Home » Reino Unido » O que fazer em Glasgow: 9 motivos para visitar a cidade
Reino Unido

O que fazer em Glasgow: 9 motivos para visitar a cidade

O que fazer em Glasgow: Uma parede pintada com street art em Glasgow, na Escócia

Antes de uma visita à Escócia é importante saber o que fazer em Glasgow e não deixar a cidade de fora de seu roteiro de viagem. Apesar de Edimburgo ser a capital, Glasgow é a maior cidade da Escócia e oferece muitas opções culturais, espaços de compras e lugares divertidos para o turista que pretende conhecer o destino, sua população e cultura mais a fundo.

Com uma mistura vibrante de culturas, Glasgow tem sido chamada de “capital cultural da Escócia”. A cidade é repleta de museus, galerias de arte, locais de música ao vivo e muito mais, oferecendo aos visitantes uma experiência única e emocionante.

Com tantas opções disponíveis, é importante saber o que fazer em Glasgow para aproveitar ao máximo a sua visita.

9 dicas e lugares para visitar em Glasgow

cena musical: atividades culturais acontecendo na rua, no Centro de Glasgow, na Escócia.

Glasgow já foi conhecida como uma cidade violenta e decadente, mas hoje em dia é um dos polos culturais mais efervescentes do Reino Unido. Com apresentações artísticas, ampla cena musical, museus, lojas, vida noturna e atrações para todos os gostos, Glasgow é uma cidade tem muito a oferecer e vale a pena dedicar alguns dias para aproveitar todas as suas atrações.

Para ajudar a planejar sua viagem para Glasgow, destacamos algumas das principais áreas da cidade e as atrações que recomendamos considerar para seu roteiro:

  1. George Square
  2. Centro histórico de Glasgow: ruas como Buchanan Street, Argyle e Sauchiehall
  3. Merchant City
  4. West End: o bairro estudantil e cultural, com a Universidade de Glasgow, o Kelvingrove Park e o Museu Hunterian.
  5. Catedral de Glasgow e Necropolis.
  6. Edifícios de Mackintosh: edifícios como a Glasgow School of Art e a House for an Art Lover.
  7. The Burrell Collection: museu que inclui obras de Rodin, Degas e Cézanne.
  8. GoMA: a Galeria de Arte Moderna de Glasgow.
  9. Riverside Museum

Na cidade o que não falta são apresentações artísticas para todos os lados e as melhores lojas para quem quer fazer compras. Seus museus também são uma atração à parte. Entre no espírito escocês e veja a cidade com o bom humor que eles fazem questão de deixar espalhado em cada detalhe.

1. George Square

O que fazer em Glasgow: A George Square, a praça mais importante de Glasgow, na Escócia

A principal praça da cidade é a George Square. Ali fica a Câmara Municipal e estão dispostas diversas estátuas de reis e rainhas importantes para a história local.

A Praça serve como ponto de partida de alguns dos city tours de Glasgow e alguns outros passeios, como os ônibus hop-on, hop-off. A George Square é um ótimo lugar para começar a explorar a cidade.

Se você estiver visitando Glasgow, não deixe de incluir a George Square em seu roteiro.

2. Centro Histórico de Glasgow

O que fazer em Glasgow: A Buchanan Street, a rua mais famosa de Glasgow, na Escócia.

O Centro de Glasgow é cheio de vida, com várias ruas fechadas para pedestres, repletas de artistas de rua vestidos no melhor estilo “Coração Valente”, tocando gaita de foles e músicas tradicionais.

Além disso, Glasgow é o segundo centro comercial mais importante do Reino Unido, ficando atrás apenas de Londres, o que a torna uma das melhores cidades nesta parte do país para se fazer compras.

As ruas mais famosas da cidade não podem ficar de fora de um roteiro que explore o que fazer em Glasgow. Polo de compras da Escócia, em Glasgow as lojas ficam dentro de prédios lindíssimos e históricos.

