Home » Destinos » Irlanda » O que fazer em Dublin: As 10 melhores atrações da cidade
Irlanda

O que fazer em Dublin: As 10 melhores atrações da cidade

O que fazer em Dublin: O campus da Trinity College é um dos locais mais visitados pelos turistas

Para ajudar quem quer saber o que fazer em Dublin, elaboramos abaixo uma lista bem sucinta com as principais atrações da cidade. Seguindo nossas indicações, sua viagem vai incluir um pouco de tudo o que Dublin tem a oferecer sem que você ache que está deixando alguma coisa para trás durante sua visita à cidade.

Em Dublin, as maiores atrações são a Irlanda e os irlandeses

O que fazer em Dublin: a estátua de Oscar Wilde no Merrion Square

Sendo sincera, Dublin é uma cidade esteticamente estranha. Comparada com a maioria das capitais européias, ela não apresenta tantas atrações imperdíveis e suas ruas não são muito atraentes. Ela se assemelha a muitas cidades industriais, como existem aos montes no Reino Unido, mesmo a Irlanda não fazendo parte dele.

Turisticamente, a capital da Irlanda é uma cidade bastante compacta. Comparada a outras metrópoles, Dublin apresenta poucas atrações e todas muito próximas umas das outras. Desta forma, a cidade pode ser conhecida em poucos dias. Um roteiro de três dias de duração, por exemplo, talvez seja o ideal para já sair de lá satisfeito.

Porém, o que faz de Dublin especial – e cria a maior razão para ser tão desejada como um destino turístico – é seu povo. A capital da Irlanda é uma das mais encantadoras pela afetividade de sua população. Os irlandeses fazem jus à fama construída de serem simpáticos e fanfarrões. Não importa aonde você vá, eles fazem questão de puxar assunto com você e tornar sua estadia ainda mais festiva e alegre.

Uma vez em Dublin, aproveite o espírito da cidade, pois isto é o que tem de mais valioso por lá.

Leia mais: Onde ficar em Dublin, os 5 melhores bairros da cidade e dicas de hotéis

O que fazer em Dublin: as 10 melhores atrações da cidade

O que fazer em Dublin: Stephen's Green

Não é preciso muito tempo para conhecer as atrações mais importantes de Dublin. Na hora de montar seu roteiro, o turista não terá grandes problemas. A cidade é dividida pelo Rio Liffey, mas a maioria de seus pontos turísticos está localizada na área sul da cidade. Dependendo de suas condições físicas e de onde estiver hospedado, é possível ir de um local ao outro sempre caminhando.

Listamos todas as atrações mais importantes na hora decidir o que fazer em Dublin. Em cada tópico explicamos também como visitar cada uma delas. Para quem quer economizar e tem pouco tempo na cidade, o ideal é comprar o Dublin Pass, que dá direito à entrada em cada uma das atrações listadas em passes de 1, 2, 3 ou 5 dias, com ônibus hop on/hop off incluído por 24h.

  1. A Região do Temple Bar
  2. Guinness Storehouse
  3. Kilmainham Gaol
  4. Trinity College
  5. Saint Patrick’s Cathedral
  6. Dublin Castle
  7. Christ Church Cathedral
  8. As Áreas verdes em Dublin
  9. Chester Beatty Library
  10. EPIC Irish Emigration Museum

1. A Região do Temple Bar

O que fazer em Dublin: A região do Temple Bar, a área mais famosa da cidade

O Temple Bar não é somente o pub famoso do país, o local aonde todo turista vai, não. É o nome de todo o bairro onde está localizado o bar de mesmo nome. Esta área é a região mais turística da cidade e está sempre com suas ruas lotadas e bares pegando fogo.  Não por menos, a maior parte dos turistas que visita Dublin se hospeda nessa área. Dependendo da localização, pode ser incômodo pelo barulho, pois os estabelecimentos costumam funcionar até de madrugada, mas caso diversão seja o que você está procurando, ali é o lugar.

É interessante caminhar por suas ruas, principalmente à noite, com música irlandesa tocando por todos os cantos, pessoas dançando e bebendo. Almoce em um dos vários pubs da região (nós fomos ao The Old Mill três vezes, e nas três vezes eu pedi o tradicional Bangers and Mash de lá, simplesmente maravilhoso!) e aproveite para beber quantos pints de Guinness quiser, ali você não somente pode, como deve!

