facebook pixel
Home » Brasil » O que fazer no Recife, Pernambuco: Top 20 Pontos Turísticos
Brasil

O que fazer no Recife, Pernambuco: Top 20 Pontos Turísticos

O que fazer no Recife: A Praia da Boa Viagem vista de cima do mar, cheia de prédios altos na orla

Encontrar o que fazer no Recife não é difícil. A cidade tem lugares para visitar que se adaptam bem ao roteiro de todos os turistas. O Recife tem pontos turísticos para o viajante independente, para quem viaja em casal ou mesmo para quem vai levar a família inteira.

Por ser cortada pelos rios Capibaribe e Beberibe, o Recife recebeu o apelido de “Veneza brasileira”. A capital de Pernambuco cativa os turistas por suas paisagens, pela mistura do antigo e do moderno, além de movimentos culturais que só estando lá para desfrutar de verdade.

Ao listar os melhores lugares para visitar no Recife durante uma viagem a Pernambuco, o turista vai se deparar com muita história, contada através da arquitetura, das ruas e da cultura da cidade.

20 Dicas de Lugares para conhecer no Recife

O que fazer em Recife: Várias celebridades na Embaixada dos Bonecos Gigantes
A Embaixada dos Bonecos Gigantes | Foto: Sol Puquério/PCR

A cidade do Recife foi fundada em 1537. A capital de Pernambuco é uma das cidades mais antigas do Brasil.

De seu início como colônia portuguesa, passando desde os tempos áureos dos engenhos de açúcar e pelo status de capital da invasão holandesa, até ser palco de várias revoluções, o Recife tem história pulsante que pode ser observada com intensidade em seus principais pontos turísticos.

Os lugares mais significativos para o turista conhecer no Recife são:

  1. Marco Zero
  2. Rua do Bom Jesus
  3. Sinagoga Kahal Zur Israel
  4. Embaixada dos Bonecos Gigantes
  5. Paço do Frevo
  6. Centro de Artesanato de Pernambuco
  7. Parque de Esculturas Francisco Brennand
  8. Museu Cais do Sertão
  9. Memorial Luiz Gonzaga
  10. Igreja da Madre de Deus
  11. Capela Dourada
  12. Paço da Alfândega
  13. Passeio de barco pelo rio Capibaribe
  14. Forte das Cinco Pontas
  15. Praia da Boa Viagem
  16. Olinda
  17. Instituto Ricardo Brennand
  18. Fundação Gilberto Freyre
  19. Ilha de Itamaracá
  20. Igarassu

1. Marco Zero

O que fazer em Recife: A Praça do Marco Zero
A Praça do Marco Zero

A Praça Rio Branco fica no Recife Antigo e é um dos pontos turísticos mais famosos da capital pernambucana. O lugar é, no entanto, mais conhecido por outro nome: Marco Zero.

Com um rosa dos ventos bem ao centro, o Marco Zero estabelece o ponto de partida para todas as medidas de distância no Recife.

Da praça o turista consegue ver lugares como: o estuário do Porto do Recife, uma série de edifícios clássicos, além de ter o Parque das Esculturas no horizonte o que por si só, certamente, já faz valer a visita.

Para o turista recém-chegado, o Marco Zero é um ótimo lugar para começar o seu roteiro pelo Recife.

2. Rua do Bom Jesus

A Rua do Bom Jesus cheia de prédios coloridos, com o céu azul e algumas nuvens
Foto de Victor Cayke no Pexels

A Rua do Bom Jesus foi eleita pela revista americana Architectural Digest uma das mais bonitas do mundo por suas cores e vegetação planejada.

Esta rua é considerada uma das mais antigas do Recife. Em outros tempos, o lugar foi conhecido como “Rua dos Judeus”, em referência à sua ocupação majoritariamente por famílias e comércio judaicos no século XVI, durante a ocupação holandesa, e por ser o local onde fica a Sinagoga Kahal Zur Israel.

3. Sinagoga Kahal Zur Israel

O interior da sinagoga mais antiga das Américas

Um dos grandes pontos turísticos da Recife Antigo, a Sinagoga Kahal Zur Israel é considerada a primeira sinagoga das Américas. O edifício religioso foi inaugurado em 1637 e funcionou neste local até o fim da dominação holandesa no Recife, em 1654.

