facebook pixel
Home » Finanças » Cartão Payoneer: como fugir do IOF em viagens para o exterior
Finanças

Cartão Payoneer: como fugir do IOF em viagens para o exterior

cartão payoneer fugir do iof em viagens

No final de 2013, o Governo brasileiro aumentou para 6,38% o IOF cobrado sobre o uso do cartão de débito e sobre saques em caixas eletrônicos em moeda local em uma viagem para o exterior. A partir deste momento ficavam igualadas as taxas que antes eram cobradas apenas para quem usasse o cartão de crédito.

Isto foi um baque para muitos viajantes, que assim como nós, confiavam nestas modalidades para carregar o orçamento de suas viagens e agora teriam que transportar dinheiro em papel moeda (a única modalidade que não sofreu com o aumento), voltando a depender de casas de câmbio, ou simplesmente aceitar que toda viagem ficaria 6% mais cara instantaneamente.

Como fugir do IOF em uma viagem para o exterior

Num período curto ou em uma só transação pela internet esses 6,38% podem não parecer muita coisa, mas quando você faz uma viagem para o exterior, especialmente de longa duração, ou se você decidir viver como nômade digital, encontrar formas de fugir do IOF e economizar parte deste dinheiro pode fazer a diferença para quem vive com orçamento apertado.

Leia mais: Saiba como funciona o Transferwise para transferências internacionais

quanto custa viajar por house sitting vida cigana

Uma das soluções que nós encontramos inicialmente foi abrir uma conta bancária no exterior – na Nova Zelândia, onde começamos nossa viagem – pois transações internacionais por ordem de pagamento também não estão enquadradas na nova regra, sendo ainda uma boa opção para fugir do IOF. Mas nem todos os países – poucos na verdade – são abertos a esta ideia de permitir criar uma conta em banco local com um visto de turista, o que leva a pensar em outras saídas.

Leia mais: Como abrir uma conta bancária na Europa com o Banco N26

Um cartão de débito emitido no exterior

Como o aumento do imposto é limitado a cartões emitidos em território brasileiro, uma opção para fugir do IOF em uma viagem para o exterior é ter um exemplar que seja gerado em outro país: os Estados Unidos, por exemplo.

A Meca do capitalismo oferece zilhões de formas de fazer o dinheiro circular pelo mundo e conseguir um cartão de debito emitido por lá não é tão complicado, mesmo para quem vive no Brasil.

Pense que a internet tornou possível que uma empresa europeia contrate remotamente um técnico de informática na Índia, ou que um designer na África do Sul ofereça seus serviços a clientes americanos, ou que você aí no Brasil trabalhe como freelancer, venda produtos e ofereça serviços para pessoas de qualquer lugar do mundo. As possibilidades são infinitas e toda essa gama de transações internacionais daria um nó nos bancos do mundo todo, tamanha a burocracia que teria que ser superada.

É como solução para estas transações que surgiu a solução que nos ajuda a fugir do IOF cobrado em viagens internacionais: o cartão Payoneer.

O cartão Payoneer

A Payoneer é uma empresa que oferece justamente este serviço: um cartão de débito, com bandeira da MasterCard, emitido nos Estados Unidos, que qualquer pessoa pode usar para receber pagamentos por seus serviços prestados na internet. Funciona da mesma forma que uma conta virtual no Paypal, por exemplo, mas com a enorme vantagem de vir com um cartão MasterCard, que permite que seja utilizado em compras virtuais, presenciais e até saques em caixas eletrônicos.

E como se ainda não fosse pouco, associado a cada cartão Payoneer é fornecida uma conta virtual no Bank of America que faz com que todos os valores enviados aos dados desta conta sejam automaticamente carregados no cartão.

Enviar seus pagamentos por serviços freelancers ao cartão Payoneer faz com que na prática seu dinheiro nunca entre de fato no Brasil, evitando assim a cobrança do IOF em todas as transações realizadas, incluindo nisso aquela sua viagem ao exterior.

As outras taxas cobradas

O cartão Payoneer vem com uma taxa de anuidade, mas esta pode ser abonada caso você solicite o seu através de alguma empresa parceira que ofereça isenção. Também são cobrados valores pequenos para saques e extratos em caixas eletrônicos e pedidos de segunda via do cartão. No entanto, toda transação feita pela internet é livre de cobranças, o que o torna ótima opção para compras internacionais em dólares. Veja aqui os valores cobrados.

Note que mesmo cobrando taxas para cada saque, o cartão segue como uma opção interessante para fugir do IOF, visto que estes valores ficam reduzidos frente aos 6% de aumento que os cartões brasileiros sofreram em 2013.

Quem pode solicitar um cartão Payoneer?

A princípio qualquer pessoa pode fazer o pedido e receber o cartão Payoneer em casa, mas ele só vai ser útil mesmo a quem, de alguma forma, consiga receber pagamentos pela internet.

Cartão Payoneer: como fugir do IOF em viagens para o exterior

Como algumas sugestões, entre as empresas que já trabalham com o cartão Payoneer (mas a gama de possibilidades é imensa), você pode:

  • Vender um livro digital na Amazon.
  • Vender produtos através de marketing de afiliados no ClickBank ou no Matomy
  • Oferecer seus serviços como freelancer no UpWork (o antigo oDesk)
  • Tornar-se um designer do 99 Designs
  • Traduzir documentos no Net Translators
  • Vender suas fotos no Istock ou no Getty Images.
  • Alugar seu quarto ou apartamento no Airbnb
  • Criar uma loja e vender artesanato no Etsy
  • Ou solicitar a qualquer empresa americana ou europeia com a qual você trabalhe que deposite seus pagamentos em seu cartão através da conta virtual no Bank of America.

Leia mais: Ganhe dinheiro enquanto viaja alugando seu quarto ou apartamento no Airbnb.

Outras formas de carregar dinheiro no seu cartão Payoneer

Reforço que a maneira mais fácil de conseguir que algum dinheiro seja depositado no seu cartão Payoneer é solicitando que seus pagamentos sejam depositados diretamente nele, mas existem outras formas de conseguir isso que podem ser úteis dependendo da situação em que você se encontre:

– Transferências entre usuários são gratuitas e qualquer pessoa que possua um cartão Payoneer poderá depositar dinheiro em sua conta sem pagar qualquer tipo de taxa por isso.

– É possível ainda solicitar um carregamento privado do cartão, que é feito através de um pagamento com cartão de crédito comum. Isto pode ser usado caso você tenha um cliente particular que precise pagar por um serviço e você prefira que o depósito seja feito em sua conta do Payoneer. Uma taxa é cobrada pelo serviço, mas existe a opção dela ser debitada do remetente ou do recebedor.

E atenção! Ainda que seja possível que você mesmo faça um carregamento privado em sua própria conta, note que caso você utilize um cartão de crédito brasileiro para fazer o pagamento desta modalidade não será possível fugir do IOF cobrado no país e todo o seu esforço inicial terá sido em vão.

Para tirar mais dúvidas, consulte a seção de perguntas frequentes do Payoneer.

Tem alguma dúvida? Veja mais dicas no Instagram @vidaciganablog

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

46 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

  • Ola Carlos, obrigada pelo seu post. Muito interessante. Mas ainda tenho uma duvida. Quando eu usar meu cartao do payoneer no brasil quais taxas serao cobradas?
    Quando a compra for em real sera somente convertido o valor? Tera a taxa de iOS? tem alguma taxa do payoneer para esse tipo de utilização em outra moeda?
    Obrigada

    • Oi Gabriela,
      O Payoneer cobra o valor convertido sem IOF, mas tem algum spread no valor do câmbio utilizado. Não sei dizer quanto, pois não é especificado.

  • Muito legal seu post! Eu trabalho pra appen e hoje chegou meu cartão payoneer, Eu gostaria de saber se ao usar o cartão aqui no Brasil a receita consegue minhas informações financeiras em relação ao cartão e minha conta do banco payoneer

    • Qualquer dinheiro recebido do exterior precisa ser declarado de alguma forma. Mas eu recomendo sempre que seu contador seja consultado nestes casos.

