Home » Destinos » Austrália » O que fazer em Sydney?
Austrália

O que fazer em Sydney?

o que fazer em sydney

Sydney foi o primeiro local onde os europeus se estabeleceram na Austrália, o que a torna a cidade mais antiga do país. Mas antes mesmo da chegada dos colonizadores, a região já era habitada pelos aborígenes há milênios e, após o desembarque dos europeus em 1788, foi transformada em mais uma das colônias penais, das tantas que espalharam por todo o país, permanecendo assim até meados do século XIX.

Quem diria que uma das cidades mais visitadas do mundo teria iniciado sua vida ocidental como uma colônia de presidiários!

o que fazer em sydney

Sydney é porta de entrada para quase todo turista que visita a Austrália. Capital do estado de New South Wales (a Nova Gales do Sul) é a maior metrópole do país e de toda a região que nós brasileiros denominamos Oceania, abrigando quase cinco milhões de habitantes.

Desde o boom com a sede dos Jogos Olímpicos de 2000, Sydney é altamente procurada como destino de todos os tipos de viajantes, recebendo milhões de turistas por ano.

Leia Mais: Fremantle, a histórica e charmosa cidade fundada por presidiários.

O clima em Sydney

o que fazer em sydney

Ao contrário da imagem que muitos têm da Austrália, o clima no país é bem diverso, variando muito entre suas diferentes regiões. Sydney, dependendo da época do ano, pode ser bem fria e você pode ter que usar vários casacos para andar pelas ruas, ou roupas de banho para ir nadar na badalada Bondi Beach.

Estivemos lá em setembro, no final do inverno, e a cidade, de tão fria, pouco se parecia com a Austrália do deserto, aquele clichê quando observamos de longe. Ainda assim, não estava tão gelada como Melbourne consegue ser, por exemplo.

Leia mais: O que fazer em Melbourne, a cidade com maior qualidade de vida do mundo.

Fomos apresentados a uma Sydney bem chuvosa. Na verdade, em grande parte dos nossos dias por lá, a chuva deu as caras, mas sempre no mesmo feitio de Melbourne, onde o dia amanhecia ensolarado, ia dramaticamente se transformando e quando se via: puf, estava chovendo.

Depois de algum tempo, a chuva já havia passado. Não era nada que atrapalhasse o passeio, mas tivemos que nos conformar com algumas fotos com céus cinzentos.

Ainda assim, mesmo que seja fora de época como fizemos, uma visita a Sydney é obrigatória a quem atravessa o planeta para conhecer a Austrália. Afinal, quem não quer sentir a emoção de ver de perto a tão famosa Ópera de Sydney? Mas o que há para se fazer em Sydney, além de visitar seu icônico edifício?

O que fazer em Sydney

o que fazer em sydney

Passamos cinco dias na cidade, mas incluindo nisso uma rápida passagem pelas Blue Mountains, e nesse fizemos questão de ver os pontos mais famosos para apresentar a vocês um roteirinho mostrando o que fazer em Sydney.

Leia mais: Conheça as Blue Mountains, as montanhas azuis a duas horas de Sydney.

1. Sydney Harbour e o Circular Quay, a área mais visitada da Austrália

o que fazer em sydney

Sydney é banhada pelo Port Jackson, o maior porto natural do mundo, dentro do qual se encontra o Sydney Harbour, o ponto mais visitado da cidade e do país. Ali é onde praticamente tudo acontece. Abriga a mais-que-conhecida Ópera de Sydney e a Sydney Harbour Bridge, a icônica ponte que aparece ao fundo da opera em todos os cartões postais da cidade.

o que fazer em sydneyo que fazem em sydney

É muito agradável passear por suas orlas, indo do antigo bairro de The Rocks, passando pelo Circular Quay – uma estação intermodal de trens/metros e ferries para diversos destinos ao redor do porto, sendo o mais famoso deles até a península de Manly. O final da baía é coroado com a própria Ópera.

Suas águas são bastante movimentadas por barcos de todos os tipos e possui uma tonalidade de azul muito bonita.

o que fazer em sydney

Em grande parte do Circular Quay não há a interferência de carros e ônibus. No caminho entre a ponte e a Ópera é possível desfrutar de vários restaurantes, cafés, lojas, cinemas e acompanhar exposições de esculturas de artistas internacionais incríveis.

Caso queira ter fantásticas vistas da Ópera de Sydney e da Harbour Bridge, vá até o lado oeste da Circular Quay, o antigo sítio do Fort Denison. De lá é possível fotografar o famoso prédio de lado e passar por baixo da Harbour Bridge.

2. Atravessando a icônica Harbour Bridge

o que fazer em sydney

A Harbour Bridge, a famosa ponte que aparece em todos os postais de Sydney, é junto à Ópera de Sydney, uma das grandes atrações da cidade. Ela possui um caminho para pedestres e àqueles que encaram a caminhada, apresenta uma vista maravilhosa de Sydney. De lá de cima, é possível ver todo o Sydney Harbour e a Ópera de vários ângulos diferentes. Caso decida não pegar nenhum ferry para observar o porto, a ponte é, com toda certeza o melhor ponto para ver o edifício com a cidade ao fundo.

o que fazer em sydneyo que fazer em sydney

Leia mais: 13 dicas de fotografia para melhorar suas fotos de viagem.

Caso o caminho de pedestres ainda seja pouco para sua disposição, uma subida até o topo dos pilares de sustentação da ponte é possível de ser feita pagando treze dólares australianos por adulto. Você pode ter mais informações no site oficial do mirante.

o que fazer em sydney

E se a subida ao mirante ainda não o satisfaça, você pode escalar os arcos da ponte!

Isso mesmo! O preço da aventura é bem salgado – indo de 158 a 363 dólares australianos por adulto, dependendo da hora do dia – e não é permitido tirar fotos de lá, o que o obrigará a pagar pelas fotos da empresa para ter uma lembrança do momento.

Nós descartamos pois a grana estava curta e por que, com o tempo limitado que tínhamos na cidade, o passeio não compensaria.

Caso queira ler sobre como é feita essa escalada, dê uma olhada no texto do Viajoteca! O Oscar já subiu a ponte duas vezes 🙂

3. Ópera de Sydney, o símbolo do país

o que fazer em sydney

Fizemos um texto inteirinho e em detalhes somente sobre a magnífica Ópera de Sydney! Visitamos por fora e por dentro! Dá uma olhadinha no nosso texto super bem explicado 😉

4. A região verde entre o mar e a selva de pedra

o que fazer em sydney

Atrás da Ópera de Sydney ficam os Royal Botanic Gardens, o jardim botânico da cidade. O local, foi aberto em 1816 e abriga a casa do governador em seu interior.

o que fazer em sydneyo que fazer em sydney

Em um dos pontos mais visitados do parque é possível ter a clássica vista dos cartões postais de Sydney, com a Ópera e a Harbour Bridge ao fundo. Incrível! A caminhada até lá beira a baía, sendo muito prazeroso sentar em uma mureta e apenas observar o mundo em volta. Pena que o parque só fica aberto até o pôr do Sol. A entrada é gratuita.

5. The Rocks e um dos bairros mais antigos da cidade

o que fazer em sydney

Durante nossa passagem por Sydney tivemos um intervalo de um dia na Blue Mountains. Na volta à cidade grande, trocamos também de bairro. Estávamos hospedados no centro e fomos para o bairro The Rocks, um dos mais antigos de Sydney. Lá ainda se encontram vários prédios e casas que sofreram a grande demolição que aconteceu ali no início do século XX.

A região em sua origem tinha uma péssima reputação, cheia de cortiços frequentados por marinheiros e prostitutas. Em 1900 a peste bubônica atingiu o local, o que levou a decisão do governo de demolir mais de 3800 estabelecimentos. A peste nunca foi comprovada de fato e durante nossas leituras sobre o assunto, tivemos uma leve impressão que talvez tenha sido inventada para que se justificasse a remoção da área em prol do desenvolvimento urbano. (Como acontece em vários locais do Brasil, onde favelas súbita e misteriosamente pegam fogo, se é que vocês me entendem…) Bem, mas isso foi uma impressão nossa.

o que fazer em sydney

O bairro sumiu, passou pelo esquecimento por décadas, até ser revigorado recentemente, com vários restaurantes, pubs e ótimos hotéis com vista para o Circular Quay.

O mais legal em The Rocks é a grande feira que toma conta de suas ruas de sexta a domingo, sempre com barraquinhas de roupas, acessórios e de comidas.

6. O histórico centro de Sydney

o que fazer em sydney

O centro de Sydney, apesar de não ser um grande atrativo, pois a concorrência com a baía ali do lado é desleal, também possui várias paradas interessantes.

Fica a uns 25 minutos a pé do Circular Quay. Logo, caso decida se hospedar lá, é totalmente possível visitar quase tudo a pé, mas para quem for mais sedentário, há um ônibus gratuito que circula entre o Circular Quay e a estação de Sydney Central.

o que fazer em sydney

Antes de irmos até as Blue Mountains, foi no Centro de Sydney que nos hospedamos, logo que chegamos à cidade.

Lá se encontram vários prédios antigos, como o Queen Victoria Building, dito por Pierre Cardin ser o shopping center mais bonito do mundo. Construído em 1898, é majestoso, com seu interior repleto de lojas e cafés irresistíveis (eu mesma passei na frente de uma doceria três vezes!). Vale a pena o passeio.

o que fazer em sydneyo que fazer em sydney

O Hyde Park também é um ponto alto do centro da cidade, sendo uma enorme área verde em meio aos prédios modernos. Por lá fica a St Mary’s Cathedral, igreja católica em estilo neo-gótico. Dependendo da época do ano, o Hyde Park abriga exposições artísticas também, fazendo o passeio ainda mais prazeroso.

