Home » Destinos » Tailândia » Como montar o roteiro de viagem ideal pela Tailândia
Tailândia

Como montar o roteiro de viagem ideal pela Tailândia

Roteiro Tailândia

Montar um roteiro pela Tailândia, construir uma viagem que passe por todo o país não é tarefa fácil. A Tailândia é enorme e possui muitas diferenças internas em suas regiões. Todas merecem bastante tempo de dedicação para serem exploradas e riscar qualquer uma de seu roteiro pode trazer uma boa dose de arrependimento depois.

Qual Tailândia você quer incluir em seu roteiro?

Listada sempre entre os destinos mais exóticos do mundo, a Tailândia consegue combinar toda sua excentricidade com um ambiente extremamente aberto, convidativo e confortável ao público estrangeiro.

Não por menos, a cada ano o país recebe maiores quantidades de turistas interessados em sua cultura, culinária, seus templos e praias de águas cristalinas.

Definir seu roteiro pela Tailândia envolve, portanto, conhecer suas regiões em detalhes e decidir a qual aspecto de sua cultura você dedicará maior ou menor duração do tempo disponível para sua viagem.

Dançarinas em roupas tradicionais se apresentando em Chiang Rai Tailândia

Para ajudar na tarefa, vamos abordar aqui o que ver e fazer em cada uma das quatro principais regiões turísticas da Tailândia.

Associado a cada região faremos descrições de roteiros detalhados com até três durações diferentes. Desta forma você poderá combinar as diferentes regiões de acordo com a duração e o foco que você planeja para seu roteiro na Tailândia.

E além dos roteiros para cada região tailandesa, ainda vamos sugerir algumas opções de como combinar seu roteiro na Tailândia com alguns dos países vizinhos: o Laos, o Vietnã e o Camboja, caso tenha alguns dias sobrando em seu planejamento.

O que ver e fazer em cada região da Tailândia:

As diferenças históricas, climáticas e geográficas do país fazem com que o turista precise, na intenção de viajar e montar um roteiro pela Tailândia, dividir sua tarefa, fragmentando a viagem de acordo com suas regiões principais.

Aqui vamos abordar as 4 principais regiões turísticas, que aparecem em todo roteiro de viagem pela Tailândia:

roteiro tailãndia - divisão por regiões

Bangkok e arredores

Bangkok é enorme, oferece milhares de opções e, portanto, montar um roteiro em Bangkok exige um esforço próprio. Considere sempre que, para uma cidade deste tamanho, quanto mais dias dedicados em seu roteiro, mais familiarizado você estará e mais próximo de entrar em sintonia com o ritmo de pulsação da metrópole.

Leias mais: Onde ficar hospedado em Bangkok, os melhores bairros

2 ou 3 dias – uma passagem rápida por Bangkok

Mesmo que a vontade seja de diminuir os dias de seu roteiro passados em Bangkok, dedique-se ao menos a conhecer as atrações do centro histórico e entender a Tailândia como é hoje, antes de seguir viagem pelo restante do país:

  • Wat Phra Kaew e o grande palácio de Bangkok
  • Wat Pho, o templo do Buda Reclinado
  • Wat Arun, o templo do amanhecer
  • Museu do Sião
  • Khao San Road

roteiro tailândia - roteiro Bangkok

Leia mais: O que fazer em Bangkok, as atrações do centro histórico

4 ou 5 dias – o essencial de Bangkok

Com 4 ou 5 dias em seu roteiro, além das atrações do centro, reserve seus dias extras a visitar os pontos turísticos dos arredores da cidade, como:

Em tours organizados, é possível sair de Bangkok a Ayutthaya regressando no mesmo dia.

Mercado flutuante bangkok
O melhor mercado flutuante de Bangkok, em Tailing Chan

7 dias ou mais – Bangkok por inteiro

Com uma semana inteira na capital da Tailândia, já dá pra acrescentar atrações menores e dedicar mais tempo a cada ponto de seu roteiro. Experimente incluir:

  • Wat Traimit e a enorme estátua de ouro de Buda
  • Wat Saket e o Golden Mount
  • Chinatown
  • Os mercados de rua ao redor da região central
  • Os centros comerciais do Siam e de Phrom Phong
  • Uma viagem pela linha de barcos do rio Chao Phraya

Chiang Mai e o Norte da Tailândia

Saindo de Bangkok, Chiang Mai costuma ser o primeiro destino dos roteiros de viagem pela Tailândia. Escolher visitar o norte antes do sul tem a vantagem de manter o desgaste maior das seguidas visitas aos templos tailandeses logo no começo do roteiro, deixando para relaxar nas ilhas do sul do país quando as pernas já não aguentarem mais.

roteiro Tailândia - o que fazer em chiang mai

A segunda maior cidade do país, além de atrações próprias, serve como base para explorar o norte tailandês e a região de fronteira entre Tailândia, Laos e Myanmar.

Planeje sua viagem: Veja quais são os melhores bairros de Chiang Mai e reserve sua estadia.

2 ou 3 dias – o essencial de Chiang Mai

Com 2 ou 3 dias a gastar pelo norte em seu roteiro pela Tailândia, concentre-se em conhecer bem Chiang Mai e tudo o que os arredores imediatos da cidade oferecem:

  • A cidade antiga e a muralha de Chiang Mai
  • As ruínas do Wat Chedi Luang
  • Wat Phra Sing
  • Wat Chiang Man
  • Wat Phra That Doi Suthep, o templo da montanha
  • Os museus para entender a cultura Lanna
  • As feiras de rua de fim de semana

Leia mais: Descubra o que fazer em Chiang Mai e onde ficam os melhores hotéis da cidade na cidade.

4 ou 5 dias – inclua uma estadia em Chiang Rai

Com um pouco mais de tempo pelo norte, inclua em seu roteiro uma estadia em Chiang Rai. Não caia na bobagem de visitar a cidade só como um bate e volta a partir de Chiang Mai. Fique hospedado ao menos uma noite e aproveite as atrações que a cidade tem a oferecer com calma:

  • Wat Rong Khun, o templo branco
  • Night Bazaar
  • O Golden Triangle, a região da tríplice fronteira entre Tailândia, Laos e Myanmar

Chiang Rai Templo Branco Tailândia-16

Leia mais: Conheça Chiang Rai e os detalhes do templo branco. Veja opções e reserve sua hospedagem na cidade.

As praias do Sul da Tailândia

As praias ao sul do país são o ponto alto de qualquer roteiro de viagem pela Tailândia.

roteiro tailândia - mapa mostrando a localização das principais praias do sul do país

A estreita península, banhada de um lado pelo Mar de Andaman, e do outro pelo golfo da Tailândia, é recheada de praias famosas internacionalmente. A vontade de muitos, ao chegarem a este ponto do roteiro, é sair pulando de praia em praia, de ilha em ilha, mas vale ficar bem atento a dois pontos cruciais em seu planejamento para não cair numa furada:

  • Não é tão perto quanto parece! Apesar de parecerem próximas umas às outras, o tempo de deslocamento e as constantes baldeações necessárias entre as viagens de barco, van e ônibus para cruzar de um lado ao outro da península farão com que um dia inteiro de seu roteiro na Tailândia tenha que ser dedicado somente para transitar de uma costa à outra.
  • O período de chuvas é diferente em cada lado da península! Exceto nos primeiros meses do ano (de janeiro a meados de abril) é quase certeza que haverá muita chuva em um dos lados, ou nos dois, dependendo da época de sua viagem. Antes de montar o roteiro, veja qual a melhor época de viajar pela Tailândia e considere se não vale a pena cortar a costa chuvosa de seus planos.

Assim, o mais recomendado é escolher uma das costas e se focar em conhecer as praias de um lado apenas da península, especialmente aos que tiverem poucos dias disponíveis no roteiro.

A quem quiser conhecer as duas em uma mesma viagem, planeje com cuidado e nunca se esqueça de levar em consideração os dois pontos anteriores na hora de montar seu roteiro na Tailândia.

Phuket, Krabi, Ko Phi Phi e as ilhas do Mar de Andaman

O oeste da península, banhado pelo mar de Andaman, tem as ilhas Phi Phi como o maior atrativo de turistas da região. Sim, há praias maravilhosas em Krabi, como Railay e Ao Nang, e em Ko Lanta, mas uma passagem em Ko Phi Phi para ver “A Praia” ainda é algo indispensável em seu roteiro.

roteiro Tailândia - ilhas do mar de andaman

Enquanto Phi Phi reina e é acompanhada pelas demais como novos pontos de atração de turistas, Phuket, que já teve fama internacional, está decadente há anos, e são vastos os relatos de viajantes recomendando que não seja incluída no roteiro de ninguém, apesar de toda a infraestrutura existente na ilha.

Planeje seu roteiro pela Tailândia: Veja uma seleção de hotéis em Phuket, Krabi e Ko Phi Phi

2 ou 3 dias – concentre-se em Ko Phi Phi

Para quem tem pouco tempo, concentre-se em um só lugar e diminua seus deslocamentos. E por mais que outras praias sejam sensacionais, é impossível que você consiga sair do país sem ter incluído Ko Phi Phi em seu roteiro pela Tailândia.

Maya Bay Tailandia

Dedique seus dias no arquipélago a conhecer a fundo as ilhas:

  • Aproveite a praia em Lo Dalum Bay de dia e de noite
  • Alugue um caiaque e vá remando até Monkey Bay
  • Faça uma trilha até Long Beach
  • Suba o mirante de Ko Phi Phi Don e veja de lá o por do Sol
  • Experimente dormir uma noite em Maya Bay

Leia mais: Como aproveitar ao máximo as ilhas Phi Phi, na Tailândia

4 ou 5 dias – escolha uma segunda praia

Com um pouco mais de tempo, antes de embarcar para Ko Phi Phi, escolha outra praia e fique uns dias a mais ainda próximo do continente. Railay Beach e Ao Nang, praias próximas ao centro de Krabi são as opções favoritas dos mais jovens. Para quem procura menos agito, antes de partir para Phi Phi a saída pode ser se refugiar em Ko Lanta.

ilhas phi phi tailandia

Para comparar:

  • O blog Deixa de Frescura tem todas as dicas do que fazer em Railay, que eles consideram a praia mais bonita da Tailândia.
  • Já o Ideias na Mala tem um ótimo relato com dicas do que fazer em Ko Lanta, que mostra o clima mais calmo da ilha.

Ko Samui, Ko Phangan, Ko Tao e as ilhas do Golfo da Tailândia

No lado leste da península, as praias do Golfo da Tailândia são igualmente famosas. Mas enquanto na outra região existem duas bases (Phuket e Krabi) para explorar uma ilha mais afastada (Ko Phi Phi), por aqui o planejamento do roteiro muda de figura, pois todas as praias ficam em ilhas distantes do continente: Ko Samui, Ko Phangan e Ko Tao.

roteiro Tailândia - ilhas do golfo

Ko Samui é maior e mais urbanizada, possui um aeroporto próprio, templos e praias localizadas em cantos distintos da ilha.

Ko Phangan é casa da famosa “Full Moon Party”, que atrai mochileiros de todos os cantos em busca de praias durante o dia e festas à noite.

Ko Tao, além de suas praias maravilhosas, ainda tem um atrativo extra: seus recifes próximos à costa tornam o lugar ideal para o mergulho. E com o baixo custo de vida na Tailândia, Ko Tao é reconhecida como um dos lugares mais baratos do mundo para conseguir seu certificado internacional.

2 ou 3 dias – escolha sua base em Samui ou Phangan

Com pouco tempo, fique hospedado em uma das ilhas maiores, que esteja de acordo com seu perfil e, em um dos dias de seu roteiro, de lá embarque em um tour de bate e volta até Ko Tao que passe pela menorzinha, Ko Nang Yuan.