  • Olá Carlos. Tenho uma dúvida sobre o Payoneer, não sei se você vai conseguir me auxiliar. O problema é o seguinte: tenho recebido pelo payoneer sobre a prestação de serviços da minha agência de marketing. São valores bem altos, porém não são só meus, ou seja, repasso para meus parceiros pelo próprio payoneer (transferência payoneer X payoneer) e depois disso retiro a minha parte. Acaba que retiro ali por mês em minha conta bancária apenas 300~400 dólares da minha parte. Porém, chego a receber 2.000 dólares em média na minha conta Payoneer antes de repassar. A minha dúvida então é o seguinte: em termos de imposto de renda, eu teria que declarar em cima do montante total que recebo no Payoneer? Ou seria apenas em cima do que é retirado para a minha conta? A receita Federal identifica o valor total que cai na minha conta Payoneer ou apenas o que cai na minha conta bancária brasileira?

  • Já criei minha conta na Payoneer.
    Mas eles dizem que para solicitar um cartão, precisa haver um depósito de 100 dólares para ativar o possibilidade de cartão.
    O problema é que eles não aceitam contas eletrônicas e nem depósitos pessoais.

    Vocês tem alguma dica ou solução?
    Realmente é interessante esse cartão pre-pago com a bandeira mastercard.

  • Carlos, bom dia! Muito bacana seu site. Parabéns.

    A solicitação de um novo cartão Payoneer está disponível?
    Teve um período que estava bloqueado.

    Achei muito interessante a ideia do cartão Payoneer. Compensa bastante para viagens.
    Grato.
    Abs

  • Carlos, eu recebo algumas quantias pelo payoneer de trabalhos que faço na internet. Pretendo viajar em alguns meses para a Republica Dominicana e estou sempre de olho nas variações de preço das casas de cambio. Então, você acha mais vantajoso eu solicitar o cartão do payoneer e deixar esses valores que recebo por lá para usar na viagem ou transferir para minha conta brasileira e comprar dolares para levar? Acha que eu consigo sacar algum valor do cartão payoneer no aeroporto? Obrigada desde já 🙂

    • O cartão Payoneer funciona muito bem. Usei ele por anos, em vários países. Nunca fui para a Rep Dominicana, mas imagino que funcione lá também. Fica mais barato do que levar dólares, você só precisa se organizar para fazer menos saques, com valores maiores para evitar pagar muitas taxas pelo uso do caixa eletrônico.

  • Olá Carlos, gostei muito de suas postagens e dicas. Teu site está show de bola.
    Tenho uma dúvida em relação à abertura de conta e o cartão de débito. Estou planejando uma viagem de 3 semanas à Itália para uma visita familiar, e, possivelmente nos países circunvizinhos que for possível incluir na rota e no período (considerando-se tempo de deslocamento e de checkins etc.), e estou vendo uma forma de economizar com taxas nos gastos que terei por lá. Tentei abrir conta no N26 (por recomendação de minha irmã na Itália, que também recomendou o Revolut), no entanto não tenho o código fiscal lá (no caso, meu endereço temporário seria Itália), então passei a fazer novas pesquisas e fiquei sabendo deste cartão payoneer, transferwise entre outros. Nas minhas consultas havia informação de que esses cartões pré-pagos incidem IOF, e também sei que haverá cobrança de IOF na transferência (através da transferwise ou da remessaonline) de reais para euros. Pergunto então: qual seria o ideal, tentar abrir uma conta em um banco digital europeu para utilização durante a viagem (no futuro terei cidadania de lá, ainda em fila de espera) ou ter um destes cartões de débito? Pela tua experiência e conhecimento, o que me recomendas? No caso da melhor modalidade, se possível, poderias também sugerir quais empresas/plataformas são facilitadoras deste processo? (sendo que sou residente e domiciliada em SC/Brasil e meu visto será de turista neste momento, no entanto posso indicar o endereço de minha irmã na Itália, que será o meu destino). Agradeço muitíssimo tua opinião acerca deste assunto.

    • Eu recomendo o N26, mas para apenas uma viagem talvez não seja muito prático. Neste caso talvez valha usar o Transferwise, caso possa emitir um cartão no endereço de sua família

  • Tenho uma duvida bem grande em relação à Payoneer. Ela é uma mistura de cartão pre pago e conta corrente. Se seguir as regras de conta corrente, então sim, é preciso declarar qualquer dinheiro que entrar lá. Se tratar como cartão pré-pago, a forma de declaração é outra, ou seja, saldo no cartão no dia 31/12. Portanto se você usar sempre o cartão pre pago e gastar todo o dinheiro, sem transferir o dinheiro para o Brasil qual regra vale? O mesmo vale para saques em caixas eletrônicos, como declarar isso?

    • O melhor nessas horas é pegar orientação com um contador. Da minha parte o que sei é que o Payoneer é um cartão pré-pago. Não é uma conta corrente porque não tem função bancária completa.

  • Opa, tudo bem? A questão da anuidade do cartão não ficou muito clara pra mim. Faço freelas pelo Fiverr. Já tenho uma conta Payoneer mas não pedi o cartão. Pra conseguir emitir o cartão sem anuidade preciso emitir o “Fiverr revenue card” com o Fiverr e será um cartão Fiverr/Payoneer sem anuidade, é isto? Se não, não entendi exatamente por onde consigo criar o cartão payoneer sem anuidade. Qualquer ajuda será bem-vinda. Muito obrigado desde já!

  • Olá, amigo, uma pequena dúvida, gostaria de saber se um amigo meu que tem conta bancária nos Estados Unidos pode transferir dinheiro pra minha conta da Payoneer, ou só empresas podem fazer transferências?

    • As transferências são analisadas caso a caso no Payoneer. Eu nunca tentei desta forma e não saberia dizer (fiz apenas usando o Transferwise). Você pode tentar e caso não seja aceito o dinheiro vai voltar para a conta dele.

  • Boa noite Carlos, Teno um cartao Payoneer em Uss dolares e vou viajar para europa.Os valores pagos em euros serao convertidos para dolares ou teno que pedir um cartao em euros.

  • Muito esclarecedora a informação ainda mais para marinheiros de primeira viagem como eu. Contas no PAYPAL também funcionam da mesma forma?

    • Não exatamente. A conta Paypal fica vinculada ao país onde ela foi aberta. Caso você tenha aberto a sua no Brasil, as taxas cobradas serão do Paypal brasileiro.

  • Eu tenho um saldo na conta payoneer, e pretendo viajar tanto para a Europa quanto para os EUA em 2020, vocês recomendariam ter um cartão em USD ou EURO? Tem muita diferença ter um ou outro com relação as taxas?

  • Adorei seu artigo! Clarificou e ajudou muito!
    Tenho conta Payoneer há anos, mas nunca solicitei o cartão, sempre transfiro para minha conta no Brasil. Então, fiquei com uma dúvida: ter o cartão anula a função de transferir o saldo também para a conta bancária no Brasil ou continuamos com as duas possibilidades?

    Desde já, agradeço!

  • Muito interessante, no meu caso eu sou desenvolvedor de jogos, eu recebo meus pagamentos da Google por divulgação de propagandas, pago taxa a rodo para colocar esse dinheiro no meu banco brasileiro e depois pago mais taxa tendo de converter meu dinheiro de volta em dolar para pagar freelancers estrangeiros e outros serviços. Mas você disse ali que é um cartão de débito, da pra usar ele normalmente no lugar do meu cartão de crédito Nubank? não estou familiarizado com cartão de débito.

  • Bom dia Carlos,
    Deixa eu te pergunta estou indo para a Califórnia em setembro. Vale a pena fazer o cartão e mandar dinheiro pelo transferwise, para não viajar com muitos dólares?

    • Joao, se seu objetivo principal com o Payoneer não é receber valores de empresas estrangeiras ele não vale tanto a pena. é possível transferir dinheiro usando o Transferwise, mas cada transação é controlada por eles, podendo ser rejeitada se for constatado abuso.

  • oi Carlos, eu criei a conta a pouco tempo, fiz um teste pedindo para um amigo que mora nos estados unidos me depositar, gerando um pedido de pagamento e utilizei o cartão. Otimo deu certo, como é amigo paguei a cotacao do dia sem IOF, perfeito! Mas depois de 1 semana ja bloquearam essa opção e se tornou invalido para mim. La nos USA tem como uma pessoa conseguir um pre-pago, como se fosse americano mesmo, com endereco de cobrança la (se for o caso) e depois eu conseguir usar ele aqui no brasil on line, para compras em amazon, ebay, etc? Obrigado!

    • Não sei dizer, Renato. O Payoneer é mesmo muito rigoroso que estes usos pessoais. Isto foi um dos motivos que me fez passar a usar o N26, que é o que recomendo atualmente.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv