Home » Destinos » Chile » Aluguel de Carro no Chile: 7 Dicas (+o que Não Fazer)
Chile

Aluguel de Carro no Chile: 7 Dicas (+o que Não Fazer)

Aluguel de carro no Chile: um carro vermelho numa estrada no Chile com árvores secas atrás e a cordilheira dos andes no fundo com neve

Alugar um carro no Chile é uma das melhores formas de conhecer o país. Com boas estradas, atrações turísticas e paisagens impressionantes, o Chile garante uma experiência de viagem incrível a todos que decidem explorar seus destinos turísticos usando um automóvel.

Neste artigo vamos explicar em que tipo de roteiro pelo Chile o automóvel é a opção mais adequada para sua viagem. Vamos detalhar também quais as melhores épocas do ano para viajar por suas estradas e quanto custa o aluguel de carro no Chile.

Ao final, vamos dar 7 dicas essenciais para que você consiga fazer a locação da melhor forma (e o mais barato) possível. Também deixamos alguns conselhos do que NÃO fazer ao alugar um carro no Chile, para que sua viagem seja perfeita.

Leia mais: Dicas para economizar na hora de fazer o seguro de sua viagem para o Chile.

Aluguel de carro no Chile: Como planejar seu roteiro e pagar barato pela locação (em R$ sem conversão de moeda)

Para nós, brasileiros, a melhor forma de alugar um carro no Chile é usando o site da RentCars.

Fazendo a reserva por lá, os valores já são cotados em Reais. E caso você opte pelo pagamento online, não haverá cobrança de IOF, nem taxa de conversão de moeda.

Assim, você não só consegue o orçamento mais econômico, como se protege das flutuações do dólar.

Caso você já esteja certo de que o carro é a melhor solução para o seu roteiro pelo Chile, basta acessar o site neste link, ver quanto custa o aluguel para o destino e datas da sua viagem e selecionar o modelo do veículo que você deseja.

É muito simples.

Mas caso você ainda tenha dúvidas, acompanhe abaixo que vamos detalhar tudo o que você precisa saber antes de alugar um carro no Chile:

Quando alugar um carro no Chile?

Viajar de carro alugado pelo Chile é uma decisão excelente na maioria dos casos.

O custo benefício de ter um veículo próprio como a principal forma de transporte, porém, irá variar muito conforme o roteiro que você estiver planejando pelo país.

Por isso, antes de decidir pela locação, você precisa saber se vale a pena ou não alugar um carro para desenvolver o roteiro de viagem que você está planejando para seus dias no Chile.

Entre outros motivos, alugar um carro no Chile é excelente para:

  • Viajar às cidades ao Sul de Santiago
  • Percorrer a região dos lagos andinos
  • Explorar o litoral do país
  • Visitar os inúmeros vinhedos chilenos (Reveze na direção, claro. Sem beber e dirigir)
  • Conhecer lugares isolados, como a Carretera Austral
  • Viajar às províncias ao Norte de Santiago
  • Visitar cidades pequenas às margens dos desertos

Mas o carro alugado não é a melhor opção de transporte para:

  • Subir às estações de esqui (evite dirigir na neve)
  • Visitar atrações off-road, como o Embalse El Yeso (prefira ir com agência)
  • Circular somente por Santiago e Valparaíso (de transporte público é melhor)

Qual a Melhor época para viajar de carro pelo Chile?

O clima no Chile tem as 4 estações bem definidas. Alugar um carro é ótimo em qualquer época do ano, mas durante o inverno há alguns cuidados extras que devem ser tomados.

Nos meses mais frios do ano há a possibilidade de nevascas nas partes de maior altitude do país. Ir de carro a estes pontos não é recomendável, especialmente se houver previsão de neve na estrada.

Na parte baixa, como em Santiago, você não será afetado por isso e poderá dirigir tranquilamente. Nós dirigimos pelo Chile no começo do inverno (em julho) sem qualquer dificuldade – mas nos prevenimos não colocando as partes altas da cordilheira no roteiro.

Quanto Custa alugar um carro no Chile?

O aluguel de veículos no Chile é muito comum entre os turistas – é excelente viajar pelo país desta forma – e por isso a oferta de locadoras é ampla. Com muita concorrência, não é tão difícil encontrar diárias de padrão econômico.

Um carro branco parado num estacionamento com uma kombi ao lado

Quando nós alugamos, pesquisamos no site da RentCars e fizemos a reserva por cerca de R$130 por diária.

Por esse preço alugamos um modelo econômico (Chevrolet Spark), mas na hora da retirada recebemos um upgrade e saímos com um Hyundai Accent. Esse aí da foto acima.

Achei um excelente negócio.

No nosso caso, nós alugamos o carro por apenas 4 dias. Para quem planeja um roteiro mais longo, o preço pode ser ainda mais em conta. Quanto maior o período de locação, menor tende a ser o valor médio da diária.

Para períodos de 7 dias ou mais, dá pra alugar um carro no Chile por R$100 a diária.

7 Dicas ao Alugar um carro no Chile

Veja abaixo 7 Dicas nossas para quem pretende viajar pelo Chile de carro alugado. Seguindo estes passos sua viagem vai ser muito melhor do que o esperado.

1.      Alugue o carro pela RentCars

Quando eu tinha que alugar um carro, até alguns anos atrás eu preferia fazer diretamente pelos sites das locadoras. Eu acreditava que eliminando um intermediário estaria economizando.

Mas nunca tinha parado para fazer a comparação detalhada.

Hoje, alugando com a RentCars eu consigo fazer o pagamento online em reais e parcelado. Assim evito o IOF e as taxas de conversão de moeda.

Se preferir pagar por boleto, ainda recebo 5% de desconto.

No final, na ponta do lápis, a cotação da RentCars sai sempre mais barata.

2.      Prefira locadoras com pagamento online (para parcelar em reais)

Fazer o pagamento online na RentCars é sempre a forma mais econômica.

Repare no exemplo abaixo: o mesmo modelo de carro na mesma locadora, com o preço online um pouco menor.

comparativo de preços da rentcars entre opções com pagamento online ou no destino.

Mas não é só isso. Note como na opção com pagamento online o preço é fixado em reais, sem IOF. Veja como também oferece 5% de desconto se optar por boleto bancário.

Na cotação com pagamento no destino, o valor é cobrado em pesos chilenos, sendo sujeito a cobrança de IOF no cartão e às taxas conversão de moedas.

3.      Reserve com as locadoras mais conceituadas

Alugar sempre com empresas mais conceituadas é outra dica que aprendi depois de alugar carros em vários países diferentes pelo mundo.

As cotações de valor mais baixo serão sempre em locadoras desconhecidas. No entanto, a possível dor de cabeça de não oferecerem um serviço bom em caso de um imprevisto não vale a economia da diferença de valor, que em geral é bem pequena.

No Chile nós escolhemos a Sixt e foi a locação mais tranqüila que já fizemos. Chegamos com o voucher já pago, ofereceram upgrade gratuito e não tentaram empurrar nenhum dos penduricalhos extras, como é comum em muitas locadoras menores.

Locadoras muito bem conceituadas que atuam no Chile, são:

  • Sixt
  • Europcar
  • Hertz
  • Keddy
  • Inter Rent

Todas estas estão disponíveis para comparação no buscador da RentCars.

4.      Alugar um carro na cidade de Santiago ou no Aeroporto?

Para quem chega de avião na cidade onde pretende alugar um carro, normalmente a opção mais prática é optar por retirar o veículo logo no aeroporto.

Desta forma você já sai dirigindo, evitando assim os gastos com deslocamento de lá até o centro, que podem ser altos em cidades grandes, como é o caso de Santiago.

A dúvida surge quando seu roteiro inclui um trecho com o carro e outro sem.

O nosso caso era esse: queríamos conhecer Santiago de transporte público, já que não gostamos de dirigir em cidades grandes. Mas precisávamos do veículo para o restante do roteiro, pois iríamos até La Serena e a região de Coquimbo.

Neste caso, preferimos selecionar a retirada numa das lojas da cidade e não no aeroporto. O custo é o mesmo.

No site da RentCars esta opção aparece somente depois de selecionado o veículo. Repare na imagem abaixo como o Local de Retirada selecionado está em “Loja”.

pesquisa para aluguel de veículo na rentcars exibindo a possibilidade de retirar o carro em uma das lojas de Santiago

Por termos escolhido um veículo da Sixt, havia ao menos 3 endereços em Santiago, além do aeroporto, que poderíamos selecionar. Escolhemos a loja mais próxima de nosso hotel, na região de Las Condes.

5.      Escolha o modelo de carro ideal para sua viagem

Nós sempre alugamos os modelos econômicos, pois são suficientes para nossas viagens. Somos apenas duas pessoas e viajamos sempre com poucas malas.

Mas há casos em que nem todo modelo de veículo servirá para seu roteiro.

Isto é válido especialmente para quem:

  • É um amante de carros e gostaria de garantir modelos melhores, mais potentes
  • Viaja com família grande, especialmente com crianças
  • Carrega muitas malas e precisa de um bom bagageiro

Se for seu caso, não ordene a listagem de veículos somente pelo preço. Filtre as opções conforme as categorias de carros disponíveis, selecionando aquelas que se adaptam ao seu roteiro e à quantidade de pessoas viajando com você.

Para saber em detalhes o que significa cada categoria, no Blog da RentCars tem um texto explicando as diferenças.

6.      Reconsidere o aluguel caso vá ficar somente em Santiago

Alugar um carro para viajar pelo Chile é ótimo, mas não é uma decisão tão acertada se seus planos forem de ficar somente na região de Santiago.

A capital do Chile é uma cidade muito grande. O carro pode se tornar um problema numa série de situações:

  • Santiago tem trânsito pesado e você enfrentará engarramentos todos os dias na hora do rush.
  • Não é tão fácil, nem barato, encontrar hotéis com estacionamento nos melhores bairros de Santiago
  • Existem muitos pedágios urbanos nas principais pistas expressas da cidade (confira com a locadora se estão inclusos no valor)

Além disso, como contraponto, o sistema de transporte público de Santiago atende muito bem ao turista. É possível visitar quase todos os pontos turísticos usando o metrô.

Da nossa lista do que fazer em Santiago, apenas para visitar a vinícola Concha y Toro e o Templo Baha’i  foi necessário usar táxi ou uber, como complemento ao transporte público.

7.      Programe seu roteiro com antecedência

Para ter certeza que o carro é a melhor opção para sua viagem, programe seu roteiro com antecedência. Organize a lista de atrações e cidades que você pretende visitar, conferindo se um veículo alugado facilitaria seus dias ou criaria dificuldades.

Digo isso porque nem todos os passeios no Chile podem/devem ser feitos por conta própria. Os pontos turísticos de acesso restrito, em estradas menores, são melhores aproveitados sem ter a preocupação de dirigir.

Há sempre uma agência de viagem com experiência para te levar em segurança.

Atenção! O que NÃO fazer ao alugar um carro no Chile

Alugar ou não um carro para viajar pelo Chile é uma decisão pessoal, que varia conforme o roteiro e o estilo de viagem de cada um.

No entanto, nós fazemos duas recomendações como forma de conselho, que recomendamos que sejam seguidas por todos que pretendem dirigir pelo Chile:

Não vá dirigindo às estações de esqui

Não vá dirigindo ao Valle Nevado, Farellones ou qualquer outra estação de esqui chilena. As estradas de acesso são muito sinuosas e, no inverno, estarão repletas de neve. É perigoso demais para quem não tem experiência dirigindo numa situação assim.

Fora isso, na alta temporada o governo chileno programa escalas de subida e descida, com horários restritos, autorizando a circulação somente em um dos sentidos da pista. Se você não se organizar direito vai ficar preso e perder o dia de viagem.

Procure uma agência e deixe o carro guardado para este dia.

Não vá a Valparaíso de carro alugado

Existem muitos relatos de roubos e arrombamentos de veículos alugados em Valparaíso. Se isto acontecer com você, tem o potencial de estragar toda a sua viagem.

Por precaução, prefira visitar a cidade sem o carro. Dá pra ir de ônibus, saindo de Santiago, e circular pela cidade de Uber.

Para quem prefere ter tudo mais organizado, existem tours de bate e volta com itinerários já prontos.

Documentos para alugar um carro no Chile

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) brasileira é aceita no Chile sem restrições. O país autoriza que cidadãos brasileiros aluguem e dirijam veículos no país.

Algumas locadoras chilenas exigem que o motorista tenha, no mínimo, 21 anos.

No geral, são 3 os documentos obrigatórios para quem pretende alugar um carro no Chile:

  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – Não é necessário ter a PID (Permissão Internacional para Dirigir)
  • Passaporte ou Documento de Identificação Válido (RG) – É preciso apresentar o passaporte ou outro documento de identificação adequado, caso você tenha entrado no Chile usando apenas o RG (A CNH não substitui o RG neste caso)
  • Cartão de Crédito com limite válido para caução – após a devolução do veículo sem danos o valor retido no cartão é liberado.

Dirigindo em Santiago

Dirigir em Santiago não é complicado, pois a cidade é cortada por diversas pistas expressas. Elas facilitam a vida do motorista, permitindo cruzar a capital de uma ponta à outra para acessar as estradas.

O problema surge para quem quer circular pelas ruas menores da cidade, especialmente durante o horário do rush. Se possível, evite dirigir pela cidade entre 7 e 9 da manhã e entre 5 da tarde e 8 da noite.

Para quem quer alugar um carro para circular dentro de Santiago, minha recomendação é que faça um planejamento muito bom de seus horários e trajetos. Desta forma você poderá evitar perder parte de seu dia estressado no trânsito da capital chilena.

As estradas no Chile

As principais estradas do Chile estão em ótimo estado. São todas asfaltadas, em pista dupla e têm cobrança regular de pedágios.

Por outro lado, as estradas secundárias, nas montanhas, podem não ter a mesma conservação, exigindo um pouco mais de cautela ao dirigir.

Quem vai aos maiores destinos turísticos, porém, tanto ao norte quanto ao sul de Santiago, não precisará ter grandes preocupações. O percurso será feito a maior parte do tempo pela Ruta 5, a rodovia pan-americana, que corta o Chile de Puerto Montt ao Deserto do Atacama e está em excelentes condições.

Uma dica para quem planeja viajar por longas horas: programe seu trajeto, pois não há muitas cidades ou mesmo restaurantes à beira da estrada. Ao longo da maior parte do percurso é preciso desviar em bifurcações da rodovia principal caso queira fazer uma parada em algum estabelecimento.

Pedágios no Chile

Praticamente todas as estradas chilenas fazem cobrança de pedágio. Mesmo dentro de Santiago, em algumas pistas expressas, há taxas pelo seu uso.

Existem dois tipos de cobrança de pedágio no Chile:

  • Automático, com uso do TAG
  • Manual, com pagamento em Pesos Chilenos

Quem aluga um carro no Chile precisa estar preparado para fazer pagamentos nos dois modelos.

Pedágio Automático

TAG ou Televía é um dispositivo instalado nos veículos chilenos que permite a cobrança automática de pedágio. Isto ocorre conforme os carros passam pelas áreas demarcadas com sensores nas autopistas. Nas rodovias onde há cobrança por TAG não existe a opção de pagamento em cabines manuais.

A cobrança automática é feita:

  • Dentro de Santiago
  • Na região Metropolitana da capital
  • Na estrada que leva a Valparaíso

Os veículos alugados pelas locadoras já vêm equipados com o TAG.

Na minha locação com a Sixt o preço dos pedágios já estava incluído nas tarifas e não precisei me preocupar em fazer pagamentos extras. Outras locadoras, porém, podem fazer a cobrança destes custos ao final da locação.

Pedágio Manual

No Chile existem também os pedágios tradicionais, com cobrança manual em cabines, como ocorre no Brasil.

Nestes casos o pagamento só é aceito em dinheiro, em pesos chilenos. Carregue sempre com você alguns trocados com este fim, pois não existe a possibilidade de pagar com cartão ou em outras moedas.

Num trajeto de 6 horas rumo ao norte do Chile nós passamos por pelo menos 4 pedágios manuais. Em 2019 cada um deles custava cerca de 3000 pesos chilenos.

Salve estas dicas do Chile no Pinterest!

Saiba o passo a passo necessário para alugar um carro no Chile para facilitar sua viagem e percorrer todo o país por conta própria, parando nos lugares que quiser para fotografar, sem depender de tours fechados.
Todas as dicas para alugar um carro no Chile, com todas as informações necessárias e burocráticas, passo a passo para turistas experientes e iniciantes.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGEM AÉREA

Use o Kayak para descobrir qual empresa tem as passagens aéreas mais baratas para sua viagem.

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

AIRBNB

Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM

Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
rbbv abbv
Banner Seguros Promo

publicidade

hospedado por infinite cloud computing