Já o pub Temple Bar é certamente um dos bares mais famosos do mundo. Ao entrar, cuidado para não se perder, pois ele é imenso. Funcionando desde 1840, ele ficou tão famoso que passou por inúmeras ampliações. Música tradicional ao vivo todos os dias, famosos pratos com ostras fresquinhas, e muito fervo são seus pontos fortes. Mas cuidado para não pagar mais do que deve, por ser tão procurado, os preços lá costumam ser mais salgados.

2. Guinness Storehouse*

O que fazer em Dublin: A visita à fábrica da Guinness é um dos passeios mais legais da cidade

A Guinness é minha cerveja favorita há anos, mas não é sempre que eu posso tomar, pois dependendo de onde eu esteja ela é muito cara. Eu adoro cervejas stouts (que são as mais escuras), acho as mais gostosas por mais que sejam mais pesadas, e a Guinness é simplesmente perfeita. E é claro que a empresa, sabendo da enorme fama que a cerveja tem, abriu um museu da Guinness em um dos setores da sede da empresa, que é a sexta maior cervejaria do mundo. Uma visita à Guinness Storehouse é item imprescindível na lista do que fazer em Dublin de qualquer turista.

O museu é completíssimo e muito bem montado, com alas de tirar o fôlego, vídeos, esculturas, explicações, tudo muito impactante e grandioso. Foi um dos melhores tours que fizemos em Dublin, com certeza. Lá, o turista aprende todo o processo de fabricação da Guinness que a tornou tão famosa e repassa toda sua história que já possui 300 anos. Durante o trajeto, o visitante ainda aprende a tirar seu próprio chopp e a degustar cada toque da bebida em cada canto da boca. Ao fim, ainda pode aproveitar a bebida em um terraço onde é possível ver toda Dublin do alto.

O ingresso não é dos mais baratos, mas vale muito à pena ser incluído em sua viagem, pois é bastante completo, muito dinâmico e interessante. Sua loja é uma loucura também, com vários produtos com a marca Guinness, de camisetas a malas.

3. Kilmainham Gaol

O que fazer em Dublin: A prisão de Kilmainham Gaol, um dos prédios mais importantes de Dublin

Kilmainham Gaol é uma histórica e famosa prisão em Dublin, que se tornou um dos pontos turísticos imperdíveis da cidade.

Foi construída em 1796 e aprisionou vários revolucionários que queriam a independência da Irlanda. Homens, mulheres e até crianças passaram por ali – a mais jovem tinha apenas 7 anos. Os prisioneiros que eram sentenciados à morte, por enforcamento ou fuzilados, eram executados ali mesmo, em seus pátios externos. Pelo caráter político de boa parte das sentenças de seus prisioneiros mais famosos, muita da história da República da Irlanda passou por ali, sendo o local hoje reconhecido como um dos edifícios mais importantes do país.

Por toda sua simbologia, inúmeros filmes utilizam a prisão como locação. Entre tantos destaco “Em Nome do Pai”, com Daniel Day-Lewis, um filme belíssimo sobre a guerra separatista dentro da Irlanda do Norte.

Os tours saem com hora marcada, e só é possível entrar na prisão com um guia indicado por eles. Compre com antecedência, pois os ingressos costumam esgotar dias antes, dependendo da semana.

4. Trinity College

O que fazer em Dublin: O campus da Trinity College, a universidade mais antiga da Irlanda

O Trinity College é a universidade mais antiga da Irlanda, fundada no século XVI pela rainha Elizabeth I, onde antes funcionava um mosteiro. À época o Reino da Irlanda era governado pelos mesmos monarcas da Inglaterra, que havia se tornado anglicana com o rei Henrique VIII, pai de Elizabeth. Isto fez com que todos os edifícios católicos fossem desapropriados durante esse período.

O campus é um local belíssimo, com várias áreas verdes e edifícios de arquitetura gótica. Entre os maiores destaques da Trinity College, estão a Antiga Biblioteca, que é enorme e repleta de estantes que vão até o teto, e o Book of Kells, um dos livros mais antigos do mundo, totalmente decorado com lindas imagens douradas e feito no ano 800 d.C por monges.

Para caminhar pelo campus não é preciso pagar, mas caso queira ver a biblioteca e o livro, é preciso adquirir um ingresso próprio.

