Home » House Sitting » 10 dicas para conseguir seu primeiro house sitting (antes de sair do Brasil)
House Sitting Planejamento

10 dicas para conseguir seu primeiro house sitting (antes de sair do Brasil)

Primeiro House Sitting, whittianga, vida cigana

Como todas as plataformas online baseadas em contatos sociais entre seus usuários, os sites de house sitting também dependem fortemente de um sistema de avaliações e referências para gerar confiança entre proprietários e candidatos a hóspedes.

Entrar no universo de house sitting não é fácil, portanto, para aqueles que não têm como apresentar alguma experiência prévia.

É o mesmo dilema pelo qual passam os recém-formados: você sabe que tem as qualidades necessárias para o cargo oferecido e sonha ocupar aquela vaga, mas o anunciante exige experiência comprovada e nem olha seu currículo. Mas como você terá experiência se ninguém confia a um iniciante uma primeira oportunidade?


Não sabe o que é house sitting? Veja como conseguir hospedagem gratuita em todo o mundo.

Tem alguma pergunta sobre como funciona? Respondemos uma série de dúvidas frequentes sobre house sitting.


Para ajudar você que sonha fazer uma viagem sem pagar hospedagem, mas ainda não tem essa tal experiência, listamos 10 dicas para te ajudar a ultrapassar essa barreira e conseguir um home owner que te garanta seu primeiro review.

1. Cadastre-se em um site especializado o quanto antes

Existe muito mais gente no mundo querendo ficar hospedada de graça do que proprietários dispostos a deixar suas casas nas mãos de outros sem cobrar por isso. A concorrência para qualquer anúncio é sempre muito grande. Não adianta imaginar que você vá criar seu perfil às vésperas da viagem e conseguir agendar logo o primeiro que aparecer.

Todos os sites oferecem descontos para assinaturas anuais. Pagar um plano mensal achando que 30 dias serão suficientes para encontrar o lugar que você quer é besteira.

Nós demoramos 5 semanas para conseguir nosso primeiro sim. Foram muitos nãos e outros que nem se deram ao trabalho de responder antes disso.

2. Monte um perfil interessante

Encare seu perfil como se fosse seu currículo profissional. Se você não tem experiência, ressalte suas qualidades pessoais, o que você já fez da vida, lugares para onde já viajou e responsabilidades que já assumiu em outras áreas. Não tenha pudor de fazer auto-elogio.

3. Acrescente fotos!

Por melhor que seja seu poder de argumentação no texto de seu perfil, você não conseguirá nada se não colocar seu rosto, e de todas as pessoas que pretendem ocupar a casa com você, online. Pessoas se afeiçoam a um rosto muito mais que a uma descrição e não há chance de sua candidatura ter sucesso sem que saibam quem é você.

Escolha fotos que mostrem quem é você no dia a dia. Não use aquela foto de perfil de Facebook tirada sob a luz do banheiro ou uma selfie com os amigos. Mostre quem você é em sua rotina, especialmente os momentos em que você aparece interagindo com seus animais em casa.

Caso esteja viajando acompanhado ou com filhos, todos devem aparecer nas imagens. E todos mostrando que amam animais.

4. Grave um vídeo, se o site escolhido permitir

Um vídeo pode ser capaz de exibir não só sua interação com sua família e com seus animais, mas mostrar aos proprietários das casas que você se candidatar, seu nível de desenvoltura no idioma estrangeiro.

5. Preencha o máximo de referências possível

Em alguns sites, como o Trusted Housesitters, por exemplo, é possível solicitar referências de fora do universo de house sitting. Aproveite e peça a quem já trabalhou com você para escrever sobre como você é responsável. Ou um amigo que possa relatar todo seu amor pelos animais. Passar confiança sobre quem você é aos proprietários é fundamental e nunca ter feito um house sitting não pode ser usado como desculpa para não ter referências básicas.

6. Tenha um roteiro de viagem minimamente definido, mas seja flexível com suas datas

primeiro house sitting, napier, vida cigana
A família de Napier, com Abby e Bugsy, que nos deu nossa primeira oportunidade de house sitting

Primeiro você precisa convencer seu potencial anfitrião que você realmente estará lá na data que ele precisa. Mostre que você já tem um visto e as passagens compradas, mas que a cidade onde se hospedará ainda está em aberto para o que for ofertado. Imagine alguém, no interior da Nova Zelândia, acreditar que um casal de brasileiros cruzaria o planeta para ficar hospedados em sua casa? Difícil, não? Pois aconteceu.

Além disso, é o proprietário quem define as datas que um anúncio estará disponível. Não se force a encontrar um anúncio que encaixe perfeitamente no seu planejamento. Adapte-se às necessidades da oferta que surgir. Nós pagamos duas noites de hotel em Auckland antes de irmos para nosso primeiro house sitting, em Napier.

7. Candidate-se a vários anúncios. Escolha os menos procurados

Não é possível adivinhar para quais anúncios seu perfil terá uma recepção melhor. A não ser que o proprietário tenha especificado algo como “não aceitamos casais” ou “somente casais de aposentados” e isto vá contra o seu perfil, nada te impede de entrar em contato.

Com o tempo é fácil perceber que anúncios afastados dos centros urbanos e pontos turísticos têm menos concorrência e, mostrar-se interessado é uma ótima forma de iniciar um contato. Os proprietários adorarão saber que alguém do outro lado do mundo tem interesse em conhecer sua cidade.

8. Crie alertas e esteja sempre conectado

Todos os sites especializados têm um sistema de alertas por email que avisam assim que um proprietário cadastra um anúncio com as características (data, local, animais a cuidar, e muitas outras) que você procura.

No momento que receber o aviso de um destes alertas, escreva uma mensagem imediatamente. Em muitos casos os proprietários selecionam entre os primeiros contatos recebidos com quem pretendem conversar por skype e dispensa o restante sem avaliar o perfil.

9. Esteja sempre disponível

Quando surgir a primeira resposta positiva querendo iniciar um bate-papo por skype, não coloque restrições de dias e horários e tente marcar o mais rápido possível. Pode ser importante que todas as pessoas que pretendam ocupar a casa estejam presentes neste momento. No entanto, quanto mais tempo levar até esta conversa ocorrer, maiores as chances de outros house sitters entrarem em contato com eles e tomarem sua vaga.

10. Melhore sua desenvoltura no skype

A conversa por skype é o instante fundamental onde os proprietários decidirão se você é a pessoa ideal para cuidar da casa e dos animais dele. Neste momento tudo aquilo especificado em seu perfil tem que transparecer e ser coerente com o que eles haviam lido anteriormente.

Fique tranqüilo e haja com naturalidade. Eles mostrarão os animais, às vezes passearão pela casa com a câmera e falarão todas as necessidades e atividades que precisam ser feitas durante sua estadia para ver se você está de acordo.

Em alguns casos o acordo é fechado já nesta primeira conversa e a partir daí já se iniciam os preparativos para sua estadia.


 Veja todos os posts que já publicamos sobre house sitting

Para receber dicas mais de perto, siga nossa página no Facebook


Seguindo estes passos é certeza que alguma oferta surgirá. E caso seu perfil seja extremamente bem produzido, é possível até que proprietários tomem a iniciativa de te contatar primeiro. Muitos deles, os que sabem que o anúncio receberá uma avalanche de pedidos, preferem, ao invés de criar um anúncio e responder uma infinidade de emails, selecionar diretamente aqueles perfis que se encaixam em suas necessidades.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGEM AÉREA
Use o Kayak para descobrir qual empresa tem as passagens aéreas mais baratas para sua viagem.

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

AIRBNB
Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem

ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Vida Cigana

13 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

  • Boa tarde!
    Parabéns pelo blog! show!
    Gostaria de saber quais outras plataformas existem para me inscrever.
    tem alguma que seja mais fácil de conseguir uma casa para quem está fazendo seu primeiro pedido?

    • Christina, tem como fazer house sitting no Brasil, mas ainda é algo raro. Para tentar é preciso ficar alerta aos anúncios quando aparecem.

  • Ola, boa tarde, vi essa postagem, que me interessou muito, e vcs tem alguns site a indicar, quais vcs acham que são os melhores, por ter mais opções de cidades, mais pessoas divulgando, ou até mesmo o que vcs mais usam, desde já agradeço, muito obrigado.

  • Olá Larissa e Carlos, td bem?
    Primeiramente, gostaria de parabenizá-los pelo blog…
    Conheci há pouco tempo e posso dizer que a história de vocês é inspiradora e o blog muito esclarecedor.
    Moro em Minas Gerais, tenho 29 anos e sou formada em direito. Mesmo, inicialmente, não sendo a minha intenção advogar, faço isso desde que me formei, há 04 anos. No entanto, tenho certeza que não é o que pretendo fazer pelo resto da vida. Na verdade, assim como vocês, amo viajar, e, buscar por opções fora do Brasil tem sido a minha busca incessante. Contudo, o meu maior empecilho tem sido o idioma. Não falo inglês ou qualquer outra língua. Fiz curso de inglês por um ano e meio e consigo entender algumas coisas, até mesmo por assistir e ouvir muita coisa em inglês. Porém, na maioria das vezes, tenho dificuldade em entender o inglês falado, que se torna mais claro para mim quando escrito. Penso em fazer um curso fora do país para ter maiores oportunidades na minha empreitada, e, lendo o blog de vocês, percebi que o house sitting poderia ser uma oportunidade interessante para me auxiliar com os gastos. Todavia, não sei se o idioma é fator essencial para se realizar esse tipo de atividade, até mesmo por causa das entrevistas, o que, logicamente, somente é possível quando ambos falam a mesma língua. Podem me dizer algo a respeito?
    Um abraço e, desde já, agradeço a atenção!
    Fabiane

  • Caros Larissa e Carlos,
    Eu sou a Mariana, uma adolescente de 17 anos que está prestes a entrar na vida adulta(vestibular, definição de carreira pra já, etc,etc e etc.)e que na verdade está achando toda essa historia de acomodação um verdadeiro saco! Eu li uma matéria sobre vocês no site/blog (não sei direito qual dos dois é, mas…;?) Catraca Livre e li mais sobre a forma como vocês vivem e conhecem o mundo de uma forma totalmente diferente e que seria impensável para mim a 2 ou 3 anos atras, quando eu estava começando a descobrir e definir o que realmente queria fazer e o que eu poderia fazer para ampliar o meu restrito mundo…Depois de ler e pensar como seria interessante pra mim ampliar meus horizontes seja aqui no Brasil ou em qualquer lugar lá fora, gostaria de saber se é possível fazer house sitting aqui no Brasil e mais pra frente começar a me aventurar em outros países? Como é se adaptar em países como os que vocês passaram? E a questão da língua, é muito diferente a sala de aula do conviver?
    Agradeço desde já, pois sem o blog de vocês eu não teria certeza de que é isso, conhecer o mundo no meu ritmo, que eu quero fazer, porém sempre existe aquela insegurança que parece um bicho de 7 cabeças rsrsrs…
    Grande beijo e abraço,
    Sua agradecida leitora…
    <3<3<3 Mariana <3<3<3

    • Olá Mariana, tudo bem?
      Que bom que você tem esse desejo de viajar! Nada é impossível nem tão complicado quanto parece! É só saber se planejar!
      Quanto ao house sitting no Brasil, existe sim, mas em menor número do que visto em outros países. Na verdade é difícil de encontrar aí, não é algo bastante difundido ainda. Outra questão que poderia atrapalhar a sua candidatura a house sittings é a sua idade. Não que idade esteja relacionada a idade, mas na maioria dos house sittings os donos sempre procuram pessoas que já tiveram sua própria casa, ou seja, que já moraram sozinhos, que saibam se virar, pois problemas podem acontecer a qualquer hora. Mas nada impede de mais pra frente você tentar se aventurando por outros países, onde as ofertas serão maiores e você estará com uma idade mais “aprovável”.
      Sobre adaptação, depende muito do país. Para a NZ as maiores barreiras eram o fuso horário e a direção do carro e das ruas. Mas nada que com o tempo você não se acostume. O importante é estar sempre aberto a diferentes culturas e não se prender a hábitos pré estabelecidos.
      E o inglês, caso você tenha feito um curso bom, é fácil. O bom é sempre estar praticando, para não enferrujar.
      Agradecemos as perguntas e não deixe de planejar! Em breve você estará no mundo!
      Abraços!
      Larissa

House Sitting

rbbv abbv
Banner Seguros Promo

publicidade

hospedado por infinite cloud computing