Home » Destinos » Estados Unidos » Onde ficar em Nova York: 10 Melhores Bairros em Manhattan e dicas de hotéis baratos
Estados Unidos

Onde ficar em Nova York: 10 Melhores Bairros em Manhattan e dicas de hotéis baratos

Onde ficar em Nova York: O interior do incrível The Vessel

Quem está planejando uma viagem, mas não sabe onde ficar em Nova York, percebe bem rápido que as opções não são poucas.

Mas a pesquisa logo deixa evidente também que é muito difícil encontrar hospedagens baratas na cidade. E isto é um problema enorme para quem pensa em viajar gastando pouco.

Por isso, sabendo que encontrar uma hospedagem em Nova York que ofereça o melhor custo-benefício não é uma tarefa fácil, organizamos abaixo um guia com todos os detalhes para quem quer conhecer a cidade sem ter que gastar além do planejado.

Aqui estão os melhores bairros, seja dentro ou fora de Manhattan. E dicas de hotéis em NY para que você consiga fazer uma escolha bacana, independente do seu perfil, se mais econômico ou se viaja sem restrições no orçamento.

Leia mais: Veja nossas dicas do que fazer em Nova York. Assim você já vai poder montar seu roteiro e organizar sua viagem antes de ir para lá.

Onde ficar em Nova York: Dicas para pagar mais barato na hospedagem!

Não há porque ter dúvidas, os bairros de Manhattan são sempre a melhor opção para quem não sabe onde ficar em Nova York.

Ficar em Manhattan, pela localização e abundância de transporte público, é o mais prático ao se considerar o planejamento da viagem. Mas é bom frisar que esta não será a opção mais barata para os turistas. E mesmo que você encontre um lugar mais econômico, terá que abrir mão de alguma comodidade, como espaço, conforto ou segurança.

Onde ficar em Nova York: os prédios do Financial District vistos do High Line

Logo, para nós, em uma lista dos melhores bairros de Nova York para se hospedar, a maioria vai estar localizado em Manhattan. Ficar na ilha é sempre nossa primeira opção ao procurar onde ficar em Nova York.

Eu, por exemplo, adoro os bairros residenciais que ficam entre o Financial District e Midtown. É um pedaço da cidade que tem um perfil de edifícios mais baixos e é menos movimentada que o centro da ilha. Caso caiba no seu orçamento, acredito que os bairros dessa área são a melhor recomendação.

Por ali, você pode experimentar, por exemplo, o Hampton Inn ou o Holiday Inn Manhattan, que são duas opções acessíveis considerando o padrão da região.

Mas vai do gosto do viajante, afinal, há turistas que preferem ficar em áreas afastadas em troca da economia proporcionada. E nós também já fizemos isso.

Em uma de nossas viagens a NY, ficamos hospedados em Bushwick, no Brooklyn, que não é uma área normalmente frequentada pelos turistas. Mas preferimos pagar um quarto mais confortável (ficamos no Bklyn House New York), mesmo sabendo que a localização não era das melhores, para não estourar o orçamento de viagem.

É uma escolha que torna a viagem muito mais cansativa pelo tempo gasto diariamente no deslocamento entre o hotel e os pontos turísticos, mas em Nova York muitas vezes o dinheiro (ou a falta dele) fala mais alto.

Os 10 melhores bairros para ficar hospedado em Nova York

Com tantas opções de hospedagem espalhadas pela cidade, é difícil escolher onde ficar em Nova York sem ficar um pouco perdido de início.

Onde ficar em Nova York: A Rockfeller Center

Para facilitar a tarefa, elaboramos uma lista com os melhores bairros para ficar hospedado em NY. Nela incluímos tanto as regiões de Manhattan, que são as mais usuais aos turistas, como bairros localizados em partes mais distantes da cidade para quem faz questão ficar hospedado gastando bem pouco.

Logo, para deixar claro: em Manhattan estão as hospedagens voltadas a quem procura melhor localização e conforto, independente do preço. Já nos demais bairros da cidade as recomendações são feitas para quem faz questão de pagar mais barato mesmo sabendo que a viagem será um pouco prejudicada por conta da localização.

Veja a lista completa de hotéis disponíveis em Manhattan.