Caminháveis, as principais ruas são fechada para pedestres, transformando-se em um grande atrativo da cidade. Vale conhecer:

  • Buchanan Street
  • Argyle Street
  • Sauchiehall Street

É na Buchanan Street que ficam as lojas mais caras. Vá para a Argyle e Sauchiehall para encontrar marcas mais em conta. Caso seu intuito não seja comprar, só um passeio por lá vale a pena para ver o dia a dia de Glasgow.

3. Merchant City

O que fazer em Glasgow: A Merchant City, um dos bairro revitalizados de Glasgow, na Escócia.

Merchant City é uma área totalmente reformada do Centro de Glasgow e hoje uma das mais caras da cidade.

Antes a área formava um polo industrial no século XIX, cheia de armazéns onde se produzia tabaco e açúcar. Atualmente estes locais foram transformadas em incríveis bares, restaurantes e galerias de arte supercharmosas.

4. West End e Universidade de Glasgow

O que fazer em Glasgow: O bairro de West End, um dos favoritos de turistas em Glasgow, na Escócia.

Como o próprio nome do bairro diz, o West End fica no limite oeste da cidade. A região é um pedaço da cidade que cada vez mais é valorizado e visitado por quem busca o que fazer em Glasgow.

Com vários cafés e bares charmosos, o West End mantém ainda aquela cara boêmia de bairro britânico, com prédios baixos de fachadas quase uniformes. Caminhe pela Byres Road e veja como é a vida de quem mora na cidade, parando em lojinhas locais, todas bem descoladas devido à proximidade com a Universidade de Glasgow.

Já durante a noite vá até a iluminada Ashton Lane, uma ruela cheia de barzinhos lindos e aconchegantes.

West End é muito procurado também por sua grande ofertas de hotéis mais aconchegantes. Se você está procurando uma região para se hospedar em Glasgow, o West End é uma ótima opção.

5. Catedral de Glasgow e Necropolis

O que fazer em Glasgow: A Glasgow Cathedral com a Necropolis ao fundo.

No bairro de East End ficam a Catedral de Glasgow, que é a igreja mais importante da cidade, e a exótica Necropolis, um cemitério que sobe por uma colina a mais de 60 metros de altura.

A igreja possui horários para visita e dentro dela está a cripta de São Mungo, o santo padroeiro da cidade. Diz a lenda que a catedral foi construída na exata localidade onde o santo antes havia construído uma.

Já a Necropolis fica em uma colina em frente à catedral, onde é possível passear em meio a seus túmulos e monumentos, que são milhares. A vista lá de cima é linda e é um ótimo lugar para tirar fotos.

6. Edifícios de Mackintosh

Charles Rennie Mackintosh é um dos mais importantes arquitetos escoceses e grande parte de sua obra está na cidade de Glasgow.

Os edifícios projetados por Mackintosh são símbolos da art nouveau na Escócia. Em Glasgow, alguns exemplares que podem ser vistos são:

7. The Burrell Collection

Uma das maiores galerias de arte de Glasgow, o The Burrell Collection ficou fechado por muitos anos para uma longa reforma e reorganização das exposições. O museu foi reaberto em 2022 e tem entraga gratuita.

A coleção de Sir William Burrell e sua esposa Lady Constance, com cerca de 9 mil objetos, foi doada à cidade de Glasgow em 1944. O acervo do museu inclui tesouros medievais, como vitrais, armas e armaduras, além de pinturas do século XIX, de artistas como Manet, Cézanne e Degas.

8. GoMA

O que fazer em Glasgow: A estátua do Duke of Wellington com o cone na cabeça, em Glasgow, na Escócia, em frente ao GoMA

GoMA é uma sigla para a Gallery of Modern Art, que é o maior museu de arte contemporânea de Glasgow. O espaço é muito visitada por seu acervo, que inclui nomes como Andy Warhol e Sebastião Salgado.

