Home » Destinos » Portugal » O que fazer no Porto: as 18 melhores atrações da cidade portuguesa
Portugal

O que fazer no Porto: as 18 melhores atrações da cidade portuguesa

O que fazer no Porto: um barco rabelo no rio douro, perto da ponte d. luis I

Muitas pessoas que planejam viajar para Portugal querem saber o que fazer no Porto, afinal, esta é uma das cidades mais famosas e bonitas do país, imperdível pela sua história, cultura e boa comida.

O Porto por si só é sinônimo de charme e beleza, principalmente quando nos vêm à mente os espetaculares nevoeiros da manhã, os finais de tarde nas ruas coloridas com casa azulejadas ou, então, o inesquecível pôr do sol às margens do Rio Douro.

Iremos contar os detalhes de como aproveitar a Cidade do Porto para que você consiga curtir bem a cidade e visitar as melhores atrações dessa incrível cidade portuguesa.

Leia mais: Veja o que fazer em Lisboa e dicas de onde ficar hospedado para começar a planejar sua viagem por Portugal

O que fazer no Porto: as 18 melhores atrações da cidade

O que fazer no Porto: A Ponde D. Luis I vista do Porto

Considerada como a segunda cidade mais visitada de Portugal (perdendo somente para Lisboa), o Porto é um destino que infere pura história, principalmente quando nos remetemos à ocupação romana da Península Ibérica.

Situada no Norte de Portugal, mais precisamente no estuário do rio Douro, o Porto é uma atração ideal para quem curte viagens românticas, caminhadas sem rumo e passeios repletos de conteúdos histórico-culturais.

Para chegar até esse destino, principalmente partindo de Lisboa (são 315 km de distância), é possível utilizar os serviços de trem ou ônibus (que são de qualidade). Nós mesmos fomos até lá partindo de Lisboa de trem. No entanto, se você for de carro, saiba que as estradas são bem sinalizadas e há lugares incríveis para parar durante o trajeto.

O que fazer no Porto; a Ribeira, cheia de restaurantes e prédios coloridos

O Porto é uma cidade que pode ser visitada a qualquer época do ano e independentemente da escolha, lembre-se que, ao chegar nesse destino, conheça as ruas coloridas, as casinhas antigas com azulejos.

Quer saber mais? Confira as 18 melhores atrações da cidade do Porto:

  1. Cais da Ribeira, Ponte D. Luís I e Ribeira de Gaia
  2. Igreja do Carmo, Casa Escondida e Igreja dos Carmelitas Descalços
  3. Igreja e Torre dos Clérigos
  4. Praça da Liberdade
  5. Catedral da Sé e Muralha Fernandina
  6. Igreja de Santa Clara
  7. Café Majestic
  8. Livraria Lello
  9. Tour do Azulejo
  10. Casa da Música
  11. Mercado Bom Sucesso
  12. Jardins do Palácio de Cristal
  13. Tour de vinho do Porto
  14. Foz do Douro
  15. Palácio da Bolsa
  16. Mercado Ferreira Borges
  17. Igreja de Nossa Senhora da Lapa
  18. Vale do Douro

Mais Portugal: Vejas nossas dicas para montar um roteiro pelo Algarve.

1. Cais da Ribeira, Ponte D. Luís I e Ribeira de Gaia

O Cais da Ribeira é o cartão postal do Porto e é o local ideal para tirar fotos, em razão de sua beleza.

Trata-se de um lugar alegre e movimentado que, tido como o coração da cidade, se destaca pela carga histórica que o cerca – vale lembrar que foi no século XIV que essa área começou a atrair grande número de pessoas, por conta das atividades marítimas e comerciais da região.

O Porto visto de Vila Nova de Gaia, na beira do Rio Douro, com a ponte D. Luis I ao lado direito e um barco rabelo navegando no rio

Outro grande ponto turístico da Ribeira é a icônica Ponte D. Luís I, projeto do belga Theóphile Seyrig, que já havia trabalhado com Gustave Eiffel.

Pela ponte o turista chega à Vila Nova de Gaia ou simplesmente Gaia, outra cidade repleta de atrações interessantes, além das diversas opções de restaurantes, bares e cafés, bem como as famosas caves do vinho do Porto que são imperdíveis. É isso mesmo, o vinho do Porto na verdade é feito em Vila Nova de Gaia.   

Para este passeio unindo as 2 cidades, o mais aconselhável é atravessar a ponte caminhando pelo setor de baixo até Gaia, andar até o teleférico na Ribeira do outro lado do rio, voltar de teleférico e ver o pôr do sol do alto da ponte, retornando ao Porto.

Para quem quer conhecer ambas as ribeiras a partir do rio, aconselho a fazer um tour de barco, pois há vários disponíveis na cidade. Este era o meio de transporte tradicional da região, que levava as pipas do vinho do Porto lá do Alto Douro até as caves, em Gaia.

2. Igreja do Carmo, Casa Escondida e Igreja dos Carmelitas Descalços

Toda pessoa que decide viajar para Porto precisa conhecer essas três atrações que, de certo modo, refletem a importância dos aspectos histórico-religiosos em Portugal.

A Igreja do Carmo do lado de dentro, cheia de detalhes a ouro

Comece pela Igreja do Carmo que, construída no século XVIII pela Ordem Terceira do Carmo, é considerada como um Monumento Nacional desde o ano de 2013.

O interessante dessa Igreja é que ela é geminada com a Igreja dos Carmelitas Descalços, outra atração que, por incrível que pareça, fora construída bem antes, em 1628.

O curioso nisso tudo é que entre ambas as igrejas há uma terceira construção que, na verdade, trata-se da Casa Escondida, com 1 metro de largura e que não teve a permissão do Vaticano para a sua edificação. Lá é onde morava o padre e o mobiliário se encontra para visitação.

3. Igreja e Torre dos Clérigos

A Igreja dos Clérigos vista de frente, a torre fica trás
A torre fica atrás da Igreja

Construída entre os anos de 1735 a 1748, a Igreja dos Clérigos é um dos locais mais visitados da região em razão não apenas de seu estilo barroco, mas também por estar coroada pela Torre dos Clérigos que, sem dúvida, é um dos monumentos mais emblemáticos da cidade de Porto.

Para se ter uma noção da importância dessa atração, basta verificar, por exemplo, que a respectiva torre conta com mais de 76 metros de altura, sendo que para ter acesso a uma privilegiada vista panorâmica da cidade, é necessário encarar os mais de 200 degraus construídos pela irmandade dos Clérigos Pobres no Século XVIII. Reserve um dia de sol para subir e ver a cidade inteira lá de cima.

4. Praça da Liberdade

Essa é uma das praças mais importantes do Porto e isso porque ela estabelece uma espécie de conexão entre a parte mais antiga da cidade com o seu lado mais moderno. Visitá-la é essencial, mesmo porque, a Praça da Liberdade está situada bem na área central, próxima à Estação São Bento e a famosa Torre dos Clérigos.

A Praça da Liberdade com a estátua equestre de D. Pedro I

A área conta com um monumento de dez metros de altura, feito de bronze, e que retrata D. Pedro IV segurando a Carta Constitucional ao povo.

Toda a região dispõe de avenidas e edifícios modernistas do início do século XX, mas vale destacar algo bem curioso situado na Avenida dos Aliados: o McDonald’s.

Pois é, não se trata apenas de mais um restaurante dessa marca famosa. Por estar instalado em um prédio peculiar, com decoração modernista e que, outrora, foi a sede do famoso Café Imperial, fez com que essa loja fosse considerada (e ainda é) como a mais bonita da cadeia de Fast Food em todo o mundo. E bota bonita nisso. Mesmo que você não goste de comer porcaria, vale a visita, você irá se surpreender.

5. Catedral da Sé e Muralha Fernandina

Outra atração turística que vale a pena conhecer em Porto é a Catedral da Sé que é visto como o edifício religioso mais importante de toda a região.