5. Saint Patrick’s Cathedral

O que fazer em Dublin: O interior da Saint Patrick's Cathedral, a igreja mais famosa da Irlanda

Muita gente aí já ouviu falar da famosa festa irlandesa de São Patrício, não é? Onde todo mundo sai vestido de verde, carregando trevos de três folhas e bebendo muita cerveja. Bem, São Patrício é o padroeiro da Irlanda e ele evangelizava os celtas usando trevos de três folhas para explicar a eles sobre a Santíssima Trindade.

A Catedral de São Patrício, ou Saint Patrick’s Cathedral, em inglês, foi construída em sua homenagem em 1191, pela Igreja Católica, mas assim como o Trinity College, a edificação passou para as mãos da Igreja Anglicana durante a Reforma Protestante e assim está desde então.

Seu interior é soberbo, com várias capelas cheias de vitrais magníficos. A Lady Chapel, na minha opinião, é a mais bonita, pequena e dourada. O autor de As Viagens de Gulliver, Jonathan Swift, está enterrado na sua nave principal.

Para todo turista que busca o que fazer em Dublin, visitar a Saint Patrick’s é uma obrigação. O ingresso pode pesar no bolso de quem viaja com orçamento apertado (sim, tem que pagar para entrar na igreja), mas sua beleza compensa. Ela só abre para visitas fora do horário de missas, então é bom saber com antecedência os horários para não ser barrado na hora de entrar.

6. Dublin Castle

O que fazer em Dublin: O Dublin Castle, com sua torre antiga

O Castelo de Dublin é um edifício bastante novo, quando comparado a outros castelos europeus. Ele data do século XVIII, mas foi construído onde antes ficava um antigo castelo, erguido no século XII. A única parte original do castelo que prevalece até hoje é a Torre dos Registros. Hoje é um edifício do governo irlandês, mas no passado, durante a ocupação britânica, era a sede do governo na ilha.

É possível visitar algumas alas do castelo, assim como antigos aposentos. Caso não queira entrar, pois não é algo imperdível, só um passeio por seu pátio e jardins já são bastante agradáveis e com boas vistas para o prédio.

7. Christ Church Cathedral

O que fazer em Dublin: A Christ Church Cathedral

Christ Church Cathedral, ou no seu nome original, Catedral da Santíssima Trindade, é a catedral mais antiga de Dublin. Ela, assim como a outra igreja medieval, a de São Patrício, foi construída como católica em 1030, e durante a Reforma, tomada pela Igreja Anglicana. Devido à cátedra do bispo irlandês estar ali, é considerada a mais importante do arcebispado.

Suas apresentações musicais são bem famosas, com corais de meninos e meninas da cidade, atraindo muitos visitantes.

Outro destaque é sua célebre cripta, onde podem ser vistas estátuas, livros medievais e até um gato e um rato mumificados em seu interior. É possível adquirir o ingresso do combo igreja + cripta.

8. As áreas verdes em Dublin

O que fazer em Dublin: O Stephen's Green, um dos parques mais famosos de Dublin

Dublin é uma cidade bem cinza, mas sabe preservar seus cantinhos verdes com muito carinho. A capital da Irlanda possui inúmeros parques, de todos os tamanhos. E os irlandeses adoram deitar nos gramados para pegar um pouco de sol (quando faz sol) no verão.

Além das áreas verdes do Trinity College e do Castelo de Dublin, recomendamos incluir na lista do que fazer em Dublin outros três que são bem agradáveis e diferentes entre si: o Phoenix Park, o Stephen’s Green e o Merrion Square.

O Phoenix Park é o maior parque público da Europa e onde fica o palácio onde mora o presidente da Irlanda. Lá também pode ser visto uma espécie de veado selvagem pastando por entre os monumentos. O mais famoso dos pontos turísticos do parque é seu obelisco em homenagem ao Duque de Wellington. No Phoenix Park também fica o zoológico da cidade. Um ótimo lugar para caminhar e passar uma tarde, fazendo piquenique talvez?

Já o Stephen’s Green, por mais que o Phoenix Park seja muito maior, poderia ser considerado o Central Park de Dublin. Possui um lindo lago cheio de patos e ao seu redor passam as principais ruas e avenidas da cidade. Seu desenho atual foi financiado por Arthur Guinness, o mesmo da cerveja, que incentivou a abertura do parque a todos (antes só podia frequentar a alta aristocracia dublinense). Ali também foi palco de revoltas pela independência do país, regidas pelo IRA, o exército rebelde irlandês, que tinha como intuito libertar a Irlanda do Norte do Reino Unido e a integrar à República da Irlanda.

Além deles, o Merrion Square, bem pertinho do Stephen’s Green, é um parque bem pequeno, que contém a estátua do famoso poeta Oscar Wilde, que morava em um edifício logo ao lado. Ali é uma das regiões mais caras da cidade, e isto pode ser notado pelos diversos edifícios em estilo georgiano originais em tijolos vermelhos.

9. Chester Beatty Library

O que fazer em Dublin: A Chester Beatty Library, uma das bibliotecas mais importantes da Irlanda

É uma importante biblioteca na Irlanda que abriga a coleção de um antigo magnata, Alfred Chester Beatty. Lá, além de livros e consultas, é possível ver uma coleção de manuscritos antigos, em grande parte da Ásia e do Oriente Médio. Manuscritos e pergaminhos bíblicos também se encontram no local.

10. EPIC Irish Emigration Museum

O Museu da Emigração Irlandesa conta sobre a diáspora da população do país para outras partes do mundo, principalmente na virada do século XIX para o XX. Muitas nações hoje anglófonas possuíram grande influência irlandesa em sua colonização. A cidade de Nova York, nos EUA, por exemplo, foi desenvolvida a partir da junção de judeus, italianos e irlandeses em sua origem, e isso tornou a cidade no que ela é hoje. Uma grande leva de irlandeses partiu para os EUA no início do século XX, entrando no país através da Ellis Island, que hoje possui uma ótima exposição sobre os imigrantes em Nova York, a maioria deles vindos do país durante as guerras de independência.

É bom ver o museu irlandês e ter uma ideia de como a ida deles para diversos países se imprimem em sua sociedade atual, da mesma forma que, no Brasil recebemos grandes levas de italianos e japoneses nessa mesma época.

Sua experiência em Dublin pode ser tão legal quanto a nossa

O que fazer em Dublin: visitar a Guinness Storehouse

Frequente pubs irlandeses e deixe-se levar pelo clima da cidade. Converse com o máximo de locais que puder. Eles são muito gentis e adoram mostrar como a Irlanda é um país alegre com um povo de coração enorme. Nossa ida a Dublin foi especialmente colocada em nosso roteiro pois eu queria assistir ao show da Taylor Swift (sim, podem me zoar, mas eu adoro!), e desde a imigração (que é uma das mais restritas do mundo), fomos muito bem acolhidos, com direito a bate papo sobre o show com a agente de imigração, que parecia ser uma fã também. Nos poucos dias que ficamos lá, batemos papo com garçons, atendentes de lojas e fizemos amizades. Dublin é isso, puro afeto. Se achar a cidade feinha, não desanime, a população faz dela uma das mais especiais.

Abrindo um último parênteses, espere encontrar uma enorme (leia em caps lock) comunidade brasileira em Dublin. Sério, em cada esquina o turista esbarra com vários brasileiros. Alguns são turistas e moradores de longa data, mas a maior parte da comunidade é formada por intercambistas que você encontrará trabalhando em muitas das lojas e restaurantes locais. Até brincamos que, um dia, a Irlanda que tanto lutou para ser independente do Reino Unido, vai virar uma colônia do Brasil.

*Larissa e Carlos visitaram a Guinness Storehouse a convite da mesma. Nossas opiniões, no entanto, são as mais sinceras e refletem nossa experiência real.

Salve estas dicas de Dublin no Pinterest!

O que fazer em Dublin: As melhores e maiores atrações de Dublin em um único post, detalhado para as quantidades de dias, como ecomonizar nas entradas.
O que fazer em Dublin: Todas as atrações imperdíveis de Dublin, com todas as dicas de como economizar em sua passagem pela capital da Irlanda, que não é barata.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM
No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.
AIRBNB
Já experimentou alugar um apartamento no Airbnb? Ganhe R$100 em créditos para usar em sua primeira reserva no site.
SEGURO VIAGEM
Com a Seguros Promo é possível comparar a cotação de diversas companhias, garantindo o melhor custo/benefício na contratação. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem
ROAD TRIP
Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

Deixe seu comentário

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

House Sitting

rbbv abbv

publicidade