Para comparar:

4 ou 5 dias – fique hospedado também em Ko Tao

Com uns dias a mais eu aproveitaria para ficar hospedado também em Ko Tao, conhecendo as atrações da ilha com a calma que um bate e volta não permite.

Planeje seu roteiro pela Tailândia: Veja uma seleção de hotéis em Ko Tao

7 dias ou mais – faça sua certificação de mergulho em Ko Tao

Num dos melhores, e mais baratos, lugares para conseguir sua certificação internacional, por que você perderia essa oportunidade? Esse é certamente um de meus objetivos a serem colocados no roteiro de uma próxima viagem minha à Tailândia.

Maya Bay Tailandia

Para mais informações, o blog Keep Calm and Travel tem um roteiro completo do que fazer em uma estadia longa em Ko Tao (em inglês)

Um Guia de Viagens para montar seu roteiro pela Tailândia

Ter um Guia de Viagens em mãos é essencial para salvar o roteiro de sua viagem, caso seus planos mudem de uma hora pra outra. Afinal, roteiro de viagem é algo que se modifica a todo momento e dificilmente conseguimos cumprir aquilo que planejamos antes de sair de casa.

Para uma viagem à Tailândia, nós recomendamos o “Guia de Mochilão da Tailândia“, um e-book escrito por duas blogueiras: a Karla, do Compartilhe Viagens, e a Carol, do Mochilão Trips.

O Guia, em formato PDF, tem 155 páginas que explicam o passo a passo do planejamento de uma viagem ao país e inclui 8 opções de roteiro pela Tailândia, com versões de 1, 2, 3 ou 4 semanas de duração.

O Guia de Mochilão da Tailândia está sendo vendido por R$39,90 e pode ser adquirido usando seu cartão de crédito, boleto bancário ou sua conta no Paypal. Para comprar, basta clicar no link acima e seguir as instruções na próxima tela.

Como combinar seu roteiro na Tailândia com os países vizinhos

Viajar ao outro lado do mundo não é corriqueiro pra ninguém. Sabendo disso, muitos viajantes aproveitam a viagem à Tailândia para conhecer também os países no entorno. Dentro do sudeste asiático os deslocamentos aéreos não são caros, o que facilita o planejamento de uma viagem que passe por vários países.

Leia mais: Como planejar sua viagem e montar seu roteiro pelo Sudeste Asiático

No entanto, há de se ficar atento e saber que cada novo destino acrescentado pode fazer com que regiões tailandesas inteiras sejam cortadas de seu roteiro. Ou que a viagem torne-se uma correria sem fim.

roteiro tailândia

Como parâmetro, consideramos que as combinações que vamos sugerir se aplicam especialmente a quem tenha mais de 20 dias em seu roteiro.

Nossas propostas de roteiros a quem quiser estender a viagem além das fronteiras tailandesas são:

Roteiro Tailândia + o essencial do Laos (Luang Prabang e Vientiane)

A vontade de estender seu roteiro da Tailândia ao Laos esbarra nas estradas laosianas, que têm péssimas condições (especialmente no período de chuvas).

Para quem tem poucos dias, o ideal é seguir direto a Luang Prabang. O aeroporto local oferece voos tanto de Chiang Mai quanto de Bangkok. Para Vientiane, a capital do Laos, só é possível voar a partir de Bangkok. Entre ambas além de voos com empresas regionais, há ônibus noturnos estilo leito.

2 ou 3 dias – concentre-se em Luang Prabang

Com poucos dias em seu roteiro, voe para Luang Prabang. Passe os dias conhecendo a cidade mais turística do Laos. E se impressione com a calma reinante no país quando comparada aos seus vizinhos.

Luang Prabang Laos

Leia mais: Luang Prabang, a cidade queridinha do sudeste asiático

5 dias ou mais – passe também por Vientiane

Tendo um pouco mais de folga em seu roteiro, experimente passar uns dias em Vientiane. A capital do Laos é ignorada pelo roteiro de muitos. Mas, ao contrário de Luang Prabang, é ali onde você terá contato genuíno com o Laos que vive longe dos holofotes turísticos.

Vientiane capital do Laos
Quem disse que Vientiane deve ser cortada do roteiro?

Leia mais: 9 atrações imperdíveis em Vientiane, a capital do Laos

Roteiro Tailândia + um “bate e volta” a Siem Reap e os Templos de Angkor

Talvez a combinação mais comum de ser feita seja uma viagem a Siem Reap, no Camboja. Assim, visitar os templos de Angkor pode ser incluído facilmente em seu roteiro da Tailândia a partir de Bangkok.

Templos de Angkor no Camboja
O nascer do sol em Angkor Wat

O turismo faz com que Siem Reap receba bem mais voos diretos do que Phnom Penh, a capital do país. Além disso, a cidade é relativamente próxima a Bangkok, mesmo a quem viaja por terra. Neste caso, considere que os procedimentos na fronteira podem atrasar a viagem fazendo perder um dia em seu roteiro tanto na ida quanto na volta.

Leia mais: Onde ficar hospedado em Siem Reap, no Camboja

2 ou 3 dias (ou mais) – explore Angkor ao máximo

Os templos de Angkor são a razão que levam o roteiro de qualquer um a Siem Reap. A profusão de lugares a visitar faz com que um dia não seja nem próximo do suficiente para conhecer bem o sítio arqueológico.

O recomendável é dedicar ao menos dois dias para a visita a Angkor. Tendo livre um terceiro, use como descanso para conhecer a cidade de Siem Reap, ou para explorar Angkor mais a fundo.

Roteiro Tailândia + sul do Vietnã, com retorno a Bangkok pelo Camboja

Com bastante tempo de sobra (e somente neste caso), é possível incluir em seu roteiro da Tailândia até dois países diferentes. Como as estradas no Laos dificultam a circulação, o ideal para combinar dois países com seu roteiro pela Tailândia é partir ao Vietnã e ao Camboja.

Sabendo que o processo para conseguir o visto do Vietnã é facilitado a quem desembarca no país por via aérea, planeje seu roteiro para isso. De Bangkok, voe a Ho Chi Minh City, no sul do país. De lá retorne à capital da Tailândia por terra, por dentro do Camboja, fazendo paradas ao longo do caminho.

7 dias (no mínimo) – sul do Vietnã e Angkor

Para quem tem uma semana para fazer este trajeto, sugiro dividir o tempo igualmente entre Ho Chi Minh City e Siem Reap, ficando 3 dias em cada cidade.

No Vietnã, além da antiga capital do Vietnã do Sul, é possível incluir os tours de bate e volta que partem da cidade: aos túneis de Cu Chi e ao delta do Mekong. No Camboja, fixe sua base em Siem Reap e explore os templos de Angkor.

Delta do Mekong
O passeio pelo delta do mekong, feito a partir de Ho Chi Minh, no Vietnã

Considere que de Ho Chi Minh a Siem Reap, de ônibus, serão de 15 a 18 horas de viagem.

10 dias (no mínimo) – inclua uma parada em Phnom Penh

Com dez dias sobrando, considere incluir uma parada intermediária em Phnom Penh. A capital do país, apesar de não figurar em muitos roteiros de viagem, é ponto fundamental para que veja as feridas deixadas no Camboja pelo período de dominação do Khmer Vermelho.

Qual o roteiro de viagem ideal pela Tailândia?

Mesmo que, em sua preferência como turista, uma só região tailandesa se destaque; ainda que ao sonhar em conhecer a Tailândia sejam apenas as praias, ou seus templos, ou o caos urbano que venham à mente; ponha-se aberto a incluir todas as regiões do país em seu roteiro. Sempre. Corte apenas o necessário exigido para cumprir seu tempo de viagem. Só assim você terá terminado sua viagem com a certeza de que voltará para casa tendo conhecido todas as nuances de um país tão fascinante como a Tailândia.

Save

ORGANIZE SUA VIAGEM!

HOSPEDAGEM

No Booking.com estão cadastradas as melhores opções de hotéis e albergues. Reserve com direito a cancelamento gratuito e viaje com mais tranquilidade.

CONTA GRÁTIS NA EUROPA

Abra uma conta online no Banco N26 para ter um cartão com saldo em euros para suas viagens internacionais.

SEGURO VIAGEM

Use nosso Comparador de Seguro Viagem. Com nossa parceria com a Seguros Promo, vamos te ajudar a encontrar os melhores planos de seguro para o seu destino. Use o cupom VIDACIGANA5 e receba 5% de desconto na hora do check out.

ROAD TRIP

Alugue um veículo com a RentCars.com para sua viagem. Compare os preços de diferentes locadoras, pague em Reais, sem IOF e parcelado em até 12 vezes.

Sobre o Autor

Carlos

Carlos nasceu em Petrópolis/RJ. Quando tinha 20 anos decidiu que, sozinho, viajaria para o lugar mais distante que pudesse com o primeiro dinheiro que conseguiu acumular. Após muita pesquisa e economia, saiu do país pela primeira vez e rodou por quatro países. De ônibus. Nos anos seguintes dificilmente havia um em que não estivesse planejando outra viagem. Hoje o produto destas pesquisas é compartilhado publicamente aqui, no Vida Cigana.

41 Comentários

Todos os comentários serão moderados previamente conforme as políticas do blog. Serão publicados e respondidos apenas após aprovação.

Clique aqui para deixar um comentário.

  • Que nobre da parte de vcs compartilhar tantas dicas!!! Comprei as passagens para final de Janeiro e início fevereiro/22 para comemorar o fim da pandemia se Deus quiser!! Vou com o marido e filhos (19 e 14 anos)…..Quero conhecer os templos mais famosos e as praias mais lindas (sem badalação), uma dica se puderem por favor, o ideal é ir de Bangkok pra Chiang Mai e de lá pegar voo para alguma das ilhas? Qual a melhor ilha pra usar como base? Obrigada pela atenção e carinho. Abç Cris

    • Oi Ana Cristina, muito obrigada pelo seu comentário! Eu aconselharia sim ir de Bangkok a Chiang Mai e de lá pegar um voo para as ilhas, e depois das ilhas voltar a Bangkok. Para fazer de base, eu acho melhor ficar em Ko Phi Phi, existe várias ilhas ao redor que vocês poderão aproveitar bem, e a ilha é bem estruturada.

  • Oi só pra dizer que seu site é perfeito sem defeitos, parabéns e obrigada por compartilhar esse conteúdo tão valoroso. Estou viajando o mundo e sempre sigo os roteiros e dicas de vocês e não tem erro, sempre acertam…valeu mesmo. 😘😘😘😘

    • Dá sempre dá… só depende muito do que vc quer ver, pq o percurso de um lugar ao outro na Tailândia leva bastante tempo. Em 7 dias eu só veria Bangkok e Chiang Mai ou Bangkok e alguma praia.

  • Oi Carlos. Queria muito fazer esse roteiro de Tailândia + Camboja + Vietnã. Mas tô na dúvida porque também queria muito ir em Myanmar. Vou ter 35 dias de férias. Acha que consigo???

  • Olá Carlos chegaremos em Bangkok no dia 16/02/20, estou pensando em ficar 7 dias em um hotel no baixo Sukhumvit conforme sua orientação e depois ir alguma praia. Qual vc indicaria, q não seja cansativo? Tem como ir de carro? Ficarei na Tailândia até dia 01/04. Aguardo retorno. Obrigada Marta

    • Marta, na Tailândia os voos internos com empresas low cost são bem baratos. Acredito que seja a melhor forma de deslocamento. Você pode procurar por voos Bangkok – Krabi ou Bangkok – Ko Samui por exemplo e de lá seguir para a praia de sua preferência.

    • Ola… estarei la desde 13 de Fevereiro ate 5 de Marco.. se quiser podemos juntar,.. vuo com minha esposa.