Assim, nossa lista inicial das melhores áreas e bairros para ficar hospedado em Nova York considera apenas os bairros de Manhattan:

  1. Times Square
  2. Hell’s Kitchen
  3. Midtown East
  4. Chelsea e Meatpacking District
  5. Greenwich Village
  6. Soho
  7. Tribeca
  8. East Village
  9. Lower East Side
  10. Upper West Side

Estas são as regiões que ficam mais próximas dos principais pontos turísticos de NYC e as mais recomendadas para buscar sua hospedagem, independente de quantas vezes você já tenha visitado a cidade.

E 6 bairros fora de Manhattan

Fora de Manhattan, em áreas mais distantes da parte turística da cidade, o turista encontra opções mais econômicas. Mas é preciso ter consciência de que escolher ficar em um destes bairros mais afastados prejudica a dinâmica de sua viagem devido ao tempo gasto com os constantes deslocamentos.

Sabendo disso, para quem quer escolher onde da pra ficar gastando pouco, temos algumas opções, cada uma com suas peculiaridades:

  1. Long Island City (Queens)
  2. Astoria (Queens)
  3. Brooklyn Heights (Brooklyn)
  4. Williamsburg (Brooklyn)
  5. Bushwick (Brooklyn)
  6. Jersey City (Nova Jersey)

1. Times Square e o Theater District

Ficar hospedado na área da Times Square é como dormir em pleno cartão postal de Nova York. A região é repleta de ofertas de hotéis e se você não liga para ficar num pedaço extremamente turístico da cidade, não precisa estender sua busca a nenhum outro bairro, porque esse é o seu lugar.

A Times Square é bem isso: aquela “correria” que vemos muito no cinema, telões gigantes, espetáculos da Broadway e um mar de gente pra todo lado.

Onde ficar em Nova York: a Times Square

Além disso, é a área com maior número de hotéis, com ofertas para quase todos os bolsos. Grande parte dispõe de diárias relativamente altas para o padrão oferecido, mas quem quer gastar pouco consegue encontrar algumas boas opções também, especialmente no pedaço conhecido como Little Brazil (onde acontece o Brazilian Day).

Bons exemplos incluem:

A maior vantagem de ficar hospedado nessa região é poder dormir no coração de Manhattan, do lado das principais atrações turísticas da cidade. O viajante pode fazer os passeios a pé ou utilizando o metrô em viagens curtas.

O lado negativo é justamente o movimento constante, o barulho e a falta de uma identidade local dos edifícios e restaurantes da região. Se você busca algo igualmente bem localizado nessa parte de Midtown, prefira reservar algo em Hell’s Kitchen, Midtown East ou Chelsea.

2. Hell’s Kitchen

Hell’s Kitchen fica situado próximo a Times Square, mas tem um perfil bem residencial, sem a movimentação característica da área vizinha durante o dia. O bairro serve como uma espécie de polo gastronômico de Midtown sendo uma excelente opção para quem quer ficar próximo a bons restaurantes sem se distanciar muito das áreas mais turísticas da ilha.

Mesmo com diversas opções de bares e restaurantes (principalmente na 9ª Avenida), o Hell’s Kitchen concentra mais moradores das localidades do que propriamente turistas. É um ótimo contraponto a área da Times Square.

Em Hell’s Kitchen vale reservar:

  • O 414 Hotel, um hotel boutique pequenininho muito bem localizado próximo a 9ª Avenida.
  • O Ink 48, na 11ª, fica um pouco mais distante do metrô, mas tem um ambiente mais convidativo.

3. Midtown East

A Saint Patrick's Cathedral na quinta avenida

Midtown East é a saída para quem quer fugir completamente do agito, mas ainda reservar algo na área central de Manhattan.

O bairro é a região mais adequada para quem não sabe onde ficar em Nova York e quer uma aposta garantida, que tenha boa localização e bons preços. O turista recém-chegado talvez só sinta falta da movimentação da vida noturna típica dos bairros vizinhos.

Estamos falando de um bairro sofisticado, que reúne diversos executivos do mercado financeiro. Assim o número de hotéis de luxo é bem maior do que nos demais bairros de Manhattan. Mas também é a área onde mais facilmente se encontram ofertas econômicas, visto que é uma região de Midtown normalmente menos procurada pelos turistas.

Nessa linha mais econômica, as grandes dicas do bairro são:

  • O Pod 51, que tem dormitórios e quartos privados bem pequenos, mas econômicos, todos muito bem decorados.
  • Carvi Hotel New York, muito famoso entre viajantes nacionais por ter boa parte da equipe formada por funcionários brasileiros.
  • Já o Fifty Hotel é ideal para quem procura algo mais moderno, com quartos mais espaçosos

4. Chelsea e Meatpacking District

Com uma enorme variedade gastronômica, o Chelsea é um bairro de caráter residencial, muito charmoso e super tranqüilo. É meu local preferido da cidade.