A Catedral da Sé do lado da colina

Situado na parte mais alta da cidade, essa bela catedral começo a ser construída no século XII, sendo que por várias décadas passou por inúmeras reconstruções – talvez isso explique o porquê de diferentes estilos (barroco, românico e gótico), principalmente em seu interior.

Ao lado da Catedral temos a Muralha Fernandina que dispõe de 5 mil metros de extensão e 27 torres. Este paredão gótico foi erguido na Idade Média e na época em que foi construído, em 1336 (no reinado de D. Afonso IV) tinha como intuito oferecer aos seus moradores total proteção contra invasões.

6. Igreja de Santa Clara

Construída junto com o mosteiro em 1416 e fundada por D. João I, a Igreja de Santa Clara fica localizada perto da Ponte Luís I, em meio a Muralha Fernandina.

Trata-se de uma construção muito interessante e lindíssima que, embora prevaleça em sua decoração aspectos do estilo barroco, feitos nos séculos XVII e XVIII, ainda em seu interior é possível notar a presença da arte gótica em vários detalhes.

Quem visita a Igreja de Santa Clara tem a oportunidade de se encantar com uma nave magnífica totalmente revestida em talha dourada, no qual folhas de ouro revestem as esculturas da igreja.

7. Café Majestic

Localizado em uma das ruas mais tradicionais da cidade, o Café Majestic é tido como uma das visitas obrigatórias para quem vai para Porto.

O interior do Café Majestic

Trata-se de um ponto de encontro que reúne não apenas os pensadores da região, como também turistas de várias partes do mundo, os quais chegam para conferir as opções mais saborosas disponíveis nos menus. J. K. Rowling, a autora de Harry Potter, era frequentadora assídua da época que morou no Porto.

Inaugurado em 1921, o Majestic já foi considerado como um dos mais belos do mundo, em virtude de sua decoração deslumbrante com detalhes que fazem jus ao nome. Mas, em relação ao que oferece para comer, não vi nada demais, e tudo bem caro.

8. Livraria Lello

A Livraria Lello é outra atração que não pode ficar de fora de seu roteiro de viagem para Porto, afinal, estamos falando de uma das livrarias mais lindas do mundo, a qual teve seu início em 1869 – na época em que a mesma se chamava Livraria Internacional de Ernesto Chardron.

Muitos anos depois, a livraria foi adquirida pelos irmãos Lello (José e António), motivo pelo qual fez o empreendimento mudar de novo.

O interior da Livraria Lello, com sua escadaria esplendorosa

Hoje a livraria mantém a fama de ser uma das melhores, além de permanecer no Centro Histórico da cidade, mais precisamente em um belo edifício que se destaca pelo seu estilo neogótico portuense. Em seu interior, os vitrais no teto, os adornos de madeira e a impressionante escadaria são suficientes para deixar qualquer um boquiaberto.

Tivemos o prazer de visitar na pandemia e a livraria estava vazia. Em tempos normais, uma fila gigantesca se forma em sua porta, onde é preciso pagar 5 euros para entrar, e ainda se estapear pra conseguir alguma foto em meio a tanta gente.

A fama da livraria se dá em torno do mito de que J. K. Rowling se inspirou nela para criar os interiores de Hogwarts, mas a escritora mesmo disse que, apesar de ter morado no Porto, nunca visitou a livraria.

9. Tour do Azulejo

Não há como negar que viajar para Portugal, em especial pro Porto, infere um passeio pelos locais que se destacam pela bela azulejaria.

O que fazer no Porto: o interior da Estação São Bento
O interior da Estação São Bento

Vale destacar que apesar de haver muitas casas e prédios revestidos de azulejos coloridos em várias partes da cidade, serão em alguns pontos turísticos que você verá com mais facilidade e em todo o seu esplendor, como na Estação de São Bento, Igreja de São Ildefonso e a Igreja do Carmo.

Para se ter uma ideia, a Estação de São Bento é considerada como o lugar com o maior número de azulejos por metro quadrado, sendo que o mais curioso é que os revestimentos dispostos meio que contam um pouco da história da cidade e região.

10. Casa da Música

O interior da Casa da Música, com sua sala de espetáculos principal, lindíssima

Famosa por ser o principal local de concertos da cidade, a Casa da Música é outro ponto turístico que vale a pena ser visitado, pois além da instituição contar com uma ampla programação de apresentações, ela também mostra uma cidade do Porto totalmente moderna e diferente da que a maioria conhece.

Projetada por Rem Koolhaas, o famoso arquiteto holandês, para o evento da “Capital Europeia da Cultura”, a Casa da Música conta com dois auditórios principais, além de outras salas que podem utilizadas, conforme a magnitude do evento.

O tour no prédio vale muito a pena, onde é possível ver como funciona a casa de espetáculos, e entender sua perfeita acústica, com paredes onduladas de vidro da maior tecnologia atual. E um destaque também para a sala repleta de azulejos, que vai do chão até o teto, lindíssima.

11. Mercado Bom Sucesso

Conhecer o Mercado Bom Sucesso vale bem a pena caso você tenha ido até a Casa da Música, pois fica nessa parte mais afastada da cidade. Bom para comer bem e com preços mais acessíveis e encontrar alguns produtos de qualidade.

O interior do Mercado Bom Sucesso, com seus vários estandes de comida

Sua inauguração se deu no ano de 1952 e após passar por algumas reformas, o local é hoje um dos mais visitados, sendo que seu respectivo prédio foi reconhecido em 2011 como “Imóvel de Interesse Patrimonial e Monumento de Interesse Público”.

Vale uma observação aqui acerca da relação da população do Porto com os mercados fechados: embora sejam importantes, principalmente aos visitantes, os moradores locais são mais afeitos às famigeradas compras “a céu aberto”.

12. Jardins do Palácio de Cristal

Falar dos Jardins do Palácio de Cristal é falar do próprio palácio em si. Primeiramente vale deixar claro que estamos nos referindo a uma construção que teve seu início em 1861, sendo inaugurada quatro anos mais tarde pelo rei D. Luís.

Os Jardins do Palácio de Cristal com seus campos verdes e vista para o Rio Douro

A ideia do palácio era acolher a Exposição Internacional do Porto, além de tantas outras manifestações culturais. No entanto, a construção foi destruída em 1951 para que ali fosse construído um polo esportivo para um campeonato de hóquei em patins.

Houve uma revolta por parte da população na época, tanto que ainda hoje o lugar é chamado de Jardins do Palácio de Cristal.

Quem faz um passeio pela área se encanta com a flora variada, fontes e lago, além de uma biblioteca. Mas o que mais impressiona são as vistas magníficas para a cidade do Porto lá ao fundo e o Rio Douro. Outro lugar perfeito para assistir ao pôr do sol.

13. Tour de vinho do Porto

Fazer um tour pelas diferentes caves de vinho na Cidade do Porto é algo que soaria como “a cereja do bolo” em sua viagem para Portugal.

Há vários tours, mas um dos mais badalados é o que poderíamos chamar de “Tour de Vinho pelo Douro” que, basicamente, se configura num passeio de barco, o qual dura um dia inteiro e tem por intuito apresentar um grande número de vinícolas e caves.

Embora a maioria das vinícolas esteja localizada na Ribeira de Gaia, vale a pena elencar outros passeios que, em sua maioria, contam com guias que trazem um pouco da história local:

  • Real Companhia Velha – fundada em 1756, é a empresa de vinho mais antiga de Portugal, sendo que um fato curioso é que ela já esteve sob os cuidados de Marquês de Pombal;
  • Caves Calém – essa vinícola, fundada em 1859, oferece um tour guiado à cave, além de degustação regrada a um bom fado;
  • Churchill’s – essa é uma das vinícolas mais jovens da cidade e que fica um pouco mais afastada de sua área central.
  • Espaço Porto Cruz – esse é um local que vale a pena parar para conhecer. Localizado na Vila Nova de Gaia, o Espaço Porto Cruz foi pensado para amantes do vinho.

14. Foz do Douro

Localizada na zona ocidental do Porto, a Foz do Douro se configura como o encontro entre o rio Douro com o Oceano Atlântico.

Trata-se de um local bem privilegiado que dispõem de pequenas praias arenosas incrustadas em rochas que, principalmente no verão, acaba recebendo muitos turistas que querem aproveitar para nadar no mar e tomar um banho de sol. As praias mais famosas são:

  • Praia de Matosinhos
  • Praia dos Ingleses
  • Praia do Homem do Leme
  • Praia de Lavradores

Toda a área e arredores que contemplam a foz são excelentes para passeios, inclusive, um dos principais símbolos do lugar é o Forte de São João Batista que, edificado no século XVI, tinha por objetivo proteger a entrada ao Porto.

15. Palácio da Bolsa

O Palácio da Bolsa visto do lado direito

Construído em 1842, sobre as ruínas do convento dos franciscanos (o qual foi destruído em um incêndio), e inaugurado somente em 1891, o Palácio da Bolsa é outra atração do Porto que vale a pena conhecer, sendo um dos prédios mais bonitos da cidade.

O edifício fica no centro histórico da cidade e, em seu interior, o estilo Neoclássico predomina na decoração, sem falar que seus esplendidos salões em estilo mourisco são revestidos de ouro.  

16. Mercado Ferreira Borges

O Mercado Ferreira Borges a noite, todo vermelho

Não há como negar a importância turística dos mercados tradicionais para uma cidade como Porto, por exemplo, mesmo quando a população local prefere as feiras a céu aberto.

Tendo em vista tal afirmação, não poderíamos deixar de mencionar o Mercado Ferreira Borges que, construído em 1885, está instalado em um imponente edifício vermelho com belas estruturas de vidro e ferro. Vale a pena a visita mais pelo prédio em si. As exposições em seu interior variam.

17. Igreja de Nossa Senhora da Lapa

O interior da Igreja de Nossa Senhora da Lapa

Edificada pela irmandade da Nossa Senhora da Lapa, em 1755, essa é uma igreja mais visitada por brasileiros do que por portugueses, pois é ali onde está sepultado o coração de Dom Pedro I (IV em Portugal), o qual foi doado em testamento à irmandade.

Todos vão achando que irão ver o coração de certa forma, mas até mesmo a lápide que indica onde está o órgão é difícil de achar. Colocamos na lista mais como uma curiosidade, mas não achamos que valha a visita.

18. Vale do Douro

Não poderíamos finalizar este artigo sem fazer uma breve alusão ao Vale do Douro – também chamado de Vale Encantado, em razão da beleza de suas paisagens.

O bacana para essa atração é reservar pelo menos um 1 dia inteiro de viagem, saindo do Porto. Assim é possível se encantar com os Miradouros e, além disso, cruzar o rio, podendo então visitar as vinhas (como já foi mencionado aqui), vilas e aldeias, finalizando na Miranda do Douro, lugar onde o rio entra em Portugal.

Salve estas dicas do Porto no Pinterest!

O que fazer no Porto: 18 dicas imperdíveis do que fazer na segunda maior cidade de Portugal, com os melhores museus, igrejas, tours, e onde degustar o melhor vinho do Porto.
As 18 melhores dicas do que fazer no Porto, uma das cidades mais baratas de Portugal que vem atraindo cada vez mais turistas. Citamos os melhores tours para conhecer o principal dessa cidade inesquecível.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

CONTA GRÁTIS NA EUROPA

Abra uma conta online no Banco N26 para ter um cartão com saldo em euros para suas viagens internacionais.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Precisa de ajuda para planejar sua viagem?


Preencha seu e-mail e datas da viagem para receber nossas melhores dicas e avisos de promoções:

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv