Home » Destinos » República Tcheca » O Que Fazer em Praga: as 20 melhores atrações da cidade
República Tcheca

O Que Fazer em Praga: as 20 melhores atrações da cidade

o que fazer em praga: vista do rio moldova

Ao planejar o que fazer em Praga é bom ter em mente que a capital da República Tcheca é hoje uma das cidades mais procuradas e visitadas da Europa.

Então, se puder, evite os meses de alta temporada, no verão, pois as ruas de Praga estarão tão cheias que o passeio se torna uma estressante maratona.

Fora isso, Praga é uma cidade incrível e única. Um roteiro pela cidade agrega muitas atrações turísticas, além de apresentar um dos centros históricos mais bem preservados da Europa.

Praga é muito mais do que uma cidade medieval

Com uma arquitetura belíssima, repleta de vida cultural, museus e o maior castelo do mundo, Praga é um destino obrigatório a quem vai até o Leste Europeu. Em conjunto com Budapeste, Viena e Bratislava, forma um roteiro perfeitinho pela região.

A capital da República Tcheca sofreu pouco durante as grandes guerras em relação às outras grandes cidades da Europa. Além disso, ficou por várias décadas isolada na Cortina de Ferro, por isso conserva muito de suas construções intactas.

Mas se engana quem acha que a cidade tem somente atrações antigas por conta de suas construções medievais. Há também muitos pontos turísticos modernos como o Monumento e Museu em homenagem a Franz Kafka, e também a intrigante Casa Dançante.

Com o fim da União Soviética, o Leste Europeu voltou a entrar na rota do turismo e atualmente Praga é uma das cidades mais visitadas do mundo.

O que fazer em Praga: as 20 melhores atrações da cidade

Apesar da capital da República Tcheca não ser uma cidade tão grande, é necessário planejar muito bem o que fazer em Praga, pois há muitos lugares para conhecer que são grandiosos e tomarão um tempo considerável da sua visita.

Caminhar é a forma mais fácil e agradável de conhecer uma cidade, e não é diferente em Praga, principalmente porque as atrações não ficam longe uma das outras. Ainda assim, para quem tiver tempo curto ou dificuldades em locomoção, há transporte público lá como o metrô, ônibus e bondinhos. Para alguns lugares mais afastados eles são imprescindíveis.

É sua primeira vez na cidade? Reserve sua vaga num Free Tour para se familiarizar com as atrações de Praga. É de graça e tem três saídas diárias. Depois visite novamente os locais com mais calma, por conta própria.

Mesmo que as grandes atrações de Praga estejam próximas, sempre recomendamos organizar a viagem para poder aproveitar o máximo. Adquirindo o Prague Card o visitante economiza tempo e dinheiro.

O cartão pode ser usado por 2, 3 ou 4 dias, assim você evita filas na hora de comprar os ingressos e para entrar em museus afiliados e outras atrações. Por ser um pacote, você também economiza em cada entrada. O planejamento também fica mais fácil quando já temos uma lista dos lugares que queremos visitar e os ingressos para os mesmos.

Abaixo, separamos e explicamos as 20 atrações mais legais de Praga para incluir em sua viagem:

  1. Praça da Cidade Velha
  2. Torre do Relógio e Old Town Hall
  3. Ponte Carlos
  4. Igreja de São Nicolau
  5. Museu Kafka
  6. Muro de John Lennon
  7. Sinagoga Pinkas e Antigo Cemitério Judeu
  8. Sinagoga Velha-Nova
  9. Sinagoga Espanhola
  10. Basílica de São Tiago, o Grande
  11. Torre da Pólvora
  12. Castelo de Praga
  13. Mosteiro de Strahov
  14. Casa Dançante
  15. Igreja de São Cirilo e Metódio
  16. Monumento da Cabeça de Kafka
  17. Praça Venceslau
  18. Castelo de Vysehrad
  19. Parque e Torre Petrín
  20. Museu do Trabant

1. Praça da Cidade Velha

O Centro Histórico de Praga é uma região encantadora, praticamente um museu a céu aberto, onde podemos conhecer a história mais antiga de Praga.

A Praça da Cidade Velha é o coração da cidade e pode ser conhecida toda a pé, pois as atrações estão todas agregadas no mesmo perímetro.

O que fazer em Praga: A Praça da Cidade Velha vista do alto da Old Town Hall

Lá também ocorrem as Feiras de Páscoa e de Natal, com barraquinhas de comida e bebidas tradicionais, presentes e concertos natalinos.

Ali, há pelo menos quatro locais essenciais para conhecer na Praça e aprender sobre a história de Praga:

  • Estátua de Jan Hus
  • Igreja de São Nicolau
  • Igreja de Nossa Senhora de Týn
  • Stone Bell House

O Monumento a Jan Hus foi construído em 1915 para celebrar 500 anos do martírio do padre que dá o nome à estátua. Ele foi um importante teólogo do final do século XIV.

Foi queimado neste mesmo local, em 1415, pois criticava a Igreja Católica e propunha reformas como falar a língua local e não o latim durante as missas, por exemplo. No século seguinte, ele serviu de inspiração para os líderes da Reforma Protestante.

Falando em protestantismo, a Igreja de São Nicolau da praça da Cidade Velha é hoje uma igreja protestante, do segmento de Jan Hus, chamado hussita. Mas originalmente a igreja foi construída como um prédio ortodoxo. Encanta pela sua arquitetura gótica misturada com barroca.

O que fazer em Praga: o interior da igreja de São Nicolau
O interior da Igreja de São Nicolau

Assim como um grande número de igrejas em homenagem a Nossa Senhora, a Igreja de Nossa Senhora de Týn tem estilo gótico. É a principal igreja da Cidade Velha com a construção iniciada no século XIV. Para visitá-la é preciso encontrar o beco entre as muitas casinhas construídas na praça, passando por um arco ao lado do Ristorante Caffe Italia.

Ainda na praça, a Stone Bell House tem esse nome pó causa de um sino pendurado em sua parede externa. É uma das casas mais antigas de Praga e chegou a abrigar alguns reis da Boêmia temporariamente.

O interior da Stone Bell House
Uma das salas da Stone Bell House

Tem 3 andares e seu estilo é gótico, como a maioria das construções da Cidade Velha. Atualmente, é a sede da Galeria da Cidade de Praga, com diversas exposições e obras modernas, que contrastam com o estilo gótico original do prédio.

2. Torre do Relógio e Old Town Hall

O Relógio de Praga foi inaugurado em 1410 e funciona até hoje, mas quando visitamos em 2018, ele estava em reforma.

relógio astronômico de praga
Foto por Jack Hunter via Unsplash

A fachada do relógio é composta por dois relógios, na verdade. Há um relógio astronômico, que mostra a posição do Sol, da Lua e dos planetas no céu no momento exato e um outro adornado com os símbolos do zodíaco.

A fachada gótica da Torre do Relógio é composta por santos católicos e ao redor do relógio principal aparecem os 12 apóstolos de Jesus à direita e à esquerda a cada hora. A impressão que temos é que os 12 apóstolos estão caminhando, sendo esse momento chamado de “a caminhada dos apóstolos”.  

A Torre do Relógio foi parcialmente destruída no final da Segunda Guerra Mundial, mas foi toda restaurada rapidamente.

Hoje, é possível subir nela para ver o funcionamento do relógio de lá de dentro. Para entrar, é preciso acessar a Old Town Hall, também na praça.

Uma das salas da Old Town House, com mobília original
Uma das salas da Old Town House

A Old Town Hall é a antiga prefeitura da Cidade Velha.

Sua construção é diferente dos tradicionais prédios administrativos, pois é uma junção de pequenas casas onde diferentes setores do governo na época eram alocados.

A Old Town Hall foi construída em 1338 e desde então passou por muitas mudanças arquitetônicas. No entanto, o portal de entrada original em estilo gótico ainda está preservado.

Quando terminou de ser construída, em 1364, a Torre da Old Town Hall era a mais alta da cidade.

