Home » Destinos » Áustria » O que fazer em Viena: as 14 melhores atrações da cidade
Áustria

O que fazer em Viena: as 14 melhores atrações da cidade

O que fazer em Viena: O palácio schönbrunn a noite durante o festival de música clássica

Ao procurar o que fazer em Viena, a capital da Áustria, o visitante encontrará uma vasta lista de atrações de todos os tipos, de palácios lindíssimos a parques de diversões.

O maior destaque, porém, são os museus dedicados a artistas famosos e à ligação de Viena com a cena musical. Tendo sido a cidade que abrigou inúmeros compositores no século XVIII, Viena ainda é conhecida como a capital da música. Hoje, a capital austríaca apresenta além dos museus dedicados ao tema espetáculos diários.

Motivos para visitar Viena, de fato, não faltam. Mas se você está com alguma dificuldade para decidir o que fazer ou o que incluir no seu roteiro, acompanhe abaixo que selecionamos nossas melhores dicas para te ajudar na tarefa:

Veja também: Onde ficar em Viena, saiba quais os melhores bairros da cidade para ficar hospedado.

O que fazer em Viena: as 14 melhores atrações da cidade

Ao listar o que fazer em Viena, o viajante logo verá que a cidade possui suas atrações muito bem definidas.

Além disso, em 2019 a cidade foi nomeada a melhor cidade para viver no mundo, pelo jornal Independent. E realmente, a cidade é muito tranqüila e com uma qualidade de vida bem alta.

Para visitar as principais são necessários de 2 a 4 dias na cidade, conforme nosso roteiro sugerido.

o que fazer em viena: um dos corredores do palácio belvedere, todo em vidro e bem moderno
Um dos modernos corredores do Belvedere

Nós passamos 3 semanas na cidade explorando todos os seus cantos para selecionar o que há de melhor por lá e gostamos bastante.

No nosso caso, nós usamos o metrô e caminhamos por todos os lugares que dava para ir a pé. Mas para quem tem os dias contados, pode ser interessante adquirir o Vienna Pass, que além de incluir os ingressos dos museus sem filas, também conta com as passagens nos transportes públicos da cidade e nos ônibus hop on/hop off.

Para quem tiver interesse em conhecer a cidade com guias locais, em inglês ou espanhol, e de graça, é só escolher dentre os tours diurnos ou noturnos. Viena é linda tanto de dia quanto de noite!

Leia mais: Vale a pena comprar o Vienna Pass para economizar?

Para saber o que fazer em Viena é só seguir nossa listinha abaixo:

  1. Stephanplatz
  2. Hofburg
  3. MuseumsQuartier
  4. Palácio Belvedere
  5. Palácio Schönbrunn
  6. Donaukanal
  7. Galeria Albertina
  8. Naschmarket
  9. Opera de Viena
  10. Secession
  11. Freud Museum
  12. Mozarthaus
  13. Haus der Musik
  14. Prater

1.      Stephanplatz e a Catedral de Santo Estevão

O coração de Viena fica na Stephanplatz, ou em português, Praça de Santo Estevão, onde está a catedral de mesmo nome.

A Catedral de Santo Estevão em Viena em um dia ensolarado

A Catedral de Santo Estevão é uma das mais altas do mundo e foi construída no século XII. É um dos maiores ícones da cidade de Viena, pois seu telhado é adornado de telhas coloridas, que enfeitam o antigo edifício gótico.

A igreja é enorme e repleta de vitrais coloridos. Ali, em seu interior, foram enterrados grandes nomes da família Habsburgo, a realeza austríaca. Foi também nesta igreja que Mozart se casou. Historicamente é um ponto turístico imperdível.

A construção sobreviveu a inúmeras guerras, incluindo a Segunda Guerra Mundial. Durante este período seu telhado colapsou durante um incêndio nas proximidades, mas a edificação se manteve.

Na praça se encontra uma das estações de metrô mais famosas da cidade, Stephanplatz.  Você naturalmente passará por ali em suas andanças pela cidade. Aproveite um momento e observe que em seu subterrâneo é possível ver as ruínas de uma capela fúnebre do século XIII.