Onde ficar em Nova York: o High Line no bairro de Chelsea

Chelsea se destaca por abrigar não apenas o Chelsea Market – com ótimas opções de restaurantes – mas também o High Line Park, recentemente transformado num dos principais pontos turísticos de Manhattan. Construído sobre uma antiga ferrovia elevada, o parque mistura área verde com a paisagem urbana nova iorquina.

Se pudesse, numa viagem a Nova York eu passaria todo fim de tarde na região e não cansaria.

Já o Meatpacking District está situado logo ao lado, entre a West 14th Street e a Gansevoort Street, numa região que no anos 80 se caracterizava como uma área industrial perigosa. Após sua revitalização, é considerado como um dos bairros mais elegantes de NYC, reunindo muitas lojas, casas noturnas, bares e restaurantes.

Ambos estão localizados próximos à Penn Station e a uma distância curta da Times Square. É uma localização muito boa mesmo para quem vai pela primeira vez e tem uma programação turística mais intensa.

No bairro nossas dicas são:

Tendo condições, sempre começaria minha busca sobre onde ficar em Nova York pelo bairro e só partiria para os demais caso não encontrasse nada adequado ou acessível.

5. Greenwich Village

Washington Square Park, o parque público mais importante de Greenwich Village

Greenwich Village já foi cenário de muitos filmes e funciona como um ícone da contracultura americana, muitas vezes retratada nas músicas de Bob Dylan.

Trata-se de uma área que reúne lojas, bares, restaurantes e casas de shows super animadas. E não é só isso, o “The Village” (como também é chamado o bairro) traz em sua arquitetura uma forte influência europeia, a partir de seus jardins uniformes e edificações baixas.

É um bairro super charmoso, mas que conta com pouquíssimas opções de hotéis. Caso tenha condições, vale gastar um pouco a mais para ficar hospedado por aqui e curtir a Nova York como é comumente retratada no cinema.

O coração do bairro é a Washington Square. Por lá estão as principais alternativas disponíveis como o Washington Square Hotel e o The Marlton.

6. Soho

Para quem planeja fazer compras em Nova York, o Soho é uma excelente opção, pois ali se estão dezenas de lojas de grife. Outra vantagem de se hospedar ali é a proximidade do agito noturno de Meatpacking.

Os prédios típicos do Soho

Por outro lado, o SoHo é também o retrato da efervescência cultural nova iorquina com muitas galerias de arte, livrarias, cafés, lojas e bares descolados.

Assim como Greenwich Village, o bairro também já serviu de cenários de filmes que, muitas vezes, destacaram os edifícios da época em que a região esteve voltada para a indústria têxtil. Hoje, com a revitalização, o SoHo se tornou o grande polo cultural da cidade.

Seu nome é uma abreviatura “South of Houston”, em referencia a Houston Street, que cruza toda Manhattan. O bairro está situado ao sul dessa rua.

Entre as hospedagens bem recomendadas no bairro estão o Sixty SoHo, que é um hotel boutique, e o SoHo 54.

7. Tribeca

Os prédios de tijolos vermelhos de Tribeca

Localizado próximo ao distrito financeiro de Manhattan, Tribeca é considerado um bairro de alto padrão e muito procurado por reunir o que há de melhor em lojas, restaurantes, casa noturnas e hotéis.

O nome do bairro é uma espécie de junção do termo “Triangle Below Canal Street” que, em português, significa “Triângulo Abaixo da Rua do Canal”.

Antes de passar por uma revitalização, a região tinha um caráter industrial. Hoje, porém, os armazéns da época servem para abrigar alguns dos lofts mais caros de Nova York.

Seguindo este perfil, o bairro conta com alguns moradores ilustres, como o ator Robert De Niro – um dos fundadores do Tribeca Film Festival.

Tribeca fica pertinho do Financial District e do Memorial 11 de Setembro, no One World Trade Center, extremo sul da ilha.

Veja os hotéis disponíveis em Tribeca.

8. East Village

East Village é a alternativa econômica para quem quer ficar hospedado na parte residencial do sul de Manhattan, mas fugindo dos preços dos bairros vizinhos de Greenwich Village e Soho.

As ruas de East Village, cheia de bares e restaurantes

Trata-se de uma região que traz em sua história diversas manifestações culturais, como o movimento hippie, por exemplo.

