Home » Planejamento » Como funciona o Airbnb para hóspedes (10 dicas + Cupom de Desconto)
Planejamento

Como funciona o Airbnb para hóspedes (10 dicas + Cupom de Desconto)

como funciona o airbnb. 10 dicas de como usar melhor o airbnb

Por não saberem como funciona o Airbnb, muitos turistas acabam restringindo suas viagens às opções tradicionais de hotéis e albergues, mesmo em situações onde a plataforma online seria uma escolha mais adequada.

O Airbnb está há anos inserido no dia a dia de viajantes em todo o mundo, funcionando como alternativa às escolhas clássicas de hospedagem. Em muitos destinos o aplicativo se tornou uma opção mais barata, mais confortável e/ou mais acessível do que os hotéis.

Sob este parâmetro, o turista que ainda não sabe como usar o Airbnb pode perder a chance de deixar sua viagem mais interessante e até mais econômica.

Para evitar que isto aconteça, preparamos abaixo um guia explicando como funciona o Airbnb para quem viaja como hóspede. Além de um passo a passo para começar a usar o Airbnb, listamos também 10 dicas para que você possa pagar mais barato na hora de fazer suas reservas.

Caso ainda não tenha experimentado o Airbnb, faça seu cadastro usando nosso link para receber um cupom de desconto de R$100 para usar como desconto em sua primeira reserva no Airbnb.

O que é o Airbnb

Airbnb é uma sigla para Air Bed & Breakfast, que era o nome original da empresa quando foi criada, em 2008, na Califórnia. A idéia surgiu quando seus fundadores, notando a dificuldade de se buscar onde ficar em San Francisco, resolveram colocar colchões de ar (por isso “Air”) na sala da casa onde moravam, transformando-a num “Bed & Breakfast” (algo próximo ao conceito uma pousada aqui no Brasil).

como funciona o airbnb
A sede do Airbnb em San Francisco

A ideia inicial era que este modelo de negócios suprisse a carência de hospedagem em San Francisco durante grandes feiras e eventos na cidade. Mas ele cresceu rapidamente e foi além. Menos de um ano depois da fundação o site já tinha seu nome como conhecemos hoje – Airbnb.com – e aceitava que todo tipo de espaço fosse listado nele, dos colchões de ar iniciais a apartamentos e castelos inteiros.

Vale a pena usar o Airbnb no Brasil? E pelo mundo?

Em 2011 o Airbnb deu inicio a sua atuação no Brasil. No mesmo ano a Larissa começou a trabalhar com eles, como fotógrafa, registrando os primeiros espaços brasileiros cadastrados na plataforma. No ano seguinte experimentamos o site pela primeira vez, como hóspedes. Fomos a Curitiba e ficamos apaixonados pela cidade, mas muito por conta do apartamento que alugamos lá, que nos fez conhecer a cidade como se fossemos moradores de fato. E talvez este seja o grande diferencial deste método de hospedagem.

De lá pra cá o Airbnb conta com anúncios em mais de 190 países. Nós já reservamos espaços em vários deles, como Estados Unidos, Austrália e até em Cuba, com experiências ótimas.

como usar o airbnb
Anúncio do Airbnb em Melbourne, Austrália

Atualmente, nossa busca por onde ficar em cada cidade que vamos visitar sempre começa com uma comparação de preços entre hotéis, usando o Booking.com, e o aluguel apartamentos inteiros no Airbnb. No fim, nas nossas viagens temos sempre um equilíbrio entre as reservas. Metade é feita em hotéis, metade em apartamentos alugados pelo Airbnb, aproximadamente. A decisão final se dá pela duração da estadia – quanto mais dias ficamos numa cidade, mais tendemos a optar pelo Airbnb.

Reservar pelo Airbnb é confiável?

Como o Airbnb funciona numa plataforma colaborativa, é preciso ler bastante as descrições dos espaços, as referências dos anfitriões e principalmente os comentários de hóspedes anteriores para ter a confiança de reservar um espaço como você imagina.

Caso, ao fazer o check-in, o espaço não esteja de acordo com aquilo que fora anunciado, entre em contato com o suporte do Airbnb que irão te resolver seu problema, fazendo o ressarcimento dos valores pagos, se necessário. No único caso em que passamos por um problema do tipo – o anfitrião cancelou nossa hospedagem poucos dias antes de nossa chegada – o Airbnb além de nos dar a opção de nos devolver o valor integralmente, ofereceu 20% de crédito extra sobre o valor pago para que escolhêssemos um espaço ainda melhor, caso quiséssemos refazer a reserva pelo site. Não tivemos dúvidas e reservamos um apartamento lindo, em Los Angeles.

Como funciona o Airbnb para hóspedes

Escolher um apartamento no Airbnb é um processo bastante diferente de fazer uma reserva comum em um hotel.

No Airbnb, tanto os hóspedes quanto os anfitriões possuem perfis pessoais na plataforma. O contato é direto pessoa a pessoa. Em muitos casos os papéis até se confundem, pois não existe uma separação de perfis de hóspedes e anfitriões. Você pode se cadastrar inicialmente para reservar um imóvel numa viagem e depois usar o mesmo perfil para anunciar seu espaço para alugar a outros viajantes.

Entender que o contato se dá sempre entre pessoas é fundamental para saber usar bem o Airbnb.

Como se cadastrar para usar o Airbnb

Para começar a usar o Airbnb, siga os itens descritos abaixo. O Airbnb está disponível em quase todos os países do mundo, abrangendo milhares de cidades. Em todas elas o processo é idêntico.

  • Faça seu cadastro através deste link e ganhe um cupom de desconto com seus primeiros créditos para usar em sua viagem. Você pode aproveitar seu perfil do Facebook, do Google ou criar um novo login usando seu endereço de email.
  • Caso você escolha a conta do Facebook ou do Google, só precisará fazer o login para criar o cadastro. Se preferir o email, é necessário preencher um formulário com seus dados pessoais.
  • Ao terminar o cadastro básico, você já pode começar a procurar um espaço para fazer sua reserva. Digite o nome de seu destino na caixa de pesquisas. Nas imagens abaixo vamos usar “Paris” como exemplo para mostrar como funciona o Airbnb.
  • Atualmente o Airbnb tem diversificado sua área de atuação e passou a oferecer, além de acomodações, tours (chamados “experiências”) e reservas de restaurantes (em algumas cidades apenas), como mostrado na imagem abaixo. Como nosso objetivo é explicar como funciona o Airbnb para reserva de imóveis, clique em “Acomodações”.
como funciona o airbnb
O Airbnb oferece “Acomodações”, “Experiências” e “Restaurantes” em algumas cidades

Como funcionam os filtros de hospedagem do Airbnb

Após acessar a lista de acomodações, o Airbnb exibirá todas que estão listadas na plataforma naquele destino. Antes de visualizar os anúncios, aproveite para ajustar a barra de filtros, a função mais poderosa do sistema de buscas do Airbnb. A partir de suas configurações, o sistema mostrará apenas os anúncios adequados às necessidades de sua viagem conforme 7 critérios:

como funciona airbnb como usar a barra de filtros
A barra de filtros aparece logo abaixo da caixa de buscas

Data

Especifique suas datas de check-in e check-out. Desta forma o sistema só apresentará os imóveis disponíveis no período da sua viagem.

Hóspedes

Marque quantas pessoas, adultos e crianças, ficarão hospedados. Assinalar a quantidade correta de hóspedes é fundamental para que o sistema só apresente imóveis com capacidade apropriada. Ainda que você esteja viajando em casal, por exemplo, é essencial apontar o número correto de pessoas, pois alguns anfitriões cobram valores diferentes conforme a quantidade de visitantes.

Tipo de acomodação

O Airbnb funciona com três tipos diferentes de acomodação. Caso você não restrinja a busca, o sistema apresentará anúncios dos três tipos misturados nos resultados. Os tipos de acomodação são:

  • “Espaço inteiro”, quando o hóspede tem um apartamento completo, sem compartilhá-lo com o anfitrião, funcionando como um quarto de hotel, mas normalmente mais bem equipado;
  • “Quarto inteiro”, quando os hóspedes têm um quarto só para si num espaço compartilhado pelo anfitrião e/ou com outros hóspedes, funcionando como um quarto privado dentro de um albergue, por exemplo;
  • “Quarto compartilhado”, quando o hóspede reserva apenas uma cama, num sistema similar aos dormitórios de um albergue.

Atualmente, nós escolhemos sempre a opção de “espaço inteiro”. Como precisamos trabalhar durante a viagem, é a melhor escolha para ter mais espaço e privacidade. Algumas vezes, no entanto, em viagens anteriores, optamos por um “quarto inteiro”, especialmente em destinos onde os custos de hospedagem eram elevados, como na Austrália, por exemplo. O “quarto compartilhado” nós nunca experimentamos e nem consideramos que muitos devam usar o Airbnb com este objetivo, já que nestes casos um bom hostel será uma opção mais barata e mais estruturada.

