Home » Destinos » Espanha » O que fazer em Barcelona: as 18 melhores atrações da cidade
Espanha

O que fazer em Barcelona: as 18 melhores atrações da cidade

O que fazer em Barcelona: os corredores do Parc Guell feitos de pedra, com um homem tocando violão embaixo deles

Há muito o que fazer em Barcelona. A capital da Catalunha é a mais visitada da Espanha e agrega vários tipos de atrações turísticas diferentes, que vão desde o Império Romano até os dias atuais.

A cidade já era famosa, mas ganhou notoriedade internacional por ter sido anfitriã dos Jogos Olímpicos de 1992, o que fez com que ela se tornasse uma das principais atrações da Espanha.

Nesse texto separei as atrações mais importantes na hora de saber o que fazer e planejar seu roteiro de viagem em Barcelona.

Leia mais: Veja quais os melhores bairros para ficar hospedado em Barcelona

O que fazer em Barcelona: as 18 melhores atrações da cidade

Opções realmente não faltam, o que agrega um valor cultural, artístico e histórico imenso a Barcelona.

O que fazer em Barcelona: uma fonte

A cidade apresenta uma ampla e bem servida rede de metrô com 12 linhas que atendem a grande parte das atrações.

Adicionando o metrô a uma dose de caminhada, você consegue conhecer a maioria dos pontos turísticos da cidade.

Para não ficar perdido enquanto caminha, uma das opções mais procuradas é a visita guiada e a pé pelo centro histórico da cidade. O tour é gratuito e serve como uma boa ambientação inicial para quem a visita pela primeira vez.

Em relação aos pontos turísticos, o curioso é que, entre tantas atrações, muitas delas foram desenvolvidas pela mesma pessoa: Antoni Gaudí, arquiteto espanhol que ficou marcado na história como um dos principais nomes do modernismo catalão. Suas quatro obras citadas nesse texto fazem parte da lista de patrimônio mundial da UNESCO.

Siga a minha lista do que fazer em Barcelona e tenha um roteiro inesquecível!

  1. Sagrada Família
  2. Parc Güell
  3. Casa Batlló e La Pedrera
  4. Bairro Gótico
  5. Las Ramblas
  6. Mercado La Boquería
  7. Bairros de Gràcia e Eixample
  8. Parque de la Ciutadella e Arco do Triunfo
  9. Barceloneta
  10. Mercado Del Born
  11. Plaça d’Espanya e Museu de Arte da Catalunha
  12. Fortaleza de Montjuïc e Parque Olímpico
  13. Camp Nou
  14. Escultura El Gat
  15. Museus MACBA e CCCB
  16. Igreja Santa Maria del Mar
  17. Museu Picasso
  18. Palácio da Música Catalã

1. Sagrada Família

Oficialmente chamado de Templo Expiatório da Sagrada Família, o templo católico é considerado por vários críticos como a maior obra do modernismo catalão e também de Antoni Gaudí.

O que fazer em Barcelona: o exterior da Sagrada Família

O projeto, iniciado no estilo neogótico, começou por outro arquiteto em 1882 e passou para Gaudí em 1883, quando foi totalmente remodelado. Desde então, ele se dedicou à realização do projeto por 40 anos, até o fim de sua vida. Hoje a igreja ainda está em construção e sua previsão de entrega é somente para 2026.

Ambicioso, o projeto contempla 18 torres, onde a torre central, correspondente a Jesus Cristo, tem 170 metros de altura, um metro a menos que o topo da colina de Montjuïc, também em Barcelona, já que Gaudí acreditava que a sua criação não deveria ultrapassar a obra de Deus.

O que fazer em Barcelona: o interior belíssimo da Sagrada Família, com seu corpo branco e muitos vitrais coloridos

O corpo de Gaudí foi enterrado na cripta da capela de Nossa Senhora do Carmo, dentro do Templo Expiatório da Sagrada Família.

Para entrar na Sagrada Família e ir até o alto de suas torres é necessário comprar seu ingresso com antecedência e agendar o horário exato de sua visita.

2. Parc Güell

O Parc Güell é um parque urbano encomendado pelo conde Eusebi Güell. Sua construção durou de 1900 a 1914. Gaudí, inclusive, morou ali com sua família e seu pai em 1906.

O que fazer em Barcelona: Uma das torres do Parc Guell feita de azulejos

A casa em que viveu de 1906 a 1926 foi construída por Francesc Berenguer em 1904 e, hoje, contém trabalhos originais de Gaudí. Em 1963, se transformou na Casa Museu Gaudí.

O Parc Güell reflete a plenitude artística de Gaudí, totalmente alinhado com o local escolhido para sua construção, que era um parque natural.

A vista extraordinária do Parc Güell
A vista de lá é de tirar o fôlego

O parque é grande com vários setores e muito história. Para não perder nenhum detalhe, a dica é fazer uma visita guiada por ele.

3. Casa Batlló e La Pedrera (ou Casa Milà)

A Casa Batlló é um edifício modernista catalão também idealizado por Gaudí, localizado no Passeig de Gràcia, nº 43. Quem solicitou o projeto foi Josep Batlló i Casanovas, nome forte do setor têxtil.

A Casa Batlló por fora
A Casa Batlló

Josep Batlló tinha pedido a Gaudí para demolir o edifício, mas foi convencido de uma remodelação.

Quando a Casa Batlló estava quase pronta, seu dono recebeu o patriarca Milà, seu sócio, para uma visita. Milà tinha planos de construir um edifício particular na época quando se deparou com o maior nome da atualidade: Gaudí.

Então, Antoni foi escolhido para a construção da Casa Milà, também conhecida como La Pedrera, cuja construção se deu de 1906 a 1912. O edifício fica em Passeig de Gràcia, no nº 92, ou seja, bem próximo à Casa Batlló.

A fachada da Casa Milà
A fachada da Casa Milà

La Pedrera é encantador e diferenciado por não ter nenhuma linha reta em seu projeto, algo fantástico até mesmo para os padrões arquitetônicos atuais, em especial na cobertura, que a assemelha às dunas de uma praia.

Curiosamente, ela também é conhecida como La Pedrera (A Pedreira) porque os moradores da cidade achavam a construção feia à época, embora tenha se tornado um dos destaques da região.

4. Bairro Gótico

O Bairro Gótico, em catalão El Gòtic, pertence ao distrito de Ciutat Vella e leva o nome pelo estilo arquitetônico empregado na maioria das construções ali presentes. É o bairro mais antigo de Barcelona e suas origens remontam ao Império Romano, com várias ruínas da época ainda espalhadas pelo local.

Uma bicicleta parada nas ruas de Barcelona

Entre suas atrações, destacam-se estas 5:

  • Catedral de Barcelona
  • Plaça Sant Jaume
  • Plaça Del Rei
  • Plaça Del Pi
  • Moll d’Espanya

Oficialmente conhecida como Catedral de la Santa Creu i Santa Eulàlia, a Catedral de Barcelona é uma igreja gótica construída nos séculos XIII e XV.

a área externa da Catedral de Barcelona durante o Festival de Santa Eulália
A entrada da Catedral de Barcelona no dia de Santa Eulália

A catedral é dedicada à Santa Cruz, em que Jesus foi executado, e também à Santa Eulália, patrona da cidade de Barcelona.

Conforme diz a história, Santa Eulália foi uma mártir da época romana que se recusou a abandonar o cristianismo, proibido em um estado pagão como o romano. Foi morta sendo posta em um barril cheio de vidros e facas, que foi lançado colina abaixo, na rua que hoje é chamada de Baixada de Santa Eulália.

a catedral de barcelona

Seus restos mortais se encontram ali até hoje, na cripta da catedral. No dia 12 de fevereiro o Festival de Santa Eulália ocorre na frente da igreja.

Já a Praça de São Jaime se destaca entre as principais de Barcelona, pois é aqui que estão o Palácio da Generalidade da Catalunha (sede da Presidência da Generalidade da Catalunha) e a Casa da Cidade de Barcelona.

Seu aspecto atual existe desde 1823, quando o local passou por uma remodelação, com destaque para a construção da nova fachada da Casa da Cidade. O nome da praça vem da Igreja Paroquial de São Jaime, que ocupava o local na época medieval.

Outra praça famosa de Barcelona, a Praça do Rei, conta com edificações da realeza que remonta à Idade Média. Nela, o principal prédio é o Palau Reial Major, de estilo gótico, que abrigou os condes catalães até o século XV e tem uma grande torre, ao passo que a parte interna tem belos salões.

A capela real de Santa Ágata fica no topo da antiga muralha romana, ao passo que o Palau del Lloctinente fica bem próximo.

A Casa Clariana-Padellàs é a casa do Museu d’Història de Barcelona (MUHBA), ideal para quem quer conhecer detalhes históricos bem interessantes sobre a região, principalmente sobre seu período romano.

Já a Praça de Pi é pequena, mas repleta de restaurantes antigos e bares e antiquários. O nome veio de um bosque de pinheiros que rodeava a região e ainda existe um grande pinheiro no meio da praça, em frente à Basílica de Santa Maria Del Pi.

o cais do moll d'espanya visto do alto
Foto de Artemy Streltsov via Unsplash

Por último, o Moll d’Espanya é um cais conectado ao Moll de la Fusta por uma passarela com formato de onda, chamada de Rambla de Mar, que gira para permitir a entrada de barcos na marina que se localiza atrás dele.

Atrás do cais há o shopping Maremàgnun, que também é um complexo de alimentação e entretenimento, mas a maior atração é o L’Aquàrium, com um túnel de 80 metros por onde podem ser vistos tubarões, o que cria uma vista sensacional.

5. Las Ramblas

Na lista do que fazer em Barcelona da maioria dos turistas você certamente se deparará com Las Ramblas, uma rua repleta de lojas, restaurantes, bares e afins.

vista das ramblas de Barcelona

Exclusiva para pedestres e inteiramente arborizada, é um lugar ótimo para comer, onde é possível sentar tanto nas mesas dos restaurantes como nas que ficam no meio da rua, onde é possível ver o movimento das pessoas e a vida cosmopolita da região.

Já no final das Ramblas, perto do mar fica o Mirador de Colón, que passou pela reforma da orla de Barcelona em preparação à Exposição Universal de 1888, tem, no topo de uma coluna com 60 metros de altura, uma estátua de Cristóvão Colombo criada pelo escultor Rafael Atché.

Acredita-se que a estátua esteja apontando para a saída de Barcelona pelo mar, mas figurativamente, o intuito seria de representar as Américas.

6. Mercado la Boqueria

O mercado la Boqueria com várias pessoas em sua entrada

O Mercat de la Boqueria é um grande mercado em que há sucos, saladas de frutas, peixes e frutos do mar, entre centenas de outras opções, com preços bem convidativos quando comparado aos restaurantes da região. Ótimo para fotos também.

7. Caminhar pelos bairros de Gràcia e Eixample

O bairro de Gracia visto do alto de um hotel

Dois bairros vizinhos lindos. Gràcia ainda guarda algumas características de quando era uma área rural independente da Catalunha e tem mercados bem interessantes.

Já Eixample tem muitos prédios modernistas, com quadras simétricas e avenidas bem largas, bem como lojas elegantes. Além disso, a Casa Batlló, a Casa Milà e a Sagrada Família também ficam neste bairro.

8. Parque de la Ciutadella e Arco do Triunfo

O Parc de la Ciutadella é um dos principais pontos turísticos de Barcelona por ser o mais antigo da cidade. Sua inspiração veio do Jardim de Luxemburgo, em Paris, e é uma opção para relaxar a mente em meio à natureza.

O que fazer em Barcelona: o Arco do Triunfo

O parque também conta com o Arco do Triunfo, obra de estilo neomudèjar que foi planejada por Josep Vilaseca i Casanovas e inaugurada em maio de 1888 como entrada para a famosa Exposição Universal de 1888, uma feira mundial muito famosa na época.

Por ser uma região ampla, é muito bom visitar a região de bike, com tour guiado que ainda passa pelo Parque Olímpico e pela Barceloneta.

9. Barceloneta

Um bairro bastante popular e a beira mar, com um peculiar formato triangular, La Barceloneta é um ambiente tranquilo, com praia, porto e muita história.

praia e bairro da barceloneta vistos do alto
Foto de Enes via Unsplash

Construído no século XVIII, o projeto foi do conde e engenheiro Prosper Verboom, com o intuito de receber os moradores de La Ribera, cujas casas foram demolidas por ordem de Felipe V para a construção da Cidadela.

Alguns pontos de interesse são os seguintes:

  • Passeig Marítim de la Barceloneta
  • Peixe de Frank Gehry
  • Escultura El Cap de Barcelona
  • Mercado de La Barceloneta

O Passeio Marítimo da Barceloneta fica ao lado do mar e vai de Barceloneta ao Porto Olímpico. De carrinhos de bebê a corredores e ciclistas, a vista para o mar é fantástica.

El Peix é uma obra muito famosa de Frank Gehry, arquiteto canadense que o desenvolveu por conta dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992. A escultura tem 35 m de altura e 54 m de comprimento e é feita com uma trama de aço inoxidável que se parece com as escamas de um peixe, cujo aspecto varia de acordo com a intensidade e a direção dos raios do sol. Um dos ícones da cidade.

praia da barceloneta lotada durante o verão
Foto de Federico Giampieri via Unsplash

Outra escultura famosa é El Cap de Barcelona, do americano Roy Lichtenstein. Também feita para as Olimpíadas de 1992, é uma obra surrealista que retrata a cabeça de uma mulher decorada como um mosaico de azulejos. Lichtenstein quis trazer um estilo similar ao que Antoni Gaudí usava em suas obras.

O Mercat de La Barceloneta foi construído em 1884 e foi totalmente reformado em 2007 pelo arquiteto Josep Miàs com um projeto vencedor de prêmios. É relativamente pequeno e tem bancas de vários tipos. Melhor de se visitar pela manhã, quanto todas estão abertas.

Um de seus acessos tem placas memoriais que lembram os atentados que atingiram a região, como na Guerra Civil Espanhola, cujos bombardeios atingiram o bairro de La Barceloneta e o próprio mercado, deixando a área destruída.

10. Mercado del Born

O Mercat del Born é uma das principais construções de ferro da Catalunha, além de ser a maior praça coberta de toda a Europa e de ter marcado o início do modernismo na arquitetura catalã.

O interior do mercado el born cheio de ruínas

De formato retangular, foi desenhado pelo mesmo arquiteto do Parc de la Ciutadella e construído entre 1874 e 1878, ano em que iniciou suas operações.

Hoje, o local serve como um museu com ruínas incríveis que mostram exatamente como era a vida dos locais no século XVIII.

11. Plaça d’Espanya e Museu de Arte da Catalunha

Construída para atender a Exposição Internacional de 1929, essa é uma das maiores e mais importantes praças catalãs.

O que fazer em Barcelona: a Praça de Espanha

Abriga o Shopping Las Arenas – que era uma antiga arena de tourada, a Fonte Mágica de Montjüic com o Pavilhão Alemão da Feira Universal de 1929 – que conta com a linda casa modernista construída pelo arquiteto alemão Mies van der Rohe, e as torres Campaniles, inspiradas no campanário veneziano de São Marcos.

Palácio Nacional de Montjüic

Ali também há o edifício do Palácio Nacional de Montjüic, o qual por sua vez abriga o Museu Nacional de Arte da Catalunha (MNAC), considerado como detentor da mais completa coleção de arte românica do mundo.

12. Fortaleza de Montjuïc e Parque Olímpico

No topo do Parque de Montjuïc existe uma fortaleza que é símbolo da repressão e foi palco das batalhas pelas quais Barcelona já passou.

O castelo de Montjuic

De localização privilegiada, é possível ver toda a cidade.

O castelo tem estilo do século XVIII, quando foi remodelado em decorrência dos estragos da Guerra da Sucessão.

Para ir ao seu topo é possível ir a pé ou de teleférico, com lindas vistas pelo caminho.

o Estádio Lluys Companys

Na descida aconselhamos ir a pé pela encosta do castelo, onde fica o museu da Fundação Miró – com com obras do famoso artista catalão Joan Miró, e o Passeio Olímpico com seus enormes ginásios e o Estádio Lluys Companys, o complexo esportivo e a Pira Olímpica original.

13. Camp Nou

vista de parte das arquibancadas do camp nou com o simbolo da nike em destaque
Foto de Huy Phan via Unsplash

Estádio do Barcelona, foi inaugurado em 1957, com projeto do arquiteto Francesc Mitjans, e tem a maior capacidade da Europa, com lotação de 99.354 pessoas, o que também o coloca como um dos maiores do mundo.

Além de poder assistir aos jogos, também é possível fazer um tour pelo estádio com o Camp Nou Experience.

14. Escultura El Gat

Esta escultura de um gato se transformou em um dos símbolos de Barcelona e do bairro de Raval.

A obra do colombiano Fernando Botero foi comprada pelo Conselho da Cidade de Barcelona em 1987 e até o ano de 2003 foi colocada em diferentes lugares, até encontrar seu destino atual: o final da avenida Rambla del Raval.

15. MACBA e CCCB

praça em frente ao macba em barcelona
Foto de Guille Álvarez via Unsplash

Aqui, temos dois museus: o Museu de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA) e o Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona (CCCB), ambos ideais para os amantes da arte contemporânea.

O MACBA, inaugurado em 1995, é mais voltado à transmissão da arte e cultura aos visitantes, ao passo que o CCCB, que ocupa parte da antiga Casa de Caritat, construída em 1802 e servindo como museu desde 1957, é tido como um espaço de criação e produção artística.

Ambos ficam bem próximos, valendo planejar a visita no mesmo dia.

16. Igreja Santa Maria del Mar

A Igreja de Santa Maria do Mar é um templo com estilo gótico no bairro de Ribera, próxima à praça de Fossar de les Moreres. Sua construção se iniciou em 1329 e a abertura se deu em 1383.

Ela traz as lápides de Pedro de Coimbra e do Condestável de Portugal, além de ter recebido o corpo do Rei de Aragão entre 1463 e 1466.

17. Museu Picasso

Como o nome deixa claro, este museu é dedicado à obra de Pablo Picasso, pintor espanhol que nasceu em Málaga, embora tenha vivido durante muitos anos em Barcelona. O espaço foi inaugurado em 1963 e traz mais de 4 mil obras do artista, principalmente do início da sua carreira.

Um ponto interessante é que as obras se dividem entre as fases do pintor, o que deixa ainda mais clara a evolução pela qual passou em sua trajetória.

18. Palácio da Música Catalã

Para fechar a lista dos pontos turísticos de Barcelona, trazemos um espaço perfeito para os amantes da música: o Palau de la Música Catalana, projetado por Lluis Domènech i Montaner e, portanto, com estilo modernista.

A construção ocorreu de 1905 a 1908, tendo como objetivo atender a orquestras e outros concertos instrumentais. Além disso, o palácio conta com visita guiada.

Atualmente, o espaço é usado para obras teatrais, atos culturais, além das apresentações músicas clássicas e populares. Em 1997, o palácio foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Salve estas dicas de Barcelona no Pinterest!

Há muito o que fazer em Barcelona. A capital da Catalunha é a mais visitada da Espanha e agrega vários tipos de atrações turísticas diferentes, que vão desde o Império Romano até os dias atuais. A cidade já era famosa, mas ganhou notoriedade internacional por ter sido anfitriã dos Jogos Olímpicos de 1992, o que fez com que ela se tornasse uma das principais atrações da Espanha. Nesse texto separei as atrações mais importantes na hora de saber o que fazer em Barcelona.
Opções realmente não faltam, o que agrega um valor cultural, artístico e histórico imenso a Barcelona. A cidade apresenta uma ampla e bem servida rede de metrô com 12 linhas que atendem a grande parte das atrações. Adicionando o metrô a uma dose de caminhada, você consegue conhecer a maioria dos pontos turísticos de Barcelona.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGEM AÉREA

Use o Kayak para descobrir qual empresa tem as passagens aéreas mais baratas para sua viagem.

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

Já no Hotéis.com você pode parcelar o pagamento das diárias em até 12x!

AIRBNB

Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
rbbv abbv
Banner Seguros Promo

publicidade

hospedado por infinite cloud computing