2.      Hofburg

Hofburg foi o enorme e magnífico palácio dos Habsburgo, a família imperial austríaca. Hoje, ali vive o presidente da república. Parte do palácio, que possui 1400 aposentos, é aberto ao público no que é um dos principais pontos turísticos de Viena.

o hofburg, um dos palácios mais importantes de Viena, visto de baixo pra cima

No conjunto arquitetônico do Hofburg funcionam uma série de museus:

  • O Museu Sisi
  • Os apartamentos reais (Kaiserappartements)
  • A coleção de pratarias (Silberkammer)
  • E a Escola Espanhola de Equitação

O Museu Sisi conta a história da imperatriz de mesmo nome, cujo destino foi trágico. Vários de seus aposentos estão intactos e peças de vestimenta da imperatriz, que possuía muito bom gosto, estão preservados. O museu é interessantíssimo e vale a visita.

Os apartamentos reais foram onde a família imperial morou. Lá estão os móveis originais dispostos nos mesmos locais, com salões cheios de pompa para diferentes ocasiões. Foi ali onde viveu o grande imperador austríaco Franz Josef, e de onde Hitler fez o discurso de anexação da Áustria à Alemanha nazista.

Junto aos museus imperiais fica a sala dos tesouros e pratarias, que contém inúmeros artefatos de pedras nobres pertencentes aos Habsburgo.

Por último, no Hofburg é onde fica também a Escola Espanhola de Equitação, uma das mais antigas do mundo, que treinava cavalos de uma raça proveniente da Espanha. Hoje ainda é possível atender a apresentações no local. A escola e a apresentação eqüestre são hoje tidas como patrimônios imateriais pela UNESCO.

3.      Maria-Theresien-Platz e MuseumsQuartier

a maria-thereisen-platz, com seus famosos prédios

A Maria-Theresien-Platz é uma linda praça cheia de verde em homenagem a imperatriz Maria Teresa. Em seu perímetro e arredores estão localizados diversos museus, entre os mais importantes de Viena:

  • O Museu de História Natural (Naturhistorisches Museum)
  • O Museu de História da Arte (Kuntshistorisches Museum)
  • A MuseumsQuartier

O museu de história natural não difere muito de vários outros do tipo existentes no mundo. Os materiais e animais expostos são semelhantes aos que podem ser encontrados em museus similares em grandes cidades.

Já o Museu de história da arte possui várias obras de arte de artistas consagrados. O teto da escadaria do museu foi pintado por Gustav Klimt, o famoso pintor austríaco.

Ao final da praça, mas em outro espaço, fica a MuseumsQuartier. A praça atual está localizada onde eram os antigos estábulos reais. Hoje o conjunto comporta museus com importantes coleções de arte moderna e contemporânea, como o Leopold Museum e o Mumok.

o museumsquartier, em Viena, de noite, cheio de pessoas sentadas na frente dos museus

Além disso, a MuseumsQuartier é um ponto muito badalado durante a noite austríaca (por noite austríaca pense que as coisas funcionam somente até as 22 horas). Há vários restaurantes legais no entorno, e muitas espreguiçadeiras para quem quiser descansar depois de um longo dia turistando.

4.      Palácio Belvedere

o palácio belvedere, um dos mais bonitos de viena, em um dia ensolarado

O Palácio Belvedere é um conjunto formado por duas edificações em estilo barroco. São denominados “Belvedere Superior” e “Belvedere Inferior”. Além destes, a visita ao complexo ainda conta com a estufa onde eram cultivadas laranjas e os estábulos.

Os dois edifícios barrocos são ligados por um enorme jardim em estilo francês, com padrões desenhados nos canteiros, arbustos tosados em topiária, várias fontes e escadarias. Muitíssimo bonito!

O palácio foi construído no século XVIII pelo príncipe francês Eugênio de Saboia. Depois foi vendido à imperatriz Maria Teresa de Habsburgo.

Desde o período da Primeira Guerra Mundial o Belvedere foi convertido em um museu. Hoje abriga grande parte das pinturas de Gustav Klimt, como o famoso O Beijo, em exposição no Belvedere Superior, que é uma das maiores obras de arte da Europa Ocidental.

5.      Palácio Schönbrunn

O Schönbrunn é a melhor atração de Viena e um dos principais monumentos da Áustria. O antigo palácio de verão dos Habsburgo hoje é um dos melhores museus da região, muito bem organizado e inesgotável em atrações.

Ali também ocorre o concerto de música clássica mais famoso de Viena, em 3 de suas salas mais deslumbrantes, onde já tocaram nomes como Mozart e Salieri.

E para quem preferir se sentir parte da realeza austríaca, o concerto ainda pode contar com um jantar de 3 pratos no restaurante do palácio.

o palácio schönbrunn visto de cima, com seus jardins

Note que uma visita ao palácio irá tomar grande parte do seu dia, então reserve bastante tempo para percorrê-lo com calma.

O Palácio Schönbrunn foi construído no século XVII, mas extremamente danificado pela invasão turca na cidade. Foi reconstruído no século seguinte a mando da imperatriz Maria Teresa e nele viveram várias gerações dos Habsburgo, que ali passavam o verão.

O palácio conta com os aposentos reais, muito bonitos e riquíssimos em história, que valem muito o ingresso. Foi o tour que mais gostei na cidade.

Além disso, o terreno do palácio é simplesmente gigantesco. Quando você acha que já viu tudo, aparece outra coisa para visitar. Espere se perder em labirintos super divertidos, andar por campos de rosas no verão e primavera, passear por jardins de árvores frutíferas, subir colinas e avistar o palácio inteiro do topo do lindo Gloriette, um edifício que coroa o lugar.

6.      Donaukanal

o donaukanal, nas margens do rio em viena

As margens do Donaukanal, um canal no rio Danúbio, podem não ser os lugares mais atraentes durante o dia, mas durante a noite é ali que as pessoas se reúnem em Viena para se diviertir.

Lá estão localizados vários restaurantes e bares que ficam cheios de pessoas de todas as idades, principalmente durante o verão, bebendo na beira do rio.

Um ótimo lugar para beber e curtir a noite vienense. Caso queira comer, lembre-se que em Viena as cozinhas só funcionam até as 22 horas.

7.      Galeria Albertina

um homem olhando um quadro imenso na galeria albertina em viena

Na Galeria Albertina ficam inúmeras coleções valiosíssimas de artes gráficas da atualidade. O museu funciona no edifício do antigo Palácio Tarouca e o início de sua coleção foi um presente de um conde italiano a um governador austríaco da Hungria (durante o Império Áustro-Húngaro), em prol de educar a sua população.

A partir de então o palácio e a coleção só cresceram.

A galeria é em estilo neoclássico, num edifico lindo que recebeu toques contemporâneos depois de ter sido quase destruído durante a Segunda Guerra Mundial.

8.      Naschmarket

O Naschmarket é o mercado mais antigo de Viena, funcionando desde o século XVI.

o naschmarket em viena, com pessoas caminhando em meio a barraquinhas na rua

Inicialmente ali eram vendidas garrafas de leite e depois frutas e verduras. Hoje pode ser encontrado de tudo, de suvenires até bancas de comidas e restaurantes de todo tipo.

O mercado é a céu aberto, com alguns restaurantes com espaço interno, caso chova. E são muitas barraquinhas, que vão desde a estação de metrô Kettenbrückengasse até a estação Karlsplatz.

Um lugar que encanta tanto os turistas, por também ser um dos mais baratos em Viena para comer; quanto os locais, que vão até lá comprar produtos frescos para cozinhar.

Funciona de segunda a sábado.

9.      Ópera de Viena

A Ópera Estatal de Viena é provavelmente a casa de óperas mais famosa do mundo.  Abriga uma das maiores companhias de óperas da atualidade, realizando cerca de 200 espetáculos por ano.

a ópera de viena vista de baixo para cima

A Ópera funciona desde o século XIX, quando o prédio foi construído. Foi bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial e reconstruída logo em seguida, 10 anos depois.

Atualmente os espetáculos não param e são um programa imperdível caso o turista tenha tempo e se interesse pelo assunto. Mas quem não quer assistir uma ópera de Mozart apresentada em Viena?

Existem ingressos para todos os tipos de público, começando por valores bem baixos.