7. Bondi, uma das praias mais famosas da Austrália e sua áurea hype

o que fazer em sydney

Uma das praias mais queridas da Austrália, Bondi atrai turistas durante o ano todo. Com seu mar perfeito para o surfe, com suas águas de um verde claríssimo, ondas brancas e areias douradas, é uma visita obrigatória em sua passagem na cidade. Fica a quarenta minutos de ônibus do Sydney Harbour.

o que fazer em sydney

Para ir até lá, o aconselhável é pegar o ônibus 333 ou o 380 direto no Circular Quay. Ali ficam as paradas de ônibus e as cabines para comprar os tickets (caso você, como nós, não tenha o cartão de transporte da cidade). Nem pensem em pagar direto no ônibus, isso não existe mais por aqui, tudo é pré-pago.

Veja também: Conheça a Rottnest Island, a ilha das quokkas e das melhores praias da Austrália.

Bondi é muito descolada, apresentando um centro agradável, cheio de lojas de rua e cafés. Em seu calçadão, grafites de todas as formas e gostos enfeitam a praia que já é bonita por si só. Crianças e adultos vão até lá para praticar esportes como skate e parkour.

o que fazer em sydneyo que fazer em sydney

No final da praia fica a piscina mais legal da Terra, a Bondi Icebergs Swimming Club, duas piscinas enormes… no meio do mar! A água do mar bate na borda da piscina, tornando mágico para quem está nadando e para quem está assistindo.

o que fazer em sydney

Caso queira entrar nas piscinas, o ingresso custa somente 6,50 dólares australianos por adulto, sem restrição de horário, exceto pela sua abertura e fechamento.

Infelizmente estávamos lá em um dia muito frio e foi desgraçadamente triste ver aquela piscina tão fantástica e não poder entrar.

Além da piscina, no clube também fica um bistrô, que oferece maravilhosos pratos e drinks.

O aeroporto de Sydney: como ir até o Centro e voltar

O aeroporto de Sydney fica a 15 minutos de trem do centro da cidade. O trem que conecta seus terminais à estação Central faz conexão dentro do aeroporto, então é uma opção bem comum para se chegar ou sair do hotel.

Uma opção mais barata é aceitar um dos serviços de shuttle disponíveis no aeroporto, que são mais baratos, mas farão com que sua viagem dure bem mais tempo, pois o motorista vai parando de porta em porta para deixar seus passageiros. (ao menos você não precisa andar da estação de trem até sua acomodação)

Leia mais: Imigração na Austrália – quando um país não recebe bem seus turistas.

Onde ficar hospedados em Sydney

Como tínhamos agendado um passeio para as Blue Mountains, aproveitamos para dividir nossa estadia em Sydney em duas regiões diferente, em dois albergues da rede YHA Australia. Um no centro da cidade e o outro no bairro histórico de The Rocks, a um pulo do Sydney Harbour.

Sydney Central YHA*

Opera-de-Sydney-Australia-23

Situado em um prédio histórico e tombado, o Sydney Central YHA fica (onde mais?) no centro de Sydney, onde tudo acontece, perto de restaurantes, lanchonetes e casas noturnas.

Para um albergue, é bem luxuoso, contendo piscina aquecida em seu terraço, sauna, cinema, bar e sua recepção tem cara de hotel. Dentro do prédio também tem um restaurante bem charmoso com variadas opções de café da manhã em preços bem acessíveis. Do seu topo é possível ter vistas panorâmicas da cidade.

Opera-de-Sydney-Australia-23

Sobre as acomodações: os quartos são bem espaçosos, tendo opções de dormitórios, quartos privados e suítes.

Sydney Harbour YHA*

Opera-de-Sydney-Australia-23

O Sydney Harbour YHA é o albergue mais premiado do mundo! Não é pouca coisa não. Fica no bairro histórico de The Rocks, sobre um sítio arqueológico do período colonial. O projeto do albergue em si é muito audacioso, pois ele foi o escolhido dentre vários outros para ocupar o espaço antes destruído e abandonado durante um surto de peste bubônica no inicio do século XX.

Opera-de-Sydney-Australia-23

O albergue possui uma arquitetura incrível, com um grupo de arqueólogos trabalhando constantemente em seu subsolo, deixando expostas as delimitações de cada ruela e casas da época, além de ver objetos recuperados como porcelana, garrafas, entre outros.

Opera-de-Sydney-Australia-23

O albergue em si é maravilhoso e o melhor de tudo é o seu terraço. De lá, é possível ver todo o Sydney Harbour com a Ópera de Sydney bem na frente e a Sydney Harbour Bridge logo ao lado. Isso tudo enquanto faz um churrasco ou assiste a um filme em sua sala de vídeos.

Opera-de-Sydney-Australia-23Opera-de-Sydney-Australia-23

O Sydney Harbour YHA é o único albergue situado no charmoso bairro de The Rocks. Uma vez ali, o hóspede está a um pulo da Ópera de Sydney e da Sydney Harbour Bridge.

* Larissa e Carlos se hospedaram no Sydney Central YHA e no Sydney Harbour YHA a convite do YHA Austrália.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

2 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

publicidade

Close