Home » Destinos » Nova Zelândia » Ilha Norte » 7 locais para se conhecer em Rotorua, Nova Zelândia
Ilha Norte Nova Zelândia

7 locais para se conhecer em Rotorua, Nova Zelândia

Ohinemutu, maori neighbourhood, rotorua, new zealand
Compartilhe este texto!

Rotorua é uma cidade neozelandesa extremamente importante, por sua história, cultura e geografia. É a região de maior concentração de população de origem maori, sendo possível visitar diversos pa (bairros) e seus tradicionais marae (casas de encontros), e também o grande centro de atividade geotérmica do país, com cada esquina da cidade expelindo vapor e odor de enxofre característicos por fissuras e bueiros.

Apresentamos neste post um rápido guia de Rotorua, listando 7 locais da cidade que sintetizam toda a mistura que ocorre na cidade. Extraímos o que há de melhor na cidade e aquilo que é obrigatório em uma visita à Nova Zelândia. Pela proximidade com Auckland, Rotorua é imperdível mesmo àqueles que planejam apenas uma visita rápida ao país.

Rotorua Museum

Museu de Rotorua, Bay of Plenty

O museu de Rotorua é praticamente o marco zero da cidade, onde grandes fluxos de turistas europeus começaram a ver a Nova Zelândia como uma opção a ser visitada. O que hoje é um museu bastante rico sobre a história do país, no século XIX foi construído como um spa para curar doenças de pele com as águas termais da cidade. Tire uma parte do seu dia e faça o tour guiado pelo museu.

Whakarewarewa

Whakarewarewa Living Maori Village, Rotorua, New Zealand

O mais antigo vilarejo maori aberto ao público, Whakarewarewa é conhecida também como A Vila Maori Viva. Lá é possível fazer um tour mais realista e ver de perto o dia a dia dos moradores, assim como as casas onde vivem, o local onde se banham, presenciar apresentações de danças, cantos e lutas e degustar o maravilhoso hangi, a refeição maori mais famosa. De quebra, ainda ver o Pohutu, um dos geisers mais bonitos do país, sem pagar pelo ingresso do Te Puia, o parque vizinho.

Ohinemutu

Ohinemutu, maori neighbourhood, rotorua, new zealand

Caso queira se afastar da massa turística e visitar um tradicional bairro maori sem pagar nada, a dica é rumar para Ohinemutu, um local às margens do Lago Rotorua e repleto de outras lagoas que expelem vapor constantemente. É bem próximo ao centro da cidade, mas com acesso por ruelas estreitas, onde é possível conversar com locais e observar crianças brincando nas margens do lago.

Saint Faith’s

Ohinemutu, maori neighbourhood, rotorua, new zealand

Ir a Ohinemutu ainda proporciona como bônus, a possibilidade de a Saint Faith’s, uma igreja anglicana próxima ao lago, com seu cemitério acima do solo (para que a atividade térmica na cozinhe os mortos). Ela é toda esculpida em temas maori, com suas paredes e vitrais diferentes de tudo que já se viu.

Lagos de Rotorua

Lagos Rotorua, Tarawera, Verde e Azul

Rotorua possui 11 lagos, de todos os tamanhos, cores e propósitos e a maioria deles escondem vulcões em seus leitos. Visitamos o Blue Lake (Lago Azul) e o Tarawera, de azuis profundos e cercados por belas árvores, o Green Lake (Lago Verde) que é sagrado, sendo proibido nadar, pescar, andar de barco, entre outras coisas, e o igualmente importante, Lago Rotorua, que nomeia a cidade e é palco de muitas lendas maori. Mas há diversos outros espalhados e vale tirar um dia inteiro para ir parando em cada um para comer um peixe e observar a paisagem.

Waiotapu

Wai-o-Tapu thermal park, Rotorua

Se toda a atividade térmica da cidade ainda não for o suficiente, ou caso queira ver tudo o que a geografia local tem a oferecer em um só lugar, Waiotapu é o lugar mais indicado à sua visita.
A região tida como O Parque das Maravilhas Geotérmicas é isso tudo mesmo. É possível, em um só local, ver inúmeros lagos com todas as cores possíveis, gêiseres, cavernas, piscinas, cachoeiras, tudo surgido a partir da atividade vulcânica em contato com diferentes minerais encontrados em suas águas.
Uma tarde passada lá é inesquecível, o parque é imenso e os lagos inacreditáveis. O mais famoso de todos é a Champagne Pool (Piscina de Champagne), com suas margens são alaranjadas e suas águas verdes e borbulhantes, como uma taça de champagne. Mesmo para quem não gosta de locais badalados, Waiotapu vale a visita sem arrependimentos.

Redwoods

Redhoods, rotorua, new zealand

Um local bastante diferente de tudo que a cidade proporciona é o parque das Redwoods, uma floresta formada por árvores gigantescas trazidas da Califórnia (fomos no parque original na Califórnia também, o Muir Woods). Muitos moradores da cidade frequentam o local para fazer caminhadas e passear com os cachorros, além de respirar um ar mais puro. A trilha mais curta dura meia hora e passa por riachos cor de safira e árvores de todos os tipos e tamanhos. Um local de paz, propício para piqueniques e caminhadas sem pressa.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Compartilhe este texto!

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

publicidade

Close