  • Muito relativo o clima. To aqui em Phuket e ta chovendo pra caxhhgjkljkhkjkjjkj,,,,,,,. Me disseram que Junho e Julho nao choveu tanto. Vai entender

    • As nossas recomendações são baseadas no histórico da região. É uma questão de probabilidade. Numa viagem pela Tailândia é mais provável pegar sol em novembro e chuva em junho, mas sempre existe uma chance, pequena, de ocorrer o contrário.

  • Mais por curiosidade, normalmente só viajo com a minha Autocaravana e nada de festas ou baladas . Gosto muito de paisagens e arquitetura. Esqueci de perguntar-lhe . Vou ficar quase um mês , tenho 61 anos e detesto estação de trem , aeroportos e autocarros, se for uma furada claro que seguirei a sua opinião . Alugar um carro é conveniente ou não ? Obrigado
    p.s. nasci e moro em Portugal mas vivi um bom tempo em Petrópolis , inclusive trabalhei numa agência de viagens daí .

    • Não acho que um carro seja uma boa ideia na Tailândia, não. É mais fácil fazer em transporte público. Quando necessário você pode alugar uma scooter em alguma das ilhas.
      ps: sou nascido em petrópolis mas não moro lá já faz alguns anos 😉

  • Olá Carlos , blog bem objetivo , parabéns . Já foi alguma vez ao festival da lua cheia em ko Phangan ou sabe de dizer se vale a pena . Estarei na região ente 5 e 24 dezembro . Em dezembro acho que a Lua cheia será dia 12 . Obrigado

  • Olá, tudo bem?
    Primeiramente parabéns pelo Blog, muito bom e achei bem esclarecedor.
    Tenho uma dúvida, estava pensando em viajar dia 21/02/2020 e voltar dia 17/02/2020 (acredito que seja um número bom de dias).

    Teria alguma programação para indicar? Com esse período seria possível fazer Laos + Vietnã + Tailândia ou fica muito apertado?

    Obrigado!! =)

  • Olá! Tudo bem?
    Estamos planejando em ir de lua de mel para a Ásia. Queremos um roteiro mais cultural e com poucas praias em 25 dias. Pretendemos, no roteiro da praia, passar apenas pelas ilhas Phi Phi. E pretendemos também, adicionar mais um ou dois países no roteiro por conta do tempo. Estamos em dúvida… Gostamos de Myanmar a princípio. Você acha que é viável? E nos roteiros culturais com visita a templos, é necessário guia?

    Obrigada!

    • Oi Amanda, obrigada pelo comentário! Acho bem válido sua escolha, a Ásia tem uma cultura tão grande e diferente que merece ser vista com atenção.
      Nunca fomos ao Myanmar, tínhamos passagem e hotel já pagos, mas eu fiquei doente e não pudemos ir. É um dos lugares que mais queremos visitar ao voltar pra Ásia, todos que conhecemos que visitaram disseram que é o melhor país do Sudeste Asiático.
      Vale uma visita ao Camboja também, os templos de Angkor são de outro mundo.
      O nosso país favorito foi o Vietnã, mas não sei se agradaria vocês, pois o turismo lá é mais voltado à Guerra do Vietnã e tal.
      E nós nunca contratamos guias não, sempre fomos por conta própria, lendo coisas pela internet pra entender o contexto.

  • Olá Carlos,

    Adorei o seu blog.
    Caso no dia 02/05/2020 e queria passar a minha lua de mel na Tailandia, mas parece que o tempo não é muito bom. O que vc acha?

    Obrigada.

    • Gabriela, eu trocaria de destino se a data já estiver marcada. Tailândia em maio as chances são altas de você passarem a lua de mel debaixo d’água.

  • Carlos, dá um help, por favor! To planejando uma viagem suuuuuuuper em cima da hora. Tenho 28 dias (chegada 16/10, partida 14/11), voo GIG-BKK-GIG. Sabe como é, primeira vez na Ásia, a vontade é de fazer tudo. Queria pelo menos Bangkok, Krabi, Phi Phi, Siem Riep, Luang Prabang, Chiang Rai e Chiang Mai, sendo que esta teria que ficar por último pois o Ye Peng ser[a nos dias 11 e 12/11. Sonho era ainda conseguir encaixar Bali nisso tudo rs. Qual vc acha que seria a melhor logística?

  • Olá Carlos! O meu nome é Miguel, e estou a planear uma viagem com a minha namorada á Tailândia em fevereiro de 2020. Estamos a pensar ficar o mês de fevereiro inteiro, ou seja, tirando as viagens, serão cerca de 27/28 dias livres. Até agora o nosso roteiro está neste ponto:

    – Bangkok > 3/4 dias
    – Suhkotao > 2 dias
    – Chiang Mai > 2 dias
    – Chiang Rai > 1 dia
    – Krabi > 3 dias
    – Phi phi > 3 dias
    – Koh Tao > 3 dias
    – Koh Lipe > 3 dias

    Temos também como objetivo, ir passar pelo menos 3 dias a Siem Reap.

    O que acha deste roteiro? Ainda sobram alguns dias, onde ainda estamos a ver se vale a pena acrescentar algo, ou se prolongamos a estadia em alguns desses sitios!

    Agradeço a vossa ajuda! Obrigado!

    • Olá Miguel, muito bom seu roteiro, bem organizado!
      Deixe 4 dias em Bangkok, vocês irão precisar. Até mais, se preferir. Colocaria 3 dias em Chiang Mai e somente 2 em Krabi.
      Siem Reap é bom reservar no mínimo 4 dias, os sítios são enormes e cansam demais.

  • Olá! Estarei na tailandia entre 06 e 21 de novembro, até dia 14 ja tenho tudo resolvido entre bangkok, chiang mai e chiang rai, mas de 14 a 21 iremos para as praias e temos duvidas de quanto tempo ficar em cada local. phuket ouvi falar bem e mal mas foi um lugar que escolhemos mais por causa do hotel e como segundo ou terceiros roteiros incluiriamos estadias em phi phi e railay. Quantos dias sugere nesses tres locais? Sugere cortar algum e focar em apenas 2 pra evitar tanto deslocamento em 7 dias ? Obrigado!

    • Oi Luiz, desculpe a demora! Eu usaria Phuket como base para ir a Phi Phi e Railay, pq a cidade não é legal não… é decadente, Krabi seria uma opção melhor.

  • Olá Carlos
    Muito bom o post! Estou pegando várias dicas no seu site.
    Nós vamos a Tailândia em novembro, 17 dias livres.
    Pensei em 5 em bangkok, 3 em Chang Mai. Sobre o restante, ainda não sabemos.
    O que você sugere?
    Obrigado

  • Olá,
    Adorei o blog de vocês e as dicas, tão difícil planejar um roteiro “ideal”, se é que isso existe… estou indo para a Tailândia em novembro, com marido e filho de 5 anos para comemorar meus 40 anos (no lantern festival em chiang mai) e 10 anos de casada. Queria saber a opinião de vocês em relação a distribuição dos dias (serão 18 dias no país):
    4 noites em Bangkok (pergunta 1- vale a pena ir a Ayutthaya?)
    4 noites em Chiang Mai
    1 noite Chiang Rai
    4 noites Koh Phi Phi
    3 noites em Krabi
    e 2 dias que estou sem saber o que fazer – mais ilha? Outro país perto? Vietnan?
    Help! rs
    Obrigada desde já!

    • Oi Fernanda,
      Eu acho que vale ir a Ayutthaya sim. Mas você precisa ver o que você quer ver de fato em Bangkok porque a visita tomaria um dia inteiro do seu roteiro.
      Com dois dias sobrando eu não colocaria mais um país no roteiro. Talvez distribuísse entre as próprias cidades já planejadas. talvez ficasse mais tempo em Bangkok para aclimatar e visitar tudo com mais calma.

House Sitting

vida cigana blog youtube house sitting

vida cigana blog youtube house sitting
abbv