Neste pedaço da ilha o East Village é o bairro que oferece o melhor custo-benefício, mas conta com poucas opções de hospedagens. É mais fácil encontrar apartamentos para temporada do que hotéis.

Entre os hotéis da área, vale o destaque para:

9. Lower East Side

O Lower East Side é um bairro que está bem colado ao East Village e ao Soho.

É uma área que, muito procurada por jovens e artistas de todas as idades, tem um pouco de tudo: desde os restaurantes alternativos e clubes de rock, até galerias de arte e hotéis boutique.

A proximidade com a Chinatown deixa as ruas um tanto tumultuadas, mas os preços dos hotéis podem fazer valer a pena para quem pensa em gastar pouco com a hospedagem.

Entre as dicas de hotéis nesta área podemos citar, por exemplo, o Holiday Inn Lower East Side e o The Allen.

10. Upper West Side

O Museu de História Natural de frente

Situado entre o Hudson River e o Central Park, o bairro de Upper West Side se caracteriza como uma área essencialmente residencial. Não é um local com grande circulação de pessoas, mas que é muito freqüentado pelos turistas pela presença, entre outras atrações, do Museu de História Natural.

Ficar hospedado em Upper West Side vale a pena especialmente para quem busca um lugar sofisticado – com as arquiteturas mais charmosas da cidade – mas também de uma área tida como um verdadeiro paraíso para os amantes da gastronomia.

Veja a lista com as opções de hospedagens disponíveis em Upper West Side.

Vale a pena ficar hospedado fora de Manhattan para economizar?

Nova York conta com opções de hospedagens relativamente caras, mas é possível sim encontrar estadias mais em conta, especialmente se sua busca se expandir para fora de Manhattan.

Porém, dependendo da localização, pode ser que tal alternativa não seja uma grande saída. O tempo de deslocamento gasto por dia provavelmente gerará um cansaço desnecessário para o turista, o que talvez não compense a economia na hospedagem.

Há sim regiões fora de Manhattan situadas na mesma altura de Midtown, as quais oferecem algumas facilidades, sem restringir muito o deslocamento. São casos como a área de Long Island City, no Queens – que possibilita de 10 a 15 minutos de metrô até a Times Square ou, então, o bairro de Williamsburg, no Brooklyn, onde a corrida chega a ser de 10 minutos até Meatpacking (mas não tem preços tão atraentes assim).

Por conta disso, é interessante para quem busca onde ficar em NYC incluir na lista algumas recomendações de bairros fora de Manhattan, como:

  • Long Island City (Queens)
  • Astoria (Queens)
  • Brooklyn Heights (Brooklyn)
  • Williamsburg (Brooklyn)
  • Bushwick (Brooklyn)
  • Jersey City (Nova Jersey)

1. Long Island City (Queens)

Long Island City está situado no distrito (borough) de Queens, a apenas 10 minutos de metrô de Midtown Manhattan. Com pequenas zonas hoteleiras de baixo custo em torno de suas estações de metrô, a área pode ser uma alternativa viável para quem quer gastar pouco e não se importa de ficar hospedado fora de Manhattan.

Originalmente industrial, Long Island City hoje reúne um grande complexo de escritórios. É uma área ainda em transformação e sem muita atividade no dia a dia, mas a economia na hospedagem pode funcionar como um contrapeso.

Entre as opções de hotéis em Long Island City, destacamos:

Veja aqui outras opções de hospedagens em Long Island City

2. Astoria (Queens)

Astoria é outro bairro que faz parte do Queens, tido como um dos mais famosos do respectivo distrito. É uma área residencial que conta com boas alternativas de hospedagens, mas poucos hotéis. A maior parte das opções são apartamentos de temporada, muitos deles alugados via Airbnb. Foi nossa escolha em nossa segunda visita à cidade.

O bairro fica distante de Manhattan, próximo ao aeroporto La Guardia, e quem fica hospedado lá tem que levar em conta o tempo de deslocamento gasto diariamente. Mas é uma opção segura a quem busca algo barato fora da ilha, algo que tem ficado cada vez mais difícil de encontrar.

Veja os apartamentos disponíveis em Astoria no Airbnb.

3. Brooklyn Heights (Brooklyn)

O bairro de Brooklyn Heights perto da Manhattan Bridge

A incrível vista de Manhattan pode ser contemplada do alto desse bairro super sofisticado, situado no Brooklyn. Trata-se de uma área residencial que, revitalizada, está a menos de 5 minutos (de metrô) da ilha e traz um aspecto de calmaria para quem a visita.

Brooklyn Heights conta com hotéis de qualidade que, até por conta de ser uma região nobre de NYC, possui diárias com tarifas elevadas. O fato de o bairro ficar fora de Manhattan quase não faz diferença.

Pela vista, eu reservaria o 1 Hotel Brooklyn Bridge, que fica na parte mais baixa do bairro.

Pelo preço, a dica é o Hampton Inn Brooklyn Downtown.

4. Williamsburg (Brooklyn)

Um painel do Kobra em Williamsburg

Fora de Manhattan, Williamsburg é um dos bairros mais visitados de Nova York, que pode ser facilmente acessado de transporte público.

Com uma cultura super hipster, essa área do Brooklyn é praticamente um polo artístico da cidade, oferecendo diversas opções de lojas descoladas, bares e cafés, além da famosa cervejaria Brooklyn Brewery.

E como tudo o que se destaca em Nova York, o preço acompanha a procura. Em Williamsburg é difícil encontrar opções de hospedagem mais baratas do que as normalmente encontradas em Manhattan.

Veja as opções de hotéis disponíveis em Williamsburg

5. Bushwick (Brooklyn)

As ruas famosas do Brooklyn

Bushwick não é um bairro turístico. Mas como Manhattan fica cada vez mais saturada, a tendência é que em bairros mais distantes acabem surgindo opções de estadia pra muitos turistas em busca de opções mais econômicas.

Foi o que aconteceu conosco em uma de nossas viagens a Nova York. Preferimos pagar um quarto confortável (ficamos no Bklyn House New York), em Bushwick sabendo que a localização era fora do circuito turístico. A proximidade com o metrô bastava.

Foi muito cansativo, mas era o que dava para ser feito para não estourar o orçamento de viagem. Não é algo que recomendamos a não ser que você tenha plena consciência de que a localização trará conseqüências para sua viagem.

6. Jersey City (Nova Jersey)

Do outro lado do rio Hudson, Jersey City é conectada a Manhattan por trens e balsas, mas é um estado diferente de Nova York, com leis e sistema de transporte público próprios.

Isso traz algumas conseqüências ao turista que decide ficar lá ao reservar um lugar para ficar hospedado em sua viagem que devem ser mencionadas:

A vista de Manhattan a partir de Jersey City

Como estamos falando de uma área com muita oferta de hotéis e pouca demanda dos turistas (que só querem saber de NYC), os preços são mais convidativos. Muita gente pensa nela como uma alternativa viável.

Mas ficar em outro estado, com um sistema de transporte próprio, que não é vinculado ao de Manhattan e que não opera 24h, pode encarecer demais os custos com deslocamento. Isto faz com que os preços mais baixos dos hotéis não sejam tão vantajosos assim.

Em Nova Jersey também não se aplicam as restrições ao aluguel de Airbnb que existem em Nova York. Isto faz com que, novamente, a oferta seja muito mais farta e os preços mais acessíveis em Nova Jersey do que em Nova York, mas o turista precisa inserir os gastos extras na conta antes de tomar a decisão final (que normalmente é em favor de Nova York).

Logo, decidi inserir essa opção na lista pensando naquelas pessoas que pretendem ficar mais tempo em Nova York. Se as idas a Manhattan não forem freqüentes, Jersey City pode ser um lugar bem legal para ficar hospedado, com custos bem mais acessíveis que o estado vizinho, mas não é uma opção que seja viável para a maioria dos turistas.

Veja os hotéis disponíveis na Downtown de Jersey City

Salve estas dicas de Nova York no Pinterest!

Onde ficar em Nova York: Aqui estão os melhores bairros, seja dentro ou fora de Manhattan. E dicas de hotéis em NY para que você consiga fazer uma escolha bacana, independente do seu perfil, se mais econômico ou se viaja sem restrições no orçamento.
Onde ficar em Nova York: Aqui estão os melhores bairros, seja dentro ou fora de Manhattan. E dicas de hotéis em NY para que você consiga fazer uma escolha bacana, independente do seu perfil, se mais econômico ou se viaja sem restrições no orçamento.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

AIRBNB

Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Precisa de ajuda para planejar sua viagem?


Preencha seu e-mail e datas da viagem para receber nossas melhores dicas e avisos de promoções:

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv
oferta nordvpn

publicidade

hospedado por infinite cloud computing