Home » Brasil » O que fazer em Belém: 15 lugares para conhecer na capital do Pará
Brasil

O que fazer em Belém: 15 lugares para conhecer na capital do Pará

O que fazer em Belém: A Estação das Docas, de frente para a Baía de Guajará, com seus guindastes amarelos

Para ajudar a escolher o que fazer em Belém do Pará, elaboramos uma lista com os melhores passeios da cidade. Incluímos os principais pontos turísticos de Belém e os lugares mais interessantes para fazer um passeio na capital do Pará.

Belém tem muita história para contar. O Norte do país foi um grande centro comercial e cultural muito antes do Sul e Sudeste. Por lá, arquitetura, gastronomia e fé estão por toda parte.

É incrível poder explorar tantos pontos turísticos, e incluir outros lugares nem tão turísticos assim no roteiro, para expeirmentar uma viagem para Belém com tudo o que a cidade tem de melhor para oferecer.

Vem se apaixonar por Belém também!

15 Melhores pontos turísticos de Belém do Pará

O que fazer em Belém: O sorvete Cairú com fila

Para conhecer os principais lugares desta lista, o ideal é ficar pelo menos três ou quatro dias em Belém do Pará.

Nossa lista dos principais lugares e pontos turísticos de Belém para visitar, inclui:

  1. Estação das Docas
  2. Mercado Ver-o-Peso
  3. Mercado de Carne Francisco Bolonha
  4. Forte do Presépio
  5. Casa das Onze Janelas
  6. Mangal das Garças
  7. Theatro da Paz
  8. Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré
  9. Museu Paraense Emílio Goeldi
  10. Parque da Residência
  11. Espaço São José Liberto
  12. Praça Batista Campos
  13. Fox Belém (antiga Fox Vídeo)
  14. Culinária Paraense (os melhores restaurantes)
  15. Ilha do Combu

Importante! Vale lembrar que a maioria dos museus e pontos turísticos de Belém fecha às segundas-feiras. Verifique os horários das atrações que quer visitar e programe bem seu roteiro de acordo com as datas da sua visita.

Para quem tem tempo curto, aconselhamos fazer o tour guiado de meio dia que leva os turistas nos lugares mais emblemáticos de Belém. Outra opção é o passeio de um dia inteiro, que inclui o almoço.

Mais do Norte: Veja a lista com as melhores atrações de Manaus.

1. Estação das Docas

Antigo porto da cidade construído no século XIX, a Estação das Docas foi completamente restaurada e hoje funciona como complexo turístico e gastronômico de Belém.

À beira da Baía do Guajará, a Estação das Docas foi erguida no local onde o Forte de São Pedro Nolasco foi construído em 1665. A fortificação foi destruída durante a revolta da Cabanagem, no período do Brasil colônia e suas ruínas ainda podem ser vistas no local.

Além de toda a história, hoje na Estação das Docas o turistas encontra boas opções de lazer e gastronomia, algumas com preços justos.

Mas um dos maiores destaques do lugar é o pôr do sol, inesquecível, visto de seu calçadão. Anota aí para não esquecer: ver o pôr do sol ali é um passeio imperdível quando você estiver em Belém.

2. Mercado Ver-o-Peso

Mistura de feira livre e mercado público a céu aberto, o Ver-o-Peso é uma experiência marcante em Belém. Faz parte do Complexo Ver-o-Peso e fica logo ao lado da Estação das Docas, mas é completamente diferente deste.

O Mercado Ver-o-Peso fica na desembocadura do Rio Amazonas, mais precisamente na Baía de Guarajá. Existente neste lugar desde 1625, é um dos mercados públicos mais antigos do Brasil. A vantagem da localização facilitava a entrada e saída de produtos de origem amazônica para a Europa e vice-versa.

O novo edifício remodelado foi inaugurado em 1901, em estilo art nouveau.

Hoje, cheiros, sabores e artesanato fazem do Ver-o-Peso um dos principais pontos turísticos de Belém e um passeios mais característicos da capital do Pará.

Muitos produtos amazônicos só são encontrados ali, então já saiba que você vai querer levar muita coisa. É um ótimo lugar para levar uma lembrança do Pará para casa, de farinha a vasos e, quem sabe, algum elixir feito de plantas da Amazônia.

Lugares recomendados no Mercado Ver-o-Peso

Para comer no Ver-o-Peso, um dos melhores lugares é o box da Dona Lúcia (número 37).

Outra boa recomendação são os sucos das barracas especializadas. São bons e baratos. Nós adoramos o de cupuaçu.

Na seção de castanhas, não deixe de provar a castanha do Pará crua!

3. Mercado de Carnes Francisco Bolonha

O Mercado de Carnes Francisco Bolonha fica coladinho no Ver-o-Peso (inclusive também faz parte do complexo). Parece esquisito um mercado de carnes na lista de pontos turísticos de Belém? Mas não custa nada dar um pulinho ali para conhecer.

O edifício do mercado foi construído em 1867 e restaurado pelo arquiteto Francisco Bolonha em 1908, daí o nome.

Na arquitetura, o destaque fica por conta dos detalhes art noveau e uso do ferro fundido vindo da Escócia. A escadaria que leva ao ponto de observação é linda e super fotogênica. Para quem gosta de produzir fotos para o Instagram, o lugar é um ótimo passeio.

4. Forte do Presépio

O Museu do Forte do Presépio, também chamado de Forte do Castelo de Belém, é um dos pontos turísticos mais visitados do centro de Belém. Com localização privilegiada, na cidade velha, a área tem vista para o Ver-o-Peso e para a Baia de Guajará.

Incialmente erguido em 1616, depois de séculos sendo usado para fins militares, o Forte foi revitalizado e transformado em museu em 2002. O lugar vai manter para sempre o título de primeira construção de Belém do Pará, pois foi ali que a cidade foi fundada.

O Forte do Presépio faz parte do complexo Feliz Lusitânia, região que concentra alguns dos principais pontos turísticos no centro histórico de Belém, a parte mais antiga da cidade.

Dica: O Museu de Arte Sacra fica pertinho do Forte do Presépio, na Praça Dom Frei Caetano Brandão, e pode ser combinado no roteiro em um mesmo dia de viagem. Funciona dentro da Igreja de Santo Alexandre, em frente a Catedral Metropolitana de Belém.

5. Casa das Onze Janelas

O Espaço Cultural das Onze Janelas também é chamado de Casa, Museu, Palacete, mas não importa o nome: todos representam o mesmo lugar. É um espaço na capital do Pará para quem gosta de arte contemporânea. Conta com obras de Tarsila do Amaral, Ismael Nery, Rubens Gerchman, entre outros.

É um dos centros culturais mais importantes do Estado do Pará.

O edifício em estilo colonial foi construído no século XVIII para ser a casa de um senhor de engenho e desde então também já foi um hospital. Hoje também faz parte do complexo Feliz Lusitânia.

Restaurada em 2002, a Casa das Onze Janelas passou por uma reforma recentemente e está mais do que pronta para receber a sua visita.

6. Mangal das Garças

Uma mulher parada em uma pista de madeira elevada em meio a Mata Amazônica

O Mangal das Garças é um pedacinho da floresta amazônica na cidade de Belém. O enorme parque ecológico inclui:

  • o Museu Amazônico da Navegação, que explica o transporte fluvial da região,
  • o Viveiro dos Pássaros,
  • o Borboletário,
  • o Orquidário,
  • o Farol de Belém

Numa visita ao Mangal das Garças você pode passar horas só caminhando pelo lugar, apreciando a vista do rio ou assistindo a dezenas de iguanas tomando sol no parque. Lá dentro ainda tem restaurante e loja para compras de plantas e artesanatos locais.

Vai na minha que esse é um passeio que não pode ficar de fora da sua lista do que fazer em Belém!

7. Theatro da Paz

A fachada do Theatro da Paz, com cor de ocre

O Theatro da Paz foi construído no auge da Era da Borracha, assim como o Teatro Amazonas em Manaus. Fundado em 1878, com 900 lugares e em estilo neoclássico, o Theatro da Paz ganhou esse nome por conta do fim da Guerra do Paraguai.

Atualmente, o teatro é palco não só de peças, mas também de concertos e shows populares em Belém, muitos deles com ingressos gratuitos.

Também é possível fazer uma visita aos diferentes espaços do teatro.

8. Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré

A fachada da Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, onde acontece o Círio de Nazaré

Patrimônio histórico do Estado do Pará, a centenária Basílica de Nossa Senhora de Nazaré é um dos mais celebrados templos católicos do país. É para lá que segue a procissão do Círio de Nazaré todos os anos, no segundo domingo de outubro.

Construída em 1909 – mas só finalizada após a Segunda Guerra Mundial – a igreja fica no local onde o caboclo Plácido José de Souza encontrou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. A área já era frequentada desde o século XVIII por locais que iam rezar pela Virgem de feições indígenas em uma capelinha de madeira construída ali pelo próprio Plácido.

Hoje o Círio de Nazaré é o maior evento religioso do Brasil e uma das maiores manifestações religiosas do mundo, agregando no local até 2 milhões de pessoas que seguem a Imagem Peregrina.

9. Museu Paraense Emílio Goeldi

Um jardim cheio de vitórias régias boiando na água, árvores típicas, muito verde

O Museu Paraense Emílio Goeldi é uma instituição centenária de Belém que funciona parte como parque ambiental, parte museu e parte estação ecológica.

Fundado em 1871, o museu segue reconhecido como uma das mais importantes instituições de estudos sobre a Amazônia. Seu nome é uma homenagem ao naturalista suíço Emílio Goeldi, que foi um dos diretores do museu.

Na nossa visita, conhecemos um pouco mais sobre as diferentes tribos da região, o trabalho contra o desmatamento e a vida de Darrel Addison Posey, o Yairati, biólogo norte-americano que estudou os conhecimentos indígenas sobre plantas, animais e ecossistemas. Darrel foi um dos responsáveis pela suspensão dos planos da hidrelétrica do Xingu nos anos 80.

10. Parque da Residência

Um coreto em meio a um jardim com árvores típicas

O Parque da Residência funciona no local que era a antiga residência oficial do governador do estado. O espaço agora tem seus lindos jardins abertos ao público e apresenta uma área multifuncional. O parque abriga:

  • a Secretaria de Cultura do estado do Pará,
  • a sede da Sociedade Paraense de Orquidófilos,
  • um teatro com 400 lugares que pertenceu à Companhia de Gás do Pará,
  • um anfiteatro
  • e um grande coreto usado frequentemente por jovens em ensaios culturais.

11. Espaço São José Liberto

Transformado em polo joalheiro de Belém, o Espaço São José Liberto foi originalmente uma capela e convento em 1749. Depois se tornou um quartel, hospital e, por fim, uma prisão.

Foram mais de 150 anos como cadeia pública, sendo mais de 50 como presídio de segurança máxima.

Hoje o Espaço São José Liberto abriga diversos fabricantes de joias e artesanato e o Museu de Gemas do Pará.

O mesmo lugar também abriga o museu sobre o uso do local como presídio e, em especial, sobre uma das rebeliões ocorridas ali.

O museu fica no espaço que originalmente funcionava como uma das celas do presídio e expõe um pouco do dia a dia da cadeia. É um pouco claustrofóbico e bem pesado, mas também é uma parte importante do passado da cidade que vale conhecer por seguir relevante e se repetindo por todo o país.

12. Praça Batista Campos

A linda Praça Batista Campos, cheia de verde, com rios e lagos artificiais, e um coreto

A Praça Batista Campos é um dos muitos oásis urbanos de Belém do Pará. A grande praça de 3 mil m² já foi eleita uma das mais bonitas do país.

Construída no século XIX, a praça passou por algumas reformas e foi revitalizada pela última vez em 2008. Seu nome homenageia uma das maiores personalidades da Cabanagem, Cônego Batista Campos.

Dica: Entre os melhores bairros de Belém, o Batista Campos é o melhor lugar para ficar hospedado. O New Inn Batista Campos fica ali perto e é um dos mais recomendados da cidade.

13. Fox Belém, antiga Fox Video

A Fox Belém, cheia de livros e a bandeira do Pará

Antiga locadora, a Fox Belém hoje funciona como livraria e café cultural. Também abriga eventos da FLiPA (Feira Literária do Pará) e FLIB (Feira Literária Infantojuvenil do Pará) e uma venda de queijos artesanais.

Entre as atrações da livraria estão o ambiente sossegado, catálogo variado com destaques regionais e o exemplar funcionário gato Pierrot (“o gato mais amado da cidade”!), que tem até Instagram.

Orgulho em dizer que a gente conheceu um pouco antes dessa fama de ter até Instagram. 😀

14. Culinária paraense!

Pratos típicos paraenses, bem coloridos
Os lindos pratos do restaurante Iacitatá

É impossível falar de Belém sem citar a culinária paraense como uma atração a parte. São tantas as delícias do Pará que deixar de provar a gastronomia local ao viajar para Belém chega a ser um crime.

Se jogue nos diferentes sabores da cidade: dos sorvetes Cairu aos pratos paraenses típicos, como tacacá e maniçoba.

Dicas para comer bem em Belém

Veja algumas dicas de lugares para comer em Belém que adoramos e que valem a pena conhecer:

  • Iacitatá: muito mais do que um restaurante. Neste centro de cultura alimentar, tudo que é servido é feito por pequenos produtores paraenses sem qualquer agrotóxico. O preço é justo e a paixão da chef pela sua terra fica clara nos pratos que oferece.
  • Remanso do Bosque: restaurante dos irmãos Thiago e Felipe Castanho, com foco nas comidas típicas da região e algumas releituras sofisticadas, mas sempre valorizando os sabores regionais da Amazônia. Fica em frente ao Bosque Rodrigues Alves.
  • Tacacá do Renato: comer no Tacacá do Renato é conhecer duas instituições paraenses de uma só vez. O tacacá aqui é farto e de excelente qualidade, com tucupi sem conservantes feito por eles mesmos. Experimente com goma, senão não dá pra dizer que provou tacacá de verdade!
  • Lá em Casa: comida regional em um dos maiores pontos turísticos de Belém, a Estação das Docas. Claro que isso eleva o preço, mas continua sendo um custo-benefício razoável. O Lá em Casa tem algumas opções de degustação com pequenas porções de diversos pratos típicos para que você consiga ter uma amostra da culinária da região em uma única refeição.
  • Govinda Vegetariano: separei este especialmente para os vegetarianos, pois tem ótimas versões vegetarianas de pratos da culinária regional amazônica.
  • Amazon Beer: a maior cervejaria artesanal da região segue produzindo rótulos que contam com produtos locais, como o Bacuri, na sua composição. Você encontra as cervejas deles em bares da cidade, mas também no espaço próprio da marca na Estação das Docas.

15. Ilha do Combu

Comida farta e típica com mesa com vista para a Baía
Restaurante Saldosa Maloca na beira do rio

Pra você que chegou até aqui, lá vai minha melhor dica: explore também os arredores de Belém!

Não deixe de conhecer a Ilha do Combu. Ela fica a apenas alguns minutos de barco da capital. Lá você encontra:

  • Chocolates Filha do Combu: chocolates e doces incríveis criados apenas com cacau e outros frutos colhidos na própria ilha. Não deixe de conhecer Dona Nena, a empreendedora nascida na ilha que criou e toca o negócio.
  • Saldosa Maloca: dá para passar o dia inteiro por aqui. O restaurante fica na beira do rio e além de aproveitar a boa comida, você pode passar algum tempo em uma das redes espalhadas no local, tomar um banho de rio e uma ducha ou fazer trilhas.

Muitos outros bares e restaurantes à beira do rio estão espalhados pela ilha e por outras ilhas vizinhas!

Como visitar a Ilha do Combu saindo de Belém

Vários barqueiros levam os visitantes às diversas atrações da Ilha do Combu (são cerca de 10 minutos de Belém).

Também é possível fechar um passeio que busca os turistas no hotel, leva para saborear os chocolates da ilha, apreciar a primeira arte urbana da Amazônia e ver uma samaumeira de perto.

Salve estas dicas do Pará no Pinterest!

Tá difícil decidir o que fazer em Belém do Pará? Nossa lista dos 15 melhores passeios de Belém inclui os pontos turísticos mais interessantes e um destino bônus incrível pertinho da capital paraense.
Tá difícil decidir o que fazer em Belém do Pará? Nossa lista dos 15 melhores passeios de Belém inclui os pontos turísticos mais interessantes e um destino bônus incrível pertinho da capital paraense.
 
Tem alguma dúvida? Veja mais dicas no Instagram @vidaciganablog

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

CONTA GRÁTIS NA EUROPA

Abra uma conta online no Banco N26 para ter um cartão com saldo em euros para suas viagens internacionais.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Sonia e Kaio

Oi, somos o Kaio e a Sonia, mas pode chamar de "Coisos"! Acreditamos que cultura, viagens e gastronomia estão entre as melhores coisas desta vida e somos conhecidos por compartilhar o que há de mais interessante pelos locais onde passamos, de grandes atrações famosas a pequenos segredos que você não tinha a menor ideia que existiam. Quer descobrir algo novo? Vem com a gente!

20 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv