Home » Destinos » Portugal » Bairro de Alfama, em Lisboa: um roteiro por suas atrações
Portugal

Bairro de Alfama, em Lisboa: um roteiro por suas atrações

Lisboa é uma cidade onde a mais prazerosa das atividades é simplesmente se deixar levar por suas ruas maravilhosas, mesmo sendo grande parte delas localizadas em subidas e descidas, devido aos desníveis da cidade. Caminhar pela capital portuguesa é o meio mais interessante de conhecer Lisboa – uma obrigação a todo turista, portanto – e um dos melhores locais para colocar isto em prática são as ruas do bairro de Alfama.

Ficamos em Lisboa hospedados por house sitting. Não conhece? Veja como no nosso Guia de House Sitting: como viajar o mundo e conseguir hospedagem grátis!

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Alfama é o bairro mais antigo da cidade, datando desde o domínio dos mouros na Península Ibérica, do século VIII ao XI. O nome em si vem do árabe e suas ruelas remontam às de uma vila medieval. Lisboa, que sofreu muito com um forte terremoto em 1755, foi bastante danificada e reconstruída à época, mas as casas do bairro de Alfama resistiram. Hoje, as estreitas ruas são famosas não apenas pelo antigo casario que resistiu ao tempo, mas pelos seus ótimos restaurantes, apresentações de fado, intensa vida noturna e vistas espetaculares de toda a cidade.

Planeje sua viagem: Veja o que visitar e onde ficar em Lisboa

O Bonde para Alfama: o eléctrico 28

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Para chegar até o bairro de Alfama, nada mais lisboeta que subir em um eléctrico, um bondinho no estilo daqueles de San Francisco ou, para deixar um exemplo mais próximo à realidade brasileira, daqueles que vão da Lapa ao bairro de Santa Teresa, no Rio.

Algumas linhas de bondes de Lisboa (como a número 15 que vai ao bairro de Belém, por exemplo) foram modernizadas ao longo dos anos, utilizando agora modelos do tipo VLT (veículo leve sobre trilhos – um bonde gourmet). Mas a linha que dá acesso ao bairro de Alfama, o eléctrico 28, devido às ruas superestreitas de seu itinerário, ainda mantém os veículos antigos, suas características originais e seu charme, tornando-se uma atração turística à parte.

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

O eléctrico 28 sai do bairro da Estrela, desce até a Praça de Camões, cruza o Chiado e a Baixa para então subir o bairro de Alfama passando pelo Castelo de São Jorge e pelos mirantes da região antes de fazer a parada final próximo ao metrô da Martim Moniz.

Por ser uma viagem muito conhecida e disputada entre os turistas, o melhor a se fazer para viajar tranquilo é tentar subir no ponto mais afastado possível, na Praça de Camões ou no Chiado, pois quanto mais próximo ao Centro de Lisboa mais cheio ele vai estar.

Bairro de Alfama em Lisboa PortugalBairro de Alfama em Lisboa Portugal

Todo o trajeto é muito agradável, passando pelas ruas estreitas de Lisboa, colado aos azulejos das casas em estilo tradicional, e aproveite o tempo para observar o dia a dia dos portugueses.

Uma dica: os eléctricos de Lisboa aceitam pagamentos em dinheiro diretamente com os condutores, mas a tarifa cobrada será muito mais cara que o normal. A maneira mais econômica é pagar utilizando o saldo disponível nos cartões VivaViagem, que podem ser adquiridos em qualquer estação do metrô e valem em todo sistema de transporte público de Lisboa.

Caso não queira ir de bondinho, ir caminhando também não é complicado, fomos para Alfama das duas formas, mas quando a pé acessávamos apenas as ruas mais baixas do bairro. Caso encare a caminhada, fique avisado que o bairro fica inteiro em uma colina, e é necessário ter preparo físico para encarar as subidas que virão pela frente.

Saiba mais: Pastéis de Belém: onde comer em Lisboa os doces mais famosos de Portugal.

O roteiro dentro do bairro de Alfama

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

1. Miradouro da Senhora do Monte

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Para tornar sua visita mais agradável, caso resolva ir de eléctrico, resista e evite descer com todo mundo na parada do Castelo de São Jorge. O ideal subir um pouco mais com o bonde e só descer na parada do Largo da Graça, o ponto mais alto do trajeto e de lá ir descendo. Dessa maneira, o turista deixa o Castelo de São Jorge como última atração do roteiro pelo bairro de Alfama, para assistir o magnífico pôr do sol de lá.

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Descendo do eléctrico no Largo da Graça, um pouco mais acima fica o Miradouro da Senhora do Monte, o mirante mais alto da cidade. De lá, é possível ver toda Lisboa e o rio Tejo.

2. Igreja de São Vicente de Fora

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Seguindo a pé pelas ruas de Alfama, o próximo ponto é a Igreja de São Vicente de Fora, que construída em 1657, deu início ao estilo maneirista em Portugal. Ali é possível observar influências góticas e barrocas em sua arquitetura.

Bairro de Alfama em Lisboa PortugalBairro de Alfama em Lisboa Portugal

São Vicente é o padroeiro da cidade de Lisboa e alguma de suas relíquias, durante o século XV, foram transferidas do Algarve, no sul de Portugal, para uma igreja fora dos antigos muros de Lisboa, por isso o nome de São Vicente de Fora.

3. Feira da Ladra

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Ao lado da igreja de São Vicente de Fora, atravessando o Arco Grande de Cima, chega-se ao Campo de Santa Clara, uma praça onde, às terças e sábados apenas, ocorre a feira mais famosa da cidade, a Feira da Ladra.

Bairro de Alfama em Lisboa PortugalBairro de Alfama em Lisboa Portugal

Na Feira da Ladra é possível comprar qualquer coisa imaginável, desde suvenires imitando os azulejos típicos de Portugal até os próprios azulejos originais, alguns deles datando do século XVII! (Não sabemos até que ponto é correto comprar esses azulejos antigos e incentivar a venda, pois não sabemos exatamente sua procedência, podendo, ao comprar, incentivar o vandalismo).

Bairro de Alfama em Lisboa PortugalBairro de Alfama em Lisboa PortugalBairro de Alfama em Lisboa Portugal

A feira depois de certo ponto vira um mercado de pulgas, com objetos de todas as épocas, geralmente de famílias pobres que precisam vender seus bens preciosos para ganhar algum trocado.

4. Panteão Nacional

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Após atravessar a feira, a próxima parada é o Panteão Nacional. Este, na verdade, é a Igreja de Santa Engrácia, escolhida pelo governo para receber o título de Panteão Nacional, que homenageia os grandes cidadãos e militares portugueses.

A Igreja é muito bonita, possuindo uma imensa cúpula e uma praça em sua frente. Sua entrada, no entanto, não é gratuita, mas o ingresso garante acesso à cobertura.

5. Miradouro de Santa Luzia

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Continuando a descida, chega-se a um dos mais conhecidos mirantes de Lisboa, o Miradouro de Santa Luzia. De lá, é possível ver a arquitetura da cidade, com um mar de telhados ocre abaixo, terminando no rio Tejo. Muitas famílias vão até lá para passar uma tarde, principalmente no verão, onde todos sentam na beira de uma “piscina” para refrescar os pés.

6. Castelo de São Jorge

Bairro de Alfama em Lisboa Portugal

Por último, a partir do Miradouro de Santa Luzia, subindo algumas ruas, fica o ponto final do passeio, o famoso Castelo de São Jorge, coroando a cidade com suas muralhas medievais. Ir até lá no final da tarde e aguardar o pôr do sol é um dos pontos altos de uma visita ao bairro de Alfama, coroando uma cidade maravilhosa como Lisboa.

Claro que faremos um texto somente sobre o castelo, por isso, aguarde!

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

2 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

publicidade

Close