Com a rendição dos holandeses, os judeus foram obrigados a sair do país e, do Recife foram para a colônia de Nova Amsterdã, hoje Nova York. Quem conhece Nova York, sabe que grande parte da cidade ser o que é hoje se deve à influência judaica.

Atualmente, os visitantes podem conhecer o espaço da antiga Sinagoga que abriga o museu e Centro Cultural Judaico de Pernambuco. Na visita ao Centro Cultural Judaico, vale destacar a fachada do edifício, datada do século XIX, que segue preservada como forma de marcar a história da cidade.

4. Embaixada dos Bonecos Gigantes

O interior da embaixada, com a exposição dos bonecos gigantes, cheia de bonecos de celebridades
Muitas celebridades retratadas | Foto: Sol Puquério/PCR

A Embaixada dos Bonecos Gigantes é um museu e também uma homenagem a uma das maiores tradições do Carnaval Recife-Olinda. O espaço é mais um dos pontos turísticos do Recife Antigo localizados na Rua do Bom Jesus.

Neste local estão expostas figuras emblemáticas do Brasil e do mundo em formato de bonecos de cerca de 4 metros de altura. As obras do museu ganham destaque principalmente durante a época carnavalesca.

Durante a visita à Embaixada. a tradição e o processo de confecção são explicados por guias turísticos da região. Para fazer a visita, os ingressos podem ser adquiridos no local.

5. Paço do Frevo

O interior do Paço do Frevo todo vermelho com muitos objetos expostos
O lindo espaço de exposição | Foto: Sol Puquério/PCR

No Paço do Frevo o visitante pode conhecer mais sobre esse ritmo e dança que são únicos e embalam todo o Recife. O espaço fica na Praça do Arsenal da Marinha e, além da exposição, também oferece aulas de dança.

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, segundo a UNESCO, o frevo tem grande importância na história do povo pernambucano.

Ao organizar seu roteiro pela cidade, incluir o Paço do Frevo em sua lista do que fazer no Recife é indispensável.

6. Centro de Artesanato de Pernambuco

De cara para o Marco Zero, o Centro de Artesanato de Pernambuco é um espaço que reúne peças de artesãos de todo o estado. O Centro é o lugar perfeito para conhecer melhor as expressões de arte pernambucanas, desde o sertão até o litoral.

Incluir o Centro de Artesanato em seu roteiro é perfeito para que faz questão de levar lembrancinhas de viagem ou comprar peças de decoração incríveis para sua casa.

7. Parque de Esculturas Francisco Brennand

O Parque de Esculturas Francisco Brennand visto do mar
A linda Torre de Cristal em meio ao mar, no Recife Antigo| Foto: Sol Puquério/PCR

Ver o Parque das Esculturas a partir do Marco Zero já é impressionante, mas de perto, o lugar é ainda mais encantador.

O Parque é uma área ocupada por, ao todo, 90 esculturas do artista plástico Francisco Brennand. A principal obra é a Torre de Cristal, feita de argila e bronze, que ergue-se a 32 metros de altura.

Para visitar o Parque das Esculturas basta subir a bordo de uma das embarcações que saem do píer no Marco Zero.

8. Museu Cais do Sertão

O interior do Cais do Sertão cheio de objetos expostos
Os enormes espaços do museu Cais do Sertão | Foto: Sol Puquério/PCR

O Museu Cais do Sertão foi criado com o objetivo de reunir a arte do mestre do Baião, homenageando a obra de Luiz Gonzaga.

Mas, mais que isso, o museu se inspira no sertão, seus formatos, biodiversidade e cultura, trazendo a região mais para perto do mar.

Durante a visita vale a pena conhecer também o cobogó gigante, elemento característico da arquitetura pernambucana.

9. Memorial Luiz Gonzaga

O interior do Memorial Luiz Gonzaga
O melhor lugar para conhecer a vida do Rei do Baião | Foto: Sol Puquério/PCR

O Memorial Luiz Gonzaga fica no Pátio de São Pedro, bairro de São José, e é outro dos pontos turísticos do Recife que celebra a vida e a obra do Rei do Baião.

Além de ser aberto para exposição de peças de acervo com fotos, vídeos, instrumentos e vídeos, o memorial é um lugar que serve de espaço para educação e pesquisa na cidade.

10. Igreja Madre de Deus

A fachada da Igreja Madre de Deus
A fachada barroca da Igreja Madre de Deus | Foto: Sol Puquério/PCR

A tricentenária Igreja Madre de Deus é um dos destaques da arquitetura religiosa do Recife.

A arte barroca está por todo lugar na cidade, principalmente em suas dezenas de igrejas, construídas nos séculos XVII e XVIII. A Igreja Madre de Deus é um dos mais belos exemplos.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a igreja possui duas torres e o corpo central feitos em pedra, e sua impressionante decoração no estilo rococó, em dourado, pede uma visita.

11. Capela Dourada

O interior da Capela Dourada, lindíssima
A lindíssima e pouco conhecida Capela Dourada | Foto: Sol Puquério/PCR

A Capela Dourada fica localizada no complexo da Igreja e Convento de Santo Antônio, onde também está situado o Museu de Arte Sacra. Seu nome é a denominação popular do lugar que é oficialmente denominado como Capela dos Noviços da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

Esta capela foi o primeiro edifício brasileiro a ser decorado em estilo barroco.

Fundada em 1696, o lugar se destaca entre as obras arquitetônicas do Recife por mostrar ao visitante exatamente o que o nome promete. A decoração antiga da capela, muito rica, exibia uma imensa quantidade de ouro cobrindo a madeira entalhada por toda sua extensão, do piso ao teto.

12. Paço Alfândega

A fachada do prédio do Paço Alfândega
Foto: Sol Puquério/PCR

Hoje um moderno centro de compras, o Paço Alfândega foi, como se pode imaginar, sede da antiga Alfândega de Pernambuco no século XIX. Antes ainda, este lugar também já serviu de sede de um convento ligado à Igreja Madre de Deus, no século anterior.

O belo edifício oferece conforto aos turistas e uma estonteante visão do Recife através do seu terraço. Da cobertura do Paço se vê o Rio Capibaribe e a Ponte Maurício de Nassau.

13. Passeio de barco pelo rio Capibaribe

O Rio Capibaribe no pôr do sol
Nada como ir assistir ao pôr do sol no Rio Capibaribe | Foto: Sol Puquério/PCR

Fazer um passeio de barco é uma das melhores formas de ver o Recife Antigo.

Durante a viagem é possível conhecer a história do Recife, ver seus prédios coloniais à beira do rio e aproveitar uma paisagem única. Afinal, um barco é o modo mais interessante de conhecer a “Veneza Brasileira”.

Eu particularmente adoro passeios de barco. Sempre que a cidade tem esse tour a oferecer, eu tento acrescentá-lo no meu roteiro.

No Recife o passeio é feito em um catamarã e tem duração de aproximadamente uma hora.

14. Forte das Cinco Pontas

O Forte da Cinco Pontas, que na verdade tem 4, visto de cima
O Forte das 5 Pontas, que na verdade tem 4 | Foto: Sol Puquério/PCR

O projeto holandês original do Forte das Cinco Pontas está, hoje em dia, um pouco diferente, como é possível ver na foto acima. As cinco pontas foram reduzidas a apenas quatro desde a sua reconstrução pelos portugueses no século XVII.

A fortaleza também não tem mais a função de defender o Recife ou servir de prisão como imaginado inicialmente. No edifício agora funciona o Museu da Cidade do Recife e vale a pena ser incluído em seu roteiro pela capital de Pernambuco.

15. Praia de Boa Viagem

A Praia da Boa Viagem cheia de cadeiras de praia e guarda sol
O incrível colorido de um dia ensolarado na Praia da Boa Viagem | Foto: Sol Puquério/PCR

A Praia de Boa Viagem é uma das mais belas praias de Pernambuco e a principal do Recife. A praia costuma ser o primeiro item a ser riscado da lista do que fazer no Recife, pois costuma hospedar a maior parte dos turistas que visitam a capital pernambucana.

Pela infraestrutura que oferece aos visitantes, o bairro da Boa Viagem é sem dúvidas o melhor lugar para se hospedar no Recife. A enorme quantidade de hotéis e hospedagens alternativas que oferece é um de seus grandes atrativos.

Mas vale o aviso: para visitar a Praia de Boa Viagem é preciso estar atento às marés. Evite entrar na água em períodos de alta na maré ou em dias após chuvas intensas.

Para curtir a praia de Boa Viagem sem riscos, prefira os momentos de maré baixa, quando se formam piscinas naturais em toda a orla, deixando os banhistas protegidos pelos recifes.

No Recife e, em especial na Praia de Boa Viagem, é muito importante seguir estas determinações e não avançar sobre estas barreiras, pois, como se sabe, é comum ter ataques de tubarão, que vão para lá por gostar da água morna da praia.

16. Olinda

Olinda, cidade-irmã do Recife, é um lugar cheio de história, e de ladeiras. A cidade fica a apenas 6 km da capital pernambucana e é sede de um dos carnavais mais famosos do mundo.

Mas, além disso, Olinda deve ser incluída em um roteiro de viagem pela Recife por ter igrejas e conventos centenários (como o Convento de São Francisco, por exemplo) que contam a história do Brasil Colonial. Outros destaques da cidade são seus fortes e mansões no centro histórico, apontados como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Ao procurar o que fazer no Recife, na cidade de Olinda o visitante tem o lugar certo para encontrar arte, música e a cozinha típica nordestina.

17. Instituto Ricardo Brennand

O Instituto Ricardo Brennand visto do jardim
Foto: Sol Puquério/PCR

O Instituto Ricardo Brennand fica no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife. O espaço ganhou destaque internacional por ter sido eleito pelo TripAdvisor em 2015 o melhor museu da América do Sul.

O edifício com aparência que lembra um castelo abriga um museu de arte que guarda a maior coleção mundial das obras de Frans Post. O pintor e paisagista holandês foi o responsável pelos primeiros registros da paisagem brasileira e das Américas.

O acervo do Instituto Ricardo Brennand também inclui armaduras medievais e uma imensa coleção de armas brancas. Para conhecer o instituto, os ingressos podem ser comprados no site ou no local.

18. Fundação Gilberto Freyre

A fachada do Fundação Gilberto Freyre no meio das árvores
A fachada colorida da Fundação Gilberto Freyre | Foto: Sol Puquério/PCR

A Fundação Gilberto Freyre também é chamada de Casa-Museu Magdalena e Gilberto Freyre. O museu funciona no casarão do século XIX de estilo colonial onde viveu o sociólogo Gilberto Freyre.

O espaço conserva a organização deixada pelo escritor, incluindo objetos pessoais, móveis e peças e arte antigos. O museu também abriga uma pinacoteca com obras de vários artistas, incluindo Freyre.

A casa também é cercada pelo Sítio Ecológico da Fundação, com fauna e flora local.

19. Ilha de Itamaracá

A Ilha de Itamaracá fica a aproximadamente 30km do Recife e é famosa por suas praias, como a Praia do Sossego. Outro destaque local são as construções históricas como o Forte Orange, construído pelos holandeses, e que serve hoje como museu.

A ilha é uma excelente dica de passeio para quem quer conhecer mais praias do litoral pernambucano, além do Recife. Afinal, não é só a capital que mistura história, cultura e paisagens inacreditáveis.

20. Igarassu

Para estender um pouco mais seu dia na região, experimente incluir também um passeio de barco entre a ilha de Itamaracá e Igarassu. A cidade vizinha também tem seus belos pontos turísticos, como a praia de Mangue Seco e a ilhota da Coroa do Avião.

Igarassu também atrai visitantes por conta de seu sítio histórico e pela a Igreja Matriz dos Santos Cosme e Damião, considerada a mais antiga do Brasil.

Qual a melhor forma de visitar o Recife?

Chegar aos principais pontos turísticos de Recife pode ser um pouco cansativo. Como toda metrópole, o trânsito da cidade é pesado. Mesmo assim, a capital pernambucana dispõe de serviço de ônibus, metrôs, táxis, e aplicativos de carona, o que deixa a tarefa mais fácil para o visitante se deslocar de um lugar ao outro.

Além disso, como boa parte dos pontos turísticos do Recife está concentrada no Recife Antigo e adjacências, não é difícil conseguir ver bastante da cidade a pé.

Salve estas dicas do Recife no Pinterest!

O que fazer em Recife, as melhores dicas e atrações distribuídas pela cidade e alguns passeios em ilhas no entorno.
Na hora de saber o que fazer em Recife, tenha em mãos nossas dicas que abordam: Marco Zero, Rua do Bom Jesus, Sinagoga Kahal Zur Israel, Embaixada dos Bonecos Gigantes, Paço do Frevo, entre outros
 

Agradecemos gentilmente ao Visit Recife por ter nos cedido grande parte das fotos, que são de autoria de Sol Puquério/PCR

Tem alguma dúvida? Veja mais dicas no Instagram @vidaciganablog

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

4 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv