e sonhos. Um abraço

  • Oi Casal! Tudo bem?
    Nossa, estou maravilhada com a viagem de vocês! Me inspirou ainda mais à “botar o pé na estrada”! Hahaha
    Estou há 2 anos planejando minha viagem, quero muito seguir um período de on the road em algum país, já tatuei uma “wanderlust”, afim de levá-la junto em todos os lugares que eu conseguir conhecer!
    Nova Zelândia é lindo!!
    Como posso manter contato com vocês? Gostaria de tirar algumas dúvidas e conversar sobre essa aventura fascinante!
    Aproveitem muuuito, viajar é a coisa mais maravilhosa do mundo! 😀

  • Oi eu amei a dica,gostaria de saber se é possível fazer ao house sitting com um amigo ou amiga?Ou só pode casal?Pois dependendo do lugar,penso que ir sozinha é complicado!Aguardo retorno.

  • Primeiramente parabéns por isso, servem de inspiração pra muita gente inclusive pra mim, mais uma dúvida.. quanto eu precisaria juntar pra viver assim por um ano?

    • Obrigado, Marvin
      Não sabemos passar um valor fechado. Tudo depende muito do país que você vai e o estilo de viagem que curte fazer. Nós estamos trabalhando enquanto viajamos então não chegamos a precisar juntar dinheiro antes de partir.

  • Oi, eu tava querendo conhecer a Itália, ir pra lá em 2016, mais ainda estou aprendendo italiano e não tenho um tostão pra ir porque sou universitária, você conhece algo por lá?

    • Olá Carol,
      House sitting não é um trabalho, você pode fazer um cadastro em qualquer site específico e ver a disponibilidade para os destinos que você queira. Nós temos uma parceria com o Trusted Housesitters que oferece anúncios de casas em quase 100 países diferentes.

      Abraço

  • Incrível a ideia e coragem de vocês. Tenho muita vontade de conhecer vários lugares do mundo e adquirir novos conhecimentos em relação a hábitos, comidas, cultura de pessoas que tem a realidade completamente distinta da sua. O único problema é que meu inglês não é tão bom assim, aliás, isso é um problema? Será que da pra arriscar? hehe.
    Boa sorte na viagem de vocês, que seja tudo maravilhoso, sempre.

    • Olá Ana,
      Nunca é tarde para arriscar. Quanto maior o risco, maior a possibilidade de retorno.
      O idioma é necessário apenas para contactar os proprietários dispostos a te oferecerem a casa

  • Olá. Muito legal, parabéns. Há a possibilidade de ficar por exemplo um mês ou dois por ano? Eu por exemplo, poderia disponibilizar dois meses por ano para fazer algo assim. Felicidades. Abs.

  • Muito legal o estilo de vida de vocês! Podem me tirar algumas dúvidas? Dinheiro – Vocês tem alguma fonte de renda para custear despesas como transporte, alimentação, vestuário, medicamentos, documentação, etc.? Obrigada

    • Olá Julianna,
      Trabalhamos como freelancers, Larissa é fotógrafa e eu, arquiteto, as mesmas coisas que já fazíamos no Brasil. Explicamos os cálculos que fazemos no post.

  • ola casal!
    Também larguei tudo no Brasil e resolvi seguir meu sonho ao invés do sistema.
    Estou na Austrália agora e essa publicação serve como dica de ouro pra mim, viajonpra NZ em um mês preciso economizar.
    Sucesso ai na viagem de vocês.
    Um beijo

    • Obrigado, Talita!
      House sitting é mesmo um excelente modo de economizar em viagens.
      Boa Sorte na vinda para a Nova Zelândia! Esperamos que o blog ainda possa ajudar com alguma dica.

  • Oi Larissa, isso eh tudo q eu precisava nesse momento.. Eu e minha esposa estamos largando tudo pra cair no mundo…somos brasileiros, moramos atualmente em Angola, vamos para Londres e depois sei la hehehhe gostaria de saber uma coisa, como vc fazem com o visto???

    • Olá Wesley,

      O visto deve ser organizado regularmente. Como não há dinheiro envolvido um visto de turista normalmente servirá. No entanto você deve checar caso a caso, pois alguns poucos países consideram house sitting um “trabalho não remunerado” e exigem visto específico.

      Boa Sorte! Ficamos felizes ao incentivar atitudes assim!

  • Olá queridos!
    Estou encantada com essa ideia, saberia dizer se há oportunidades como esta na Austrália?

    Muito sucesso pra vocês, e claro, muitas viagens também, beijos!

  • Larissa, adorei saber do house sitting! TIo adorando essa viagem de vocês, tea me inspirando a fazer a tão sonhada volta ao mundo!

    Boa sorte e muita alegria nessa viagem cheia de vida!

    beijos,
    Luana Laux