Home » Destinos » Suécia » O que fazer em Estocolmo: 16 lugares imperdíveis na capital da Suécia
Suécia

O que fazer em Estocolmo: 16 lugares imperdíveis na capital da Suécia

O que fazer em Estocolmo: A Ponte Skeppsholm em primeiro plano, com sua estrutura metálica e uma coroa dourada em seu gradil, com o Palácio de Estocolmo em seu fundo. O céu está azul, com nuvens brancas. Entre a ponte e o palácio fica o mar.

Na hora de montar seu roteiro e saber o que fazer em Estocolmo, o turista verá que não tem muito mistério. Com poucas atrações, mas muito estilo, a capital da Suécia apresenta o que há de melhor da Europa em relação à qualidade de vida. Estocolmo é uma das cidades mais visitadas por brasileiros da Escandinávia, ficando atrás somente de Copenhagen, na Dinamarca. Mas, ao contrário do que faz muitos brasileiros irem a cidades como Paris e Roma, Estocolmo apresenta sua modernidade, design e um estilo de vida bem calmo como suas maiores características.

Neste artigo iremos enumerar os pontos turísticos da cidade, mas sempre tenha em mente que o que Estocolmo tem de melhor são suas ruas, seus edifícios e o clima local, então deixe-se perder pela cidade. Entre em cafés, restaurantes, lojas. Sinta a energia dos lugares e observe como cada detalhe de cada peça de decoração foi escolhida a dedo em cada um dos recintos em Estocolmo.

Leia mais: Onde ficar em Estocolmo, os melhores bairros e hotéis da cidade.

16 dicas do que fazer em Estocolmo

O que fazer em Estocolmo: Barquinhos na água ancorados em Estocolmo. o céu está azul, a água cercada por árvores verdes. O céu está azul com nuvens brancas

A maior dificuldade numa viagem para Estocolmo serão os gastos, pois que cidade cara! Muitos dos edifícios da cidade têm visitação paga e como em toda a Escandinávia, os preços não são nada modestos. Uma visita externa pode ser suficiente para alguns deles, principalmente para os edifícios governamentais, como o Parlamento e a Prefeitura.

Já nos museus, não há muita opção de economia a não ser pagar o ingresso caso queira entrar. Com exceção do Museu de História Sueca (Historiska Museet), que além de ser gratuito ainda possui um tour guiado (também de graça) pela ala viking do prédio, todos os outros museus são pagos. Caso tenha muitos museus em seu roteiro, considere comprar o Stockholm Pass para economizar nos ingressos.

Na hora de escolher o que fazer em Estocolmo, é preciso entender também a geografia local. A cidade é formada por um arquipélago, e seu centro histórico se concentra em algumas ilhas. Cruzar suas pontes e encontrar novos ângulos são uma das melhores atividades da cidade. Por ser plana, é possível caminhar ou andar de bicicleta de um lugar ao outro caso tenha os dias necessários em seu roteiro na cidade. Eu recomendaria 3 para ver todos os itens listados abaixo:

  1. Museu Nobel
  2. Grande Praça (Stortorget)
  3. Catedral de São Nicolau de Estocolmo (Stockholms Domkyrka)
  4. Igreja Alemã de Estocolmo (Igreja de Santa Gertrude de Nivelles)
  5. Palácio de Estocolmo (Kungliga Slottet)
  6. Ponte Skeppsholm (Skeppsholmsbron)
  7. Museu de Arte Moderna (Moderna Museet)
  8. Museu Nórdico (Nordiska Museet)
  9. Museu do Vasa (Vasamuseet)
  10. ABBA The Museum
  11. Skansen
  12. Gröna Lund
  13. Museu de História Sueca (Historiska Museet)
  14. Mercado de Östermalms
  15. Jardim do Rei (Kungsträdgarden)
  16. Cruzeiro pelo arquipélago de Estocolmo

Gamla Stan: A cidade antiga que originou a capital da Suécia

Gamla Stan é a cidade velha onde nasceu Estocolmo. Ali fica a área mais antiga da cidade, com prédios em ruelas estreitas, ruas de paralelepípedos, igrejas e praças.

Nesta região da cidade, reserve um tempo para ver o Museu Nobel, a Grande Praça, e suas duas igrejas.

1.      Museu Nobel

O que fazer em Estocolmo: O Museu Nobel do lado de fora, num antigo prédio amarelo na praça principal de Gamla Stan, em Estocolmo. Muitas pessoas estão na frente do museu

Alfred Nobel foi um inventor sueco, cuja maior invenção foi a dinamite (sim, isso mesmo!), e foi ela a responsável pela criação dos Prêmios Nobel. Em 1888, seu irmão, Ludvig, morreu na França e um jornal francês escreveu um obituário como se tivesse sido Alfred a morrer. Em poucas palavras, o jornal dizia que Nobel “já ia tarde” depois de inventar a dinamite e ajudar a matar mais pessoas. Preocupado com sua reputação, o inventor resolveu dar parte de seu dinheiro para premiar pessoas ao redor do mundo com um dos 5 prêmios Nobel, existentes até hoje.

No museu é possível entender melhor sobre seu criador, a história dos prêmios, os premiados e as categorias. Lá também estão expostos prêmios doados ao museu por seus vencedores.

2.      Grande Praça (Stortorget)

O que fazer em Estocolmo: A Praça Principal de Gamla Stan, em Estocolmo, com seus prédios baixos e coloridos, em tons terrosos que vão do laranja ao amarelo. Muitas pessoas estão paradas em meio à praça

No coração de Gamla Stan, a Grande Praça é a mais antiga da cidade. Ali era onde a vida na Idade Média acontecia, com venda e troca de produtos. No entanto, grande parte dos edifícios que a circundam são do século XVI, pois houve um grande incêndio na área antes disso.

A ilha é provavelmente o local com o maior aglomerado de turistas, e conta com o Museu Nobel em seu centro, que antes era o prédio da bolsa de valores de Estocolmo, e um antigo poço, construído na mesma época que o prédio.

É um lindo lugar para tirar fotos, principalmente dos prédios alaranjados à esquerda do Museu Nobel.

3.      Catedral de São Nicolau de Estocolmo (Stockholms Domkyrka)

O que fazer em Estocolmo: A Catedral de Gamla Stan, em Estocolmo, com sua torre verde, prédios terrosos em volta. A igreja fica bem apertada entre outros prédios antigos.

Construída como uma igreja católica no século XIII, durante a década de 1940 virou igreja luterana. É um ótimo exemplo de igreja gótica construída com alvenaria. É a igreja mais antiga da região e uma das mais antigas da Suécia.

Em seu interior fica a estátua de madeira de São Jorge e o dragão, que, rezam as lendas, contém relíquias do próprio santo e de outros seis.

4.      Igreja Alemã de Estocolmo

O que fazer em Estocolmo: A torre da igreja luterana com sua torre verde. Ela fica espremida entre outros prédios. Uma árvore alta está ao lado da torre.

Também conhecida como Igreja de Santa Gertrudes, a atual construção foi erguida sobre o que antes era a sede da ordem luterana de Santa Gertrudes pelos alemães. Como curiosidade: esta santa é a padroeira dos viajantes.

A igreja é em estilo barroco e neo gótico e sua torre é finalizada em cobre em cor verde. Devido à sua origem germânica, missas em alemão ainda são feitas aos domingos, às 11 da manhã.

5.      Palácio de Estocolmo (Kungliga Slottet)

O que fazer em Estocolmo: O palácio de estocolmo na beira da água, bem reto em bloco. O céu está azul, cheio de nuvens

O Palácio de Estocolmo é a residência oficial da família real sueca. Fica nas margens do rio e na mesma ilha de Gamla Stan, mas uma de suas vistas mais famosas é da Ponte Skeppsholm. É possível fazer visitas em seu interior, nos apartamentos reais, ver as jóias da coroa e museus com obras da coleção real. Caso não pretenda visitar os aposentos, aconselho a cruzar a ponte citada anteriormente e fazer fotos de lá, são as mais clássicas, como a que ilustra esse tópico.

Skeppsholm: A ilha para relaxar

A ilha é perfeita para quem quer tirar um descanso em meio a tantas caminhadas pela cidade. Como fica num terreno elevado, é perfeita para ter diferentes vistas das outras ilhas ao redor que compõem o arquipélago que forma a cidade.

6.      Ponte Skeppsholm (Skeppsholmsbron)

O que fazer em Estocolmo: A Ponte Skeppsholm indo até a ilha de Skeppsholm, com a ponte em primeiro plano, levando até a ilha ao fundo, com um prédio avermelhado entre as árvores verdes. O céu está azul cheio de nuvens brancas baixas.

A ponte Skeppsholm foi a primeira feita em ferro na Suécia. Liga a península central de Estocolmo (Blasieholmen) à ilha de Skeppsholm. É uma ponte bem pequena, e possui algumas coroas douradas decorando o gradil ao longo de sua extensão. É um ponto perfeito para fotografar Gamla Stan de outro ângulo, assim como os barcos ancorados entre uma ilha e outra.

7.      Museu de Arte Moderna (Moderna Museet)

Também na ilha de Skeppsholmsbron fica o Museu de Arte Moderna onde estão obras de Picasso, Dalí, Matisse, entre outros. O museu ainda conta com instalações na parte externa, muito interessantes, com esculturas gigantes de Calder, Picasso e outros grandes nomes do mundo das artes em meio aos gramados.

Ótimo lugar para ver a vida passar também, sentar na grama e ver a cidade do outro lado da ilha.

Djurgarden: A ilha dos museus

Ao programar o que fazer em Estocolmo, certamente você reservará ao menos um dia para explorar Djurgarden, a ilha com maior número de museus da cidade. O problema é escolher quais os seus favoritos, pois os mais famosos de Estocolmo estão todos lá.

Na volta para o centro de Estocolmo, pegue uma barca e atravesse a baía. Há linhas que ligam o porto de Almänna Gränd, na ilha de Djurgarden, ao de Slussen, em Gamla Stan. No caminho a embarcação circunda o lindo castelo de Kastellholmem.

8.      Museu Nórdico (Nordiska Museet)

O que fazer em Estocolmo: O museu nórdico entre árvores verdes. O céu está bem azul.

Com uma enorme coleção sobre a cultura nórdica, o museu apresenta costumes, vestimentas, armas, entre outros, que contam como era a história dos nórdicos do século XVI até os dias de hoje.

9.      Museu do Vasa (Vasamuseet)

O Museu do Vasa é o mais visitado da Escandinávia. Trata-se da restauração do Vasa, navio de guerra construído no século XVII.  O navio foi feito para apresentar ao mundo a força sueca e todo o seu poder, mas afundou logo em sua viagem inaugural. Na década de 1950 o navio foi localizado, trazido à tona e totalmente restaurado, sendo possível entender como eram as guerras neste período e como eram construídos os navios. Provavelmente o único museu do mundo a apresentar tamanho material.

10. ABBA The Museum*

O que fazer em Estocolmo: O ABBA The Museum, em Estocolmo, com tudo sobre a banda mais famosa da Suécia. Quatro manequins com as roupas dos integrantes da banda, um homem a frente deles, e uma tela passando a apresentação do ABBA na Eurovision

ABBA foi o grupo musical mais famoso da Suécia. Na década de 70 e 80 eles fizeram sucesso por todo o mundo depois de ganharem o Eurovision de 1974 com a música Waterloo. Depois disso, nada os parou, como é possível ver no museu dedicado à banda, em Estocolmo.

A exposição é muito completa, com o áudio guia narrado pelos próprios integrantes do grupo, Agnieta, Benny, Björn e Anni-Frid (daí o nome ABBA). Conta desde a infância de cada um deles e o envolvimento com a música, até os encontros, casamentos, passando pelo auge da fama e pelos filmes com suas músicas, como Mamma Mia.

O museu é muito interativo, com jogos, cabines de gravação e até mesmo imagens em holograma dos integrantes da banda, onde o visitante pode cantar em um palco junto com eles. E tudo isso é gravado e pode ser visto no computador de casa depois.

Para os mais aficionados, no mesmo edifício do museu funciona o Pop House Hotel, que permite ficar hospedado praticamente dentro do museu.

11. Skansen

O que fazer em Estocolmo: O Skansen, um dos primeiros museus a céu aberto no mundo, com sua entrada amarela, com o letreiro escrito Skansen, e lá ao fundo, árvores verdes e céu azul.

Skansen foi um dos primeiros museus a céu aberto inaugurados no mundo e conta também com um zoológico. Foi criado para apresentar os diferentes estilos de vida em diferentes regiões da Suécia, como danças folclóricas, vestimentas e culinária. Ainda hoje conta com vilas completas simulando a vida sueca antes da Revolução Industrial. É um dos maiores parques da Suécia.

12. Gröna Lund

O que fazer em Estocolmo: O Gröna Lund, o parque mais antigo da Suécia, com seus inúmeros brinquedos na beira da água.

Gröna Lund é o parque de diversões mais antigo da Suécia, inaugurado no final do século XIX. Fica na beira do mar e numa região antiga da cidade, dando um ar atemporal a quem o visita. No verão o parque abriga festivais. Na edição mais famosa deles, Bob Marley se apresentou em 1980 para um público recorde de 32 mil pessoas.

Östermalm e Norrmalm: o centro da cidade

Östermalm e Norrmalm são as partes mais modernas da cidade. Cheias de vida e de estilo, é muito prazeroso caminhar por suas ruas tão bem desenhadas, lanchar em um de seus cafés tão bem decorados, e se sentir descolado por estar ali. Os dois bairros são pura tendência, e suas ruas irão fazer você se apaixonar por Estocolmo. Ambos ficam na península principal de Estocolmo, Blasieholmen.

13. Museu de História Sueca (Historiska Museet)

O que fazer em Estocolmo: O museu de história sueca, com uma ala vikings incrível. Na foto, um esqueleto de uma menina, com várias pessoas ao redor analisando

O Museu de História Sueca apresenta muitos artefatos que passam por toda a história do país, desde o Mesolítico. Sua exposição sobre a vida viking é muito interessante e diversas visitas guiadas gratuitas saem por dia. Em meia hora os guias explicam, de forma rápida e dinâmica, como eram e como viviam os vikings. Pode ter certeza que tudo que você sabe sobre eles irá cair por terra depois das explicações locais.

Quando fomos, na área externa do museu estava acontecendo uma “feira viking”, com comidas típicas, tiro com arco e flecha, além de vestimentas tradicionais para tirar fotos. Ótimo para quem viaja com crianças.

14. Mercado de Östermalm

O que fazer em Estocolmo: O mercado de Östermalm, cheio de mesas altas, pessoas sentadas, e uma parede de vidro que vai do chão até o teto. Teto de madeira
Esse é o mercado de Östermalm temporário, pois quando visitamos o original estava em reforma

O mercado municipal de Östermalm foi construído em 1880 e vende produtos fresquinhos e de ótima qualidade. Com restaurantes focados em frutos do mar, seus cardápios são simplesmente sensacionais, ainda mais levando em conta que é um mercado municipal. Quando fomos, o edifício original estava em obra, e os restaurantes e lojas estavam funcionando em um anexo ao lado. Mas o anexo era tão luxuoso que demoramos para perceber que não era o lugar fixo. Até nas obras temporárias os arquitetos de Estocolmo não deixam a desejar!

15. Jardim do Rei (Kungsträdgarden)

O que fazer em Estocolmo: O Jardim do Rei, com sua enorme fonte, parecendo uma piscina, com várias pessoas sentadas em suas margens. O quarteirão é cercado por árvores e prédios coloridos.

Um dos lugares favoritos dos suecos, principalmente em dias de verão. O parque contém um enorme espelho d’água onde todos se sentam para se refrescar enquanto tomam um café. O A área é cercado de cafés e bares, ótimos para ir almoçar durante o verão, pois a maioria possui mesas do lado externo.

Nossa visita aconteceu no verão, mas cada estação do ano apresenta uma visão do parque completamente distinta. No inverno, por exemplo, o espelho d’água vira uma enorme pista de patinação no gelo. Já na primavera (entre março e abril), na época de floração das cerejeiras que circundam o jardim, a visão do parque fica ainda mais bonita.

16. Cruzeiro pelo arquipélago de Estocolmo

Um dos passeios mais especiais de Estocolmo é navegar suas águas a bordo de um cruzeiro antigo, geralmente da década de 30. A capital da Suécia fica em meio a um enorme arquipélago, o segundo maior do Mar Báltico. O passeio dura 2 horas e conta com almoço, além de lindas vistas da cidade por outros ângulos.

*Larissa e Carlos visitaram o ABBA The Museum a convite da atração. Nossas opiniões, no entanto, são as mais sinceras e refletem nossa experiência real.

Salve estas dicas de Estocolmo no Pinterest!

Quer viajar para a Suécia, mas não sabe o que fazer em Estocolmo? Esse texto fala de suas principais atrações, divididos por bairros e ilhas, para ajudar o turista a se locomover de uma forma mais fácil pela capital da Suécia.
Tudo o que você precisa saber ao listar o que fazer em Estocolmo. As melhores atrações, bairro a bairro, ilha a ilha, para ajudar o turista a ver tudo de melhor na cidade.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
AIRBNB
Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe R$100 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

rbbv abbv

publicidade