Preço

Você pode filtrar os anúncios com base no valor cobrado pela média exigida por cada diária. Pode ser bom usar este filtro para remover das buscas anúncios muito fora de seu orçamento.

Reserva instantânea

Ligar este filtro faz com que o sistema apresente apenas anúncios habilitados para reserva imediata, sem a pré-aprovação do anfitrião. Isto pode ser útil caso faltem pouquíssimos dias para sua viagem.

Tipo de viagem

Serve para listar apenas espaços adequados a “Viagens em Família” ou “Viagens a trabalho”, fazendo com que os anúncios apresentados sejam apenas os enquadrados nestes perfis. Vale usar apenas se este for seu tipo de viagem.

Mais filtros

Nesta parte você pode selecionar imóveis pelos mais diferentes critérios. Pela quantidade de quartos e banheiros, pelas comodidades oferecidas, por permitir animais, ser acessível a cadeirantes, e por aí vai. O conselho é marcar apenas aquilo que é fundamental, como ter wi-fi, por exemplo. Quanto mais marcações você fizer, mais restritas serão suas opções.

Como filtrar manualmente os anúncios do Airbnb

Após configurar todos os filtros, note que os resultados apresentados mudaram. Mesmo depois desta seleção, ainda é provável que sejam apresentados muitos imóveis.

Neste caso, navegue pelo mapa apresentado ao lado dos resultados. Habilitando a opção “Buscar enquanto eu movo o mapa” o Airbnb atualiza a relação de resultados conforme você aproxima o mapa da região específica onde você quer ficar hospedado.

como funciona o airbnb. como usar a barra de filtros
Conforme os filtros são ativados, os resultados mudam

Da lista final apresentada, vá abrindo todos os anúncios cujas fotos e preço lhe parecerem interessantes. Note que conforme você pausa o cursor sobre o anúncio, o mapa destaca a localização aproximada dele na cidade.

Como funciona o sistema de avaliação dos anúncios do Airbnb

Para cada anúncio aberto, veja se as fotos correspondem à sua expectativa, leia com calma a descrição, a lista de comodidades, as regras da casa e, principalmente, os comentários de antigos hóspedes. Como o Airbnb funciona numa via de mão dupla, onde os viajantes escrevem sobre o espaço alugado e os anfitriões também deixam comentários sobre o hóspede, eles tendem a ser mais amenos. Portanto, um comentário mais incisivo ou negativo é um grande sinal vermelho sobre aquele anúncio, cuja reserva deve ser evitada.

Tanto a descrição quanto os comentários têm a opção de serem traduzidos para o português, caso necessário. A tradução automática não é perfeita, mas é muito boa. Em países onde poucos anfitriões falam inglês, como na Rússia, por exemplo, este sistema é fundamental para conseguir usar o Airbnb mesmo sem falar o idioma local.

Um destaque especial que eu dou durante as minhas buscas é para as “estrelinhas” que cada anúncio possui nos critérios avaliados. Elas são uma oportunidade que os hóspedes têm de serem absolutamente sinceros, visto que elas apresentam a média de todas as hospedagens, não sendo possível aos anfitriões saberem quem exatamente deu cada nota.

como funciona o airbnb
As “estrelinhas” às vezes são mais honestas do que os comentários.

São 7 critérios no total:

  • Geral: Avalia a impressão como um todo da estadia, se superou ou ficou aquém das expectativas.
  • Precisão: Relata se aquele anúncio se mostrou, na realidade, idêntico às fotos e às descrições que foram anunciadas.
  • Comunicação: Considera a prontidão do anfitrião para responder e se comunicar com o hóspede no que for preciso durante o processo de reserva e estadia.
  • Limpeza: Expõe o padrão da limpeza do imóvel no momento do check-in.
  • Localização: Analisa se o imóvel é bem localizado ou não dentro da cidade.
  • Check-in: Avalia a facilidade no processo de check-in do imóvel, se foi simples ou não encontrar com o anfitrião para receber as chaves.
  • Valor: Leva em consideração se o preço cobrado pela estadia está de acordo com a experiência que o local proporciona.

De todos, eu costumo dar mais importância às avaliações de limpeza e localização, que são as que eu considero que facilmente denunciam um anúncio que não seja tão bom quanto aparenta nas fotos. No entanto, eu evito alugar espaços que tenham menos de 4 estrelas em qualquer um dos critérios.

Como fazer uma reserva no Airbnb

Após descartar os anúncios que não atendem às suas expectativas, não clique ainda em “pedir para reservar”. É neste momento que quem sabe como usar o Airbnb no “modo avançado” se diferencia.

Em vez de partir direto para a reserva, procure o botão “fale com o anfitrião” para poder mandar mensagens a todos os anfitriões dos anúncios selecionados antes de tomar a decisão final. Aproveite a conversa com eles para se apresentar, dizer o que busca no destino, tirar todas as dúvidas que possa ter sobre o anúncio e, principalmente, confirmar com cada um se o imóvel está mesmo disponível para as datas que você precisa.

como funciona o airbnb
Prefira o botão “fale com o anfitrião” em vez de pedir para reservar direto

Como alguns não atualizam o calendário com freqüência, é possível que mesmo que o sistema do Airbnb diga que o espaço está liberado, ele não esteja de fato. Esta mensagem inicial evita o desencontro de informações.

Os anfitriões que responderem positivamente a sua mensagem, provavelmente irão enviar junto uma “pré-aprovação”. Isto é uma autorização inicial da parte deles para que o hóspede faça o pagamento das diárias. Com ela, você terá até 24 horas para concluir a reserva.

A dica neste momento é controlar a ansiedade e aguardar que todos (ou a maioria) os anfitriões respondam. Só assim você terá um panorama geral de quais são as opções disponíveis. Caso você tenha tentado, junto à mensagem inicial, fazer uma negociação de preço, a espera é ainda mais significativa para saber qual o valor final oferecido por cada anfitrião.

Após ter recebido uma quantidade razoável de respostas positivas, analise qual mais lhe agrada e só então efetue a reserva.

Como funciona o Airbnb após a reserva

Após a reserva confirmada, o sistema do Airbnb também se diferencia do de um hotel comum. Como não há uma recepção formal, o processo do check-in deve ser combinado com antecedência entre hóspede e anfitrião, para que não haja um desencontro na data.

Os anfitrões mais experientes normalmente já têm um sistema de check-in estabelecido, devido às freqüentes reservas recebidas. Com o tempo, muitos proprietários contrataram a figura de um “administrador” – pessoas que se dedicam a gerenciar múltiplos anúncios na plataforma, fazendo disto seu emprego – o que facilita bastante o processo. Outros preferem estabelecer um sistema de check-in automático, onde o próprio hóspede recebe as instruções de como conseguir a chave do imóvel sem a presença do anfitrião.

como funciona o airbnb

De todo modo, o processo de check-in numa reserva do Airbnb pode variar bastante caso a caso. Cabe ao hóspede solicitar todas as informações e descrições necessárias ao anfitrião com antecedência. Isto o dará garantias de que nada dará errado na data de início da reserva.

10 Dicas para saber como usar melhor o Airbnb

Depois de saber como funciona o Airbnb, o passo seguinte é descobrir como usar as várias ferramentas disponíveis na plataforma a nosso favor. Seguindo as dicas abaixo você conseguirá fazer suas reservas com mais tranqüilidade e poderá pagar bem mais barato por suas diárias. São 10 dicas que farão você saber usar melhor o Airbnb em suas viagens:

1.      Evite reservar com muita antecedência

Não faça suas buscas no Airbnb com muita antecedência. Evite procurar pelos anúncios mais de três meses antes das datas de viagem, por exemplo.

Pela forma como funciona o Airbnb os anfitriões são penalizados caso cancelem uma reserva já confirmada. Assim, muitos preferem não abrir seu calendário de reservas com muita antecedência. Já outros, quando recebem pedidos muito precoces, cobram valores mais altos para que o esforço de ter que se comprometer com uma reserva com muitos meses de antecipação seja recompensado.

Logo, é muito provável que uma busca com 6 meses de antecedência, por exemplo, apresente menor variedade de resultados do que outra feita a 90 dias da viagem. Ou ainda, que 6 meses antes da viagem o preço médio cobrado pelos anúncios seja mais elevado do que a mesma pesquisa quando feita mais próxima a data de chegada.

2.      Não filtre os anúncios pelo valor exato de seu orçamento

Deixe o filtro de preços configurado acima do limite máximo de seu orçamento. Ajuste para algo entre 50% e 100% acima do valor que pretenda pagar pela diária.

Sabendo que é possível negociar uma redução dos valores ao conversar como anfitrião, aumentar o limite do filtro ajuda a encontrar opções melhores. Estes anúncios normalmente não apareceriam disponíveis caso o filtro estivesse regulado pelo valor exato a ser pago.

3.      Desabilite o botão de reserva instantânea

O botão de reserva instantânea serve para exibir os anúncios cujos anfitriões deixam pré-aprovada toda reserva que é solicitada em datas abertas em seu calendário. Esta função serve para facilitar o processo de reserva quando feito a poucos dias da data de check-in, mas tem como conseqüência não permitir a mensagem inicial entre hóspede e anfitrião.

Caso sua busca seja feita a poucos dias da data de início da viagem, é possível que o sistema do Airbnb habilite o filtro de reserva instantânea automaticamente. Caso isto ocorra, lembre-se de desmarcá-lo para que os resultados sejam mais amplos. Minha recomendação é manter este filtro sempre desligado.

4.      Considere aumentar o número de diárias

Caso sua viagem ainda tenha as datas em aberto, vale considerar aumentar a quantidade de diárias nos destinos onde pretende usar o Airbnb para fazer sua reserva de hospedagem.

O modelo de negócios do Airbnb funciona cobrando uma porcentagem fixa dos anfitriões e outra variável paga pelos hóspedes a cada reserva. Esta taxa de serviço varia conforme alguns critérios, mas o mais relevante deles é a duração da estadia. Quanto mais longa a reserva, menor a porcentagem paga pelos serviços do Airbnb. Segundo o próprio Airbnb, esta porcentagem pode variar de 0% a 20%.

Além da redução das taxas, aumentar o número de diárias pode gerar descontos automáticos, pré-configurados pelos anfitriões. A plataforma permite que eles cadastrem porcentagens de desconto a serem oferecidas quando os hóspedes fazem reservas por uma semana ou por um mês.

Assim, se um anfitrião oferecer, por exemplo, 15% de desconto em reservas de 7 ou mais diárias, pode sair mais barato reservar 7 dias do que 6.

5.      Prefira anfitriões com poucos anúncios

Com a popularização do Airbnb, a plataforma que começou sendo um local onde cada pessoa anunciava sua casa ou seu espaço extra, passou a concentrar boa parte do mercado de aluguéis por temporada nas cidades turísticas.

Hoje existem muitos anúncios gerenciados pela figura de um “administrador”, que coordena diversos imóveis simultaneamente. Há até mesmo perfis “institucionais” de imobiliárias. Em muitas cidades, especialmente onde o funcionamento do Airbnb ainda não foi regulamentado, estes podem ser a maioria.

Tais anunciantes com múltiplos imóveis agregam um fator de “impessoalidade” ao processo de reserva. Tendo diversos anúncios disponíveis, estes normalmente não estão abertos a negociar o valor da diária e muitos não costumam ter o mesmo cuidado com seus imóveis.

Nossas melhores experiências com o Airbnb ocorreram quando fizemos a reserva com anfitriões que só tinham um ou bem poucos anúncios cadastrados no site.

Ao clicar na foto e acessar o perfil do anfitrião você consegue ver a quantidade total de anúncios vinculados àquele perfil.

Para saber mais: Em Nova Orleans um estudo mostrou que apenas 10 anfitriões controlam 568 anúncios do Airbnb na cidade (11% do total).

6.      Negocie o valor da diária

Por mais que um viajante saiba como funciona o Airbnb, ele só tem o completo domínio da plataforma quando entende que os preços ali listados não são fixos como os de um hotel. Como estamos lidando (a princípio) com indivíduos e não com empresas, o valor da diária pode ser negociado de uma parte a outra, pelo sistema de mensagens da plataforma.

Sabendo que muitos anfitriões têm os anúncios como uma fonte de renda extra, alguns podem preferir alugar seu espaço a um preço mais baixo do que manter o imóvel fechado no período. No fim, a abordagem ainda que nem sempre tenha uma resposta positiva, o potencial de economia gerado pode fazer valer a tentativa.

Para ter sucesso na negociação, no entanto, é preciso ter muito cuidado na maneira de escrever, justificando o porquê da solicitação. No início, quando começamos a usar o Airbnb, nossas tentativas de conseguir um desconto nas diárias eram um desastre. Como não entendíamos a “arte” da negociação, os resultados que conseguíamos eram irrisórios.

Nossa realidade só mudou somente depois de termos lido o livro “Nômade Digital”, escrito pelo Vinícius, do Casal Partiu. Com ele aprendemos como funciona a negociação no Airbnb e só então passamos a conseguir descontos consideráveis (entre 40% e 50% do valor da diária) em nossas reservas.

7.      Como fazer pagamento parcelado no Airbnb

Se você prefere pagar seus gastos de viagem parcelados, o Airbnb pode ser uma solução mais prática de ser usado do que outros sites internacionais de hospedagem, pois oferece a opção de parcelamento.

Para agradar ao público brasileiro, o pagamento em parcelas está disponível para hóspedes do Brasil, mas é preciso seguir determinadas condições para habilitar esta função.

Destaca-se que isto é válido independente de para onde seja a viagem, mesmo em destinos internacionais!

Como só está habilitado a brasileiros, para ter a opção de parcelamento é necessário seguir três regras:

  • Em seu perfil o “Local onde mora” deve estar marcado “Brasil”.
  • Vá em “Idioma e Moeda” ao fim da página, e selecione “Reais”.
  • O parcelamento só é válido em reservas feitas pelo site via desktop. Ainda não está habilitado para uso no celular nem no aplicativo.

8.      Tenha um plano de comunicação com o anfitrião

Ao fazer uma reserva no Airbnb, o hóspede precisa receber do anfitrião todas as indicações de como será realizado o check-in. Ainda que você esteja absolutamente seguro de que tudo dará certo, como foi descrito, sempre existe algo que pode não sair como o imaginado. Assim, é recomendável que se tenha sempre um ou mais métodos de comunicação com o anfitrião no destino, especialmente para reservas internacionais.

Junto à confirmação da reserva, o Airbnb fornecerá os dados como email e telefone do proprietário, além da via de contato pelo aplicativo ficar sempre aberta. Logo, programe-se para na chegada ao destino ter uma linha telefônica e/ou sinal de internet em seu celular para poder manter a comunicação caso algo excepcional ocorra.

9.      Nunca cancele a reserva a pedido do anfitrião

O Airbnb penaliza os anfitriões quando estes fazem o cancelamento de uma reserva já confirmada. As punições incluem uma postagem automática nos comentários dos anúncios, explicitando o cancelamento e podem envolver a perda de status do site, como o rótulo de “Superhost” ou o direito de estar listado para “Viagens de negócios”, por exemplo.

Com isso, os anfitriões fazem de tudo para que não tenham que fazer um cancelamento, mas quando é inevitável, não há outra solução.

Porém, alguns se aproveitam da inexperiência dos usuários e, sabendo como funciona o Airbnb, solicitam que o cancelamento seja feito pelo hóspede. Não caia nessa. Se o cancelamento partiu do anfitrião é ele quem deve efetuá-lo.

Com a reserva desfeita pelo anfitrião, o hóspede recebe um bônus do Airbnb para conseguir reservar outro espaço anunciado no site. Caso o cancelamento seja feito pelo hóspede só uma parte do valor pago pela reserva será devolvido, dependendo da política de cancelamento adotada pelo anúncio em questão.

10. Use seus Cupons de Desconto

como usar o airbnb - cupom de desconto gif

Quem nunca experimentou o Airbnb pode fazer um cadastro usando este link ou clicando na imagem acima para receber um cupom de desconto em sua primeira reserva no site.

Caso já tenha um cadastro, acesse a área de convites do seu perfil para conseguir seu link personalizado. Você pode enviar seu cupom personalizado a outros amigos que ainda não saibam como usar o Airbnb e, após terem feito sua primeira viagem, você recebe mais créditos pela indicação.

*Todas as imagens publicadas acima são de propriedade do Airbnb.com e usadas sob licença de Conteúdo Editorial

Salve as dicas deste texto no Pinterest!

Como funciona o Airbnb para hóspedes (10 dicas para usar melhor). O que é o Airbnb. Vale a pena usar o Airbnb no Brasil? E pelo mundo? Reservar pelo Airbnb é confiável? Como se cadastrar para usar o Airbnb
10 Dicas para saber como usar melhor o Airbnb. Evite reservar com muita antecedência. Não filtre os anúncios pelo preço. Desabilite a reserva instantânea. Negocie o valor da diária. Use seus Cupons de Desconto

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
AIRBNB
Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe R$100 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

rbbv abbv

publicidade