Mas o que leva muitos visitantes até o prédio é a parte externa do museu, onde a estátua equestre do Duke of Wellington, que vive com um cone de trânsito em cima de sua cabeça. A polícia inúmeras vezes retirou o cone para, no dia seguinte, ver a estátua com o rosto tapado novamente. O cone hoje foi integrado à estátua e faz parte das atrações da cidade como um exemplo do bom humor escocês e de seu espírito rebelde.

9. Riverside Museum

O que fazer em Glasgow: O famoso Riverside Museum, em Glasgow, na Escócia

Um dos museus mais visitados da Escócia, o Riverside Museum foi projetado pela renomada arquiteta anglo-iraquiana Zaha Hadid. O espaço abriga o Museu do Transporte, exibindo a evolução dos meios de transporte no Reino Unido e no mundo. Um museu interessantíssimo tanto pelo seu interior quando pelo exterior.

Quantos dias passar em Glasgow?

Apesar de ser possível visitar Glasgow em um bate e volta a partir de Edimburgo, recomendamos explorar a cidade com calma.

Nós vivemos na cidade por quase dois meses e podemos dizer que incluir Glasgow em seu roteiro de viagem pela Escócia é uma experiência que não deve ser apressada. Reserve uns dias na cidade antes de seguir para as Highlands.

No mínimo serão necessários dois dias na cidade. No primeiro, explore o Centro histórico, Merchant City, a Catedral de Glasgow e a colina da Necropolis. Se o dia estiver bom você pode estender até o Glasgow Green, por exemplo.

Reserve o outro para visitar as regiões mais afastadas como o West End, o entorno da Universidade de Glasgow e vá até o Riverside Museum.

Glasgow: a cidade que renasceu culturalmente

Glasgow é uma cidade que soube se reinventar ao longo dos anos e se tornar um importante centro cultural do Reino Unido. Seu passado violento e decadente ficou para trás, dando lugar a uma cidade vibrante, com uma ampla cena musical, museus incríveis e atrações para todos os gostos.

Desde as ruas do Centro até o West End, a cidade oferece muitas opções para quem quer explorar seu patrimônio cultural.

Com um espírito escocês único e muito bom humor, Glasgow é uma cidade que certamente vai valer sua visita e o tempo dedicado em seu roteito. Glasgow não cansa de surpreender e encantar seus visitantes.

ORGANIZE SUA VIAGEM!

PASSAGENS AÉREAS

O site do Skyscanner é nossa forma favorita de pesquisar passagens aéreas. O buscador deles inclui companhias aéreas e outros sites que os concorrentes costumam deixar de fora. É o melhor lugar para começar a planejar uma viagem.

CARTÃO DE DÉBITO INTERNACIONAL

Abra uma conta online na Wise e peça o seu cartão de débito para economizar em suas viagens internacionais.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Larissa Pereira

Larissa é nascida em Niterói/RJ, mas já estudou em Nova York e morou na Nova Zelândia por um ano antes de iniciar a volta ao mundo que terminou em 2016. Sonhando em viajar desde que se entende por gente, mantinha um caderno cheio de recortes de jornais e revistas sobre o Egito quando tinha 7 anos de idade. Hoje esse caderno é virtual e engloba vários destinos. Os “recortes” são produzidos por ela e pelo Carlos, semanalmente, no Vida Cigana.

10 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

  • Oi Larissa, tudo bem?
    Adorei o post!! Super completo e organizado. Fácil de entender. Estou viajando para a Escócia e pretendo passar 2 dias em Glasgow. Montando meu roteiro, estes 2 dias caíram justamente sábado e domingo. Seria um problema pra mim? Alguma atração fechada ou com horário reduzido?
    Agradeço seu retorno
    Andréa

    • Oi Andrea, acredito que não tenha problema não. Geralmente as coisas não abre na segunda. Mas fique ciente que as coisas fecham cedo na Escócia, perto das 22h já não tem mais nenhum restaurante aberto, e os poucos que estão, geralmente já estão com a cozinha fechada.