3. Ponte Carlos

A Ponte Carlos foi construída em 1357, a mando do rei Carlos IV. Foi ele que colocou a pedra fundamental de sua construção.

A ponte liga a Cidade Velha à Malá Strana, o bairro do outro lado do Rio Moldava. Ela tem 516 metros de comprimento e suas muretas são adornadas por imagens de santos. A construção da base é sustentada por 16 arcos, que são possíveis de ser vistos de outros pontos e garantem belas fotos.

A Ponte Carlos durante a noite, bem vazia

A Ponte Carlos é um dos maiores cartões postais de Praga, então se prepare para visitá-la repleta de turistas, especialmente no verão. Caso queira tirar fotos dela com pouca gente, sugiro ir perto do amanhecer ou depois de cair a noite.

4. Igreja de São Nicolau

Em Malá Strana está localizada a belíssima Igreja de São Nicolau, uma das principais de Praga. Construída a partir de 1673 pelos jesuítas, seu estilo é barroco e suas cúpulas são adornadas com pinturas e todo seu interior, com estátuas e pinturas.

A fachada da Igreja de São Nicolau

Malá Strana, aliás, significa “Cidade Inferior” e a região é caracterizada por seus edifícios de arquitetura barroca. Ao planejar o que fazer em Praga, um passeio por suas principais ruas valem um dia inteiro de viagem.

Uma vez na Igreja da São Nicolau, é possível subir em sua torre para ter uma vista da cidade, que é simplesmente de tirar o fôlego.

5. Museu Kafka

Apesar de seus livros terem sido escritos em alemão, Franz Kafka era tcheco. O escritor é um dos autores mais importantes da literatura moderna.

No Museu Kafka estão expostos detalhes do cotidiano do autor e objetos pessoais. Mas o mais importante são as primeiras edições de seus romances e novelas, fotos e as correspondências trocadas por ele com pessoas que foram imortalizadas em seus livros.

Praga é uma cidade importantíssima dentro da obra de Kafka, fato que é reforçado na visita.

6. Muro de John Lennon

Após o assassinato de John Lennon no final de 1980, uma homenagem ao músico começou a ser feita em um muro de Praga.

Na época a cidade ainda pertencia ao regime socialista e o grafite foi classificado como vandalismo e apagado. No entanto, pintaram novamente e toda vez que a polícia apagava, pintavam de novo e de novo.

O Muro de John Lennon, completamente grafitado, bem colorido

Hoje, o muro é uma obra em constante transformação, sendo modificada a todo o momento. Ou seja, o muro nunca será o mesmo caso você visite Praga mais de uma vez.  

No início, os desenhos e as frases eram em homenagem aos Beatles, com trechos de suas letras e referências ao movimento hippie. Atualmente, podemos ler mensagens de paz e amor, homenagens a eventos políticos atuais, além de claro, a clássica imagem de John Lennon.

Vale a visita pela liberdade que representa e também pelo contraste com a arquitetura barroca de Malá Strana e a gótica da Cidade Velha.

7. Sinagoga Pinkas e Antigo Cemitério Judeu

A Sinagoga Pinkas foi construída em 1535 para a família judaica Horovic. É o segundo templo judeu mais antigo da cidade.

O interior da Sinagoga Pinkas, com teto abobadado e com um baldaquino no centro
Interior da Sinagoga Pinkas

Atualmente, além de ainda estar em atividade para os eventos religiosos, a Sinagoga funciona como um memorial dedicado às vítimas do Holocausto. O nome de todos os judeus tchecos desaparecidos e mortos durante a Segunda Guerra Mundial está escrito nas paredes da sinagoga e também há uma exposição com desenhos de crianças judias que estiveram aprisionadas no gueto de Terezin.

Por ainda ser usada para fins religiosos, é bom ficar atento aos feriados judaicos antes da visita.

Os milhares de jazigos no Antigo Cemitério Judeu

A sinagoga dá acesso ao Antigo Cemitério Judeu, que funcionou entre os séculos XV e XVIII. Como não havia mais espaço, muitas sepulturas foram colocadas em cima de outras e hoje é um dos cemitérios mais impactantes que já visitamos. São tantos túmulos acumulados, que forma um jardim de jazigos de uma forma bem dramática.

Ambos fazem parte do complexo do Museu Judaico de Praga. O acesso é gratuito com o Prague Card.

8. Sinagoga Velha-Nova

Sinagoga Velha-Nova vista de fora

A Sinagoga Velha-Nova é a mais antiga da Europa, datada de 1270, e funciona até hoje como local religioso.

É uma das primeiras construções em estilo gótico de Praga, mesmo sendo judaica e não cristã.

9. Sinagoga Espanhola

A Sinagoga Espanhola data de 1868 e foi construída em cima da Velha Sinagoga da cidade. Hoje é a sinagoga mais nova do Bairro Judeu, um dos principais bairros onde turistas se hospedam na cidade.

Possui esse nome devido ao estilo arquitetônico na qual ela foi construída, inspirada nos prédios mouros do sul da Espanha.

O interior super decorado da incrível Sinagoga Espanhola

Hoje, a sinagoga pertence ao Museu Judaico de Praga e ainda funciona como local religioso. Em seu interior também ocorrem apresentações musicais.

Durante a ocupação nazista ela foi utilizada como depósito pelos alemães. Por conta disso, hoje há um memorial do Holocausto, que também pode ser visto no local. Nele há uma exposição sobre os judeus após a Segunda Guerra Mundial até os anos atuais.

10. Basílica de São Tiago, o Grande

A Basílica de São Tiago faz parte do complexo do mosteiro da ordem franciscana em Praga. Com estilo barroco, o interior da Igreja é impressionante pelas obras de arte, pelas pinturas de Peter Brandl e enormes colunas de mármore.

O interior da Igreja de São Tiago, o Grande

Famosa por ter uma ótima acústica, concertos de órgão são realizados com frequência na igreja.

Mas o que mais atrai os turistas é a mão mumificada pendurada dentro da igreja. Reza a lenda que um ladrão invadiu a igreja, e ao tentar roubar a imagem de Nossa Senhora, esta lhe segurou até o dia seguinte, quando fieis voltaram a igreja. Sua mão foi decepada e pendurada como aviso.

11. Torre da Pólvora

Durante a Idade Média, era comum que as cidades fossem fortificadas e a Cidade Velha de Praga não era diferente. Em suas muralhas, torres eram construídas nos portões de entrada da cidade, que serviam de ponto de observação também.

A Torre da Pólvora vista do lado de fora

A Torre da Pólvora é a torre mais alta da antiga fortificação e hoje é aberta ao público, de onde é possível ter vista da Cidade Velha.

Como no passado ela serviu para armazenamento de pólvora da cidade, até hoje ela é conhecida desta forma. 

12. Castelo de Praga

O Castelo de Praga é considerado pelo Guinness o maior castelo do mundo. Invariavelmente, é a primeira atração a ser colocada em qualquer lista do que fazer em Praga.

O Salão Principal do Castelo de Praga
O Salão Principal do Castelo de Praga

É importante reservar um dia da viagem dedicado somente a ele, afinal, como dito anteriormente, é o maior castelo do mundo.

A imensidão do castelo se dá em função do local agregar vários palácios, igrejas, jardins e pequenos casebres onde viviam os serviçais.

Se preferir, dá pra conhecer todo o conjunto do Castelo em tours guiados. O passeio, em inglês, parte do metrô Malostranká, já inclui o bonde de subida e dá prioridade de acesso na entrada do Castelo.

O que visitar no Castelo de Praga

O castelo começou a ser construído em 850 e seu tamanho foi aumentando aos poucos, com os prédios adjacentes e as igrejas. Todo esse conjunto é murado, como uma enorme fortaleza, num processo realizado em 1135. 

Dentre as várias edificações, o castelo abriga em seu interior importantes atrações, como as listadas abaixo:

  • Castelo
  • Catedral de São Vito
  • Grande Torre Sul
  • Basílica de São Jorge
  • Rua Dourada
  • Jardins

A área do Castelo era onde vivia a realeza da época. Com enormes salões, onde os nobres se reuniam para jantar e dançar, o castelo de Praga é um dos mais próximos à imagem de castelos comumente apresentados nos filmes hollywoodianos.

A Catedral de São Vito é uma das mais importantes catedrais de Praga e também da história da Boêmia. Os antigos reis da região eram coroados aqui.

A Catedral de São Vito vista de fora
O exterior da Catedral de São Vito

Também em estilo gótico, ela começou a ser construída em 1344, durante o reino do rei Carlos IX, mas só foi finalizada e aberta ao público como está hoje, em 1929, quase 600 anos depois. Além de ser a construção mais importante do Castelo de Praga, as Joias da Coroa estão aqui guardadas e é possível subir na torre e ter uma bela vista da cidade.

A Grande Torre Sul é a mais alta da Catedral de São Vito e é possível ver não só a cidade abaixo da colina, como também algumas partes do conjunto do castelo e da própria igreja.

A Basílica de São Jorge começou a ser construída em 920 e seu estilo é romanesco. Como o próprio nome diz, foi erguida em homenagem a São Jorge, um dos santos mais importantes do Leste Europeu e da cultura eslava. Como é a segunda igreja mais antiga de Praga, ela é bem diferente das outras, como a de São Vito, que é gótica.

A Rua Dourada é a encantadora ruazinha onde moravam os artesãos do castelo. Mais tarde, vários artistas passaram a viver no local, entre os quais estava o escritor Franz Kafka.

Hoje, a rua é composta por várias casinhas coloridas que funcionam como amostra de como eram na Idade Média, como lojas e também como museus.

O acesso a todas as principais áreas do Castelo estão também incluídas no Prague Card.

13. Mosteiro de Strahov

O Mosteiro de Strahov visto de fora

O Mosteiro de Strahov fica próximo do Castelo e caso você esteja com ânimo, é possível visitar ambos no mesmo dia.

O Mosteiro foi fundado em 1143 e pertence à ordem dos Mostenses. Além da Igreja da Assunção da Virgem Maria, há uma enorme e belíssima biblioteca no convento e uma galeria de arte.

14. Casa Dançante

A Casa Dançante foi construída originalmente em estilo art noveau e renovada posteriormente pelo famoso arquiteto Frank Gehry.

A fachada da Casa Dançante com um bondinho vermelho passando em frente

Unindo os dois edifícios, o antigo e o novo, a Casa Dançante passa uma ideia de movimento, que aparenta que a construção esteja dançando, daí seu nome.

O prédio ficou pronto em 1996 e foi construído para abrigar um centro cultural.

Hoje é um dos maiores cartões postais da cidade e visitar ao menos sua fachada não pode ficar de fora de sua lista do que fazer em Praga.

15. Igreja de São Cirilo e Metódio

São Cirilo e São Metódio foram dois missionários bizantinos que queriam traduzir a Bíblia do latim para as línguas eslavas. Foram eles os responsáveis pela criação do alfabeto cirílico, mais conhecido como o alfabeto russo.

A Igreja de São Cirilo e Metódio é ortodoxa, bem diferente das góticas e das barrocas da Cidade Velha e de Malá Strana, mas ela não é muito conhecida entre os turistas, o que é um pecado.

Sua história é muito interessante.

O interior da cripta nos porões da Basílica de São Cirilo e Metódio

Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, a resistência tcheca assassinou o líder da Gestapo. Alvos de represálias, os integrantes se esconderam na cripta da igreja sob a proteção do bispo.

A polícia nazista descobriu o paradeiro dos soldados tchecos e os encurralaram no interior da cripta. Os nazistas tentaram capturá-los e quando se viram sem saída, os membros da resistência cometeram suicídio. Hoje há uma homenagem a eles como heróis nacionais dentro da cripta.

Na janela, do lado de fora da igreja, ainda podem ser vistos hoje os buracos de balas disparadas pelos nazistas.

16. Monumento Cabeça de Franz Kafka

A cabeça giratória de Franz Kafka

O Monumento Cabeça de Franz Kafka é uma estátua bem diferente do que costumamos ver simplesmente porque ela se mexe.

O monumento é uma obra cinética da cabeça do escritor. Tem 10m de altura e é composta de várias lâminas de aço que giram em diferentes direções, mostrando a mente confusa e intensa de Kafka.

17. Praça Venceslau

Se a Praça da Cidade Velha é o coração do centro histórico, a Praça Venceslau é o equivalente na Cidade Nova.

No local, assim como na Praça Antiga, também ocorrem mercados de Natal e uma grande festa no Ano Novo.

A Praça Venceslau em pleno verão, com céu azul e muitos jardins

No entanto, por ficar longe do circuito das atrações antigas da cidade, a praça é rodeada de hotéis, ótimos restaurantes, bares e lojas, sendo um local ideal e mais sossegado para terminar o dia.

Durante a Revolução de Veludo, em 1989, a Praça Venceslau foi palco de diversas manifestações, que deram o fim do regime socialista na República Tcheca.

18. Castelo de Vysehrad

O Castelo de Vysehrad fica fora da rota turística do centro histórico e são poucos os turistas que vão até lá. É uma pena, porque foi um dos lugares mais surpreendentes que visitamos em Praga.

A vista para o rio do alto do Castelo de Vysehrad

O castelo é superacessível de metrô, andando pela linha C, o que torna indesculpável não visitar ao local.

Uma das grandes atrações são as estátuas originais da Ponte Carlos, que estão lá expostas e protegidas de vandalismo e do tempo.

As estátuas originais da Ponte Carlos no Castelo de Vysehrad
As estátuas originais da Ponte Carlos no Castelo de Vysehrad

Além da vista única da cidade, que misturam as muralhas com o rio Moldava, recomendamos o tour guiado por seus porões, que mostram os gélidos corredores subterrâneos. Lá estão expostas as estátuas, conservadas devido às baixas temperaturas naturais do local. Uma dica preciosa: leve casaco para o tour, mesmo no verão.

A área externa é composta por um lindo parque na beira do rio, onde é possível caminhar e recuperar um pouco as energias.

No final do ano, há uma grande festa de Ano Novo lá.

19. Parque e Torre Petrín

Vista de toda Praga do alto da Torre Petrín
Praga vista da Torre Petrín

O Parque Petrín também fica longe do centro histórico, mas também é possível chegar lá de metrô e de bonde.

O parque e sua torre, uma miniatura da Torre Eiffel de Paris, ficam em uma colina. É possível subir até a base da torre de teleférico e descer a pé.

Para subir até o topo da torre o visitante pode contar com elevadores para facilitar o acesso de quem não quer subir as escadas. Garantimos que lá do alto o visitante terá uma bela vista da cidade.

20. Museu do Trabant

Afastado do centro de Praga, o Museu do Trabant é acessível de bonde.

Durante a Guerra Fria, muitos dos países que estavam sob a chamada Cortina de Ferro usavam este carro como meio de transporte. Feito de plástico, ele era uma opção barata de ser produzida e acabou se tornando símbolo de uma época.

Vários Trabants no interior do museu

Sua fábrica era na Alemanha Oriental, sendo vendido em outros países da cortina de ferro, dos quais a antiga Tchecoslováquia fazia parte.

Hoje ele não é mais fabricado, mas é um objeto disputado por colecionadores de automóveis por existirem poucos circulando no mundo atualmente.

Salve estas dicas de Praga no Pinterest!

Conheça todas as dicas de o que fazer em Praga, desde suas atrações mais famosas até as desconhecidas, todas com muita importância.
Todas as dicas de o que fazer em Praga, as melhores atrações para todos os gostos, como se locomover e onde tirar as melhores fotos.
 

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGEM AÉREA

Use o Kayak para descobrir qual empresa tem as passagens aéreas mais baratas para sua viagem.

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

AIRBNB

Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe até R$180 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
rbbv abbv
Banner Seguros Promo

publicidade

hospedado por infinite cloud computing