10.  Secession

Secession é o museu existente no local onde ocorreu o movimento de Secession vienense. Como comparação, foi algo equivalente a Semana de Arte de 1922 aqui no Brasil.

Naquele momento, os artistas vanguardistas, cansados das regras e das imposições da arte acadêmica, romperam com o sistema e realizaram uma feira de arte moderna. Além das obras, o próprio edifício do Secession foi concebido como um tipo de arte de manifesto também.

Como reflexo do movimento que o gerou, o prédio abriga inúmeras obras de artistas modernistas muito importantes.

Sua imagem foi escolhida para enfeitar a moeda de euro austríaca.

11. Sigmund Freud Museum

O museu de Freud em Viena é organizado no lugar onde o pai da psicanálise começou a escrever sobre o assunto. A casa também era o local que ele usava para consultar seus pacientes.

os cartões de visita de freud no sigmund freud museum

Durante o nazismo, porém, Freud teve que fugir com sua família para Londres, pois eram judeus. Por tal ocasião, a maioria dos móveis da casa foi transportada para a Inglaterra. A casa em Viena foi tomada pelos nazistas e deteriorada durante os anos.

Na década de 1970, a filha de Freud doou alguns móveis que estavam em Londres, a casa de Viena foi convertida em museu e inaugurada ao público.

Em comparação com o Freud Museum em Londres, o de Viena se mantém bastante desfalcado, por não possuir boa parte das peças originais. A visita vale especialmente para estudiosos, por ter sido ali que surgiram os primeiros escritos e por possuir a maior biblioteca sobre psicanálise da Europa.

12. Mozarthaus

A Mozarthaus é uma das casas em que Mozart, o maior compositor austríaco, viveu.

a mozarthaus, com sua entrada em forma de arco

Ocupando vários andares, o museu conta com uma exposição bem moderna, com pedaços de músicas, imagens de objetos e definições bem feitas de cada cômodo. Ainda assim a visita deixa um pouco a desejar.

Por Mozart já ter morado em outros lugares antes e depois do tempo em que passou na atual Mozarthaus, a casa não é tão relevante assim em sua história.

Aliado a isso, outras pessoas viveram no apartamento por anos após a saída do compositor. Isto fez com que os cômodos já não sejam como naquela época. E isto faz com que os pesquisadores também não tenham muita precisão do que acontecia ali de fato na época em que Mozart era o ocupante da casa.

A única coisa certa é que Mozart morou ali, naquele espaço.

13. Haus der Musik

a fachada da haus der musik

A Haus der Musik, ou Casa da Música, é o primeiro museu sobre o tema na Áustria, uma cidade tão ligada ao tema.

O espaço é imenso e interativo, com várias atrações ótimas para adultos e crianças. Para os menores, especialmente, eles participam e criam, além de aprender sobre diferentes instrumentos e estilos musicais.

Além disso, a exposição retrata a evolução da música de forma bem completa, abordando todos os períodos da história humana.

14. Prater

O Prater é o parque de diversões mais antigo do mundo, funcionando desde 1766.

o prater com sua roda gigante ao fundo, entre árvores e um gramado

Claro que os brinquedos, em sua maioria, já não são mais os mesmos daquela época. Mas o destaque é justamente para a roda gigante, que continua da mesma forma. Sua imagem icônica figura em vários filmes, como Antes do Amanhecer. Lá do alto é possível ver toda Viena.

O Prater é imenso e agrega vários brinquedos para todas as idades e gostos. A entrada ao parque é gratuita, os preços variam conforme cada atração.

Salve estas dicas de Viena no Pinterest!

Ao procurar o que fazer em Viena, conheça todas as atrações da cidade, desde as mais conhecidas às mais alternativas, e planeje sua viagem para a capital da Áustria com toda tranquilidade e organização.
Todas as dicas do que fazer em Viena, com todas as atrações da cidade listada para facilitar seu planejamento de viagem à capital da Áustria.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGEM AÉREA

Use o Kayak para descobrir qual empresa tem as passagens aéreas mais baratas para sua viagem.

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

AIRBNB

Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

2 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
rbbv abbv
Banner Seguros Promo

publicidade

hospedado por infinite cloud computing