  • Olá Larissa,

    Pelo seu post vi que tem bastante coisa para visitar em Glasgow e estou em dúvida em como melhor aproveitar os dias que passarei lá em setembro.
    Passarei 3 noites (2 dias inteiros – domingo e segunda) em Glasgow (chegamos no sábado à tarde e partimos na terça-feira às 12h). Estou em dúvida se uso os dois dias para visitar Glasgow ou se uso 1 dia para fazer o passeio até Oban e o outro para visitar a cidade. Nesse caso, qual seria o melhor dia para visitar a cidade, domingo ou segunda? Pensei também em visitar a Destilaria de Glengoyne. Gostaria de saber sua recomendação. Muito obrigada!

    • Oi Marcia, na minha opinião, eu ficaria só em Glasgow, mas meu estilo de viagem é mais lento e prefiro ver mais de uma única cidade do que ir correndo ver duas. De Glasgow até Oban são mais de 2h de carro, isso deve ser levado em conta também. Caso vc ache válido e confortável, vá, Oban deve ser linda!
      Sobre a destilaria, nós não fomos, e existem outras mais conhecidas em Edimburgo, caso vá passar por lá. Mas é fácil de chegar de Glasgow, tem um ônibus chamado B10 que leva até lá. A viagem dura 1h.
      Boa viagem!

  • Oi Larissa, tudo bem?
    Gostei muito das suas informações. Gostaria de saber se parte trem todo dia de Edimburgo para Inverness; e qual é o tempo de viagem? 3 dias tá de bom tamanho para visitar as highlands? E Edimburgo e Glasgow ,quantos dias vc recomendaria cada uma? Pretendo chegar em Edimburgo lá pelo dia 25 de agosto do corrente. Temperatura nessa época é amena ou muito baixa em Highlands?
    Obrigado pela atenção, e muitas viagens pra vcs.

    • Oi Luiz, sim, o trem de Edimburgo para Inverness parte todos os dias, e leva em torno de 3h, 3:30 pra chegar. Nós visitamos as Highlands com 3 dias no roteiro, mas estávamos de carro, o que facilitou bastante. Recomendaria 3 dias em Edimburgo e de 1 a 2 em Glasgow. Em agosto o tempo está mais ameno, pois será verão ainda, então sem problemas!
      Dá uma olhada no texto sobre roteiro na Escócia, temos todos os detalhes.

    • Oi Virgínia, obrigada pelo comentário! Eu não fui sozinha para a Escócia, mas o país é bastante tranquilo para uma mulher viajar sozinha. Sem contar com o número de amigos que você vai fazer na estrada. Vá em frente!

  • Oi, Larissa! Tudo bem?
    Conheci o house sitting através de vocês. Conteúdo maravilhoso, parabéns!
    Estarei indo fazer house sitting pelo Reino Unido e gostaria de saber se é preciso visto especial para isso ou fazemos apenas com o de turismo?
    Caso a imigração pergunte sobre a estadia devemos explicar que se trata de um house sitting?
    Obrigada!

    • Oi Bárbara, tudo bem? Que ótimo que você vai fazer house sitting!
      Então, o visto é o de turismo mesmo, não existe visto para house sitting. O que recomendamos na hora de passar pela imigração é que você chegue uns 2 dias antes do house sitting começar e reserve uma ou duas noites em um hotel/albergue e mostre a reserva para o agente de imigração. House sitting não é algo difundido e não é muita gente que conhece, ou seja, se você citar que está indo fazer house sitting, eles podem interpretar como um trabalho. Fale apenas que vai fazer turismo e pronto. Mas pode ir tranquila, house sitting não é ilegal, só não é muito